MENU

13 de abril de 2018 - 19:05European Le Mans Series

Guia ELMS 2018 – equipes LMP2

RIO DE JANEIRO - Vai começar domingo com as 4h de Le Castellet, no Circuit Paul Ricard, a temporada 2018 do European Le Mans Series (ELMS). Aqui, as vedetes são as escuderias da classe LMP2, com sua mecânica padrão Gibson V8 4,2 litros de potência estimada em 600 cavalos e central eletrônica (ECU) de um único fornecedor – a Cosworth. Variedade mesmo só de chassis – são quatro os construtores autorizados e com exceção da Riley todos têm pelo menos um carro – e de fornecedores de pneus.

A fórmula está em seu segundo ano e se provou muito certa em 2017. Tanto que uma equipe da LMP2 quase venceu as 24 Horas de Le Mans na classificação geral, os carros ficaram rápidos e a divisão foi muito competitiva, tanto no WEC quanto no ELMS. E por conta de um ano mais enxuto no Mundial, já que em 2018 serão quatro as provas em território europeu e seis no total, durante a primeira fase da Super Season, o interesse no Europeu – que dá vaga direta à Sarthe aos campeões – aumentou bastante.

Tanto que a categoria apresenta um grid forte, encorpado e sobretudo cheio de bons pilotos para esta temporada. A presença de novas equipes também ajuda a aumentar a credibilidade do regulamento técnico, que prevê competitividade com carros mais baratos que os LMP1.

Estas são as equipes do ELMS na LMP2:

DRAGONSPEED
Sede: Signes, França
Carro: Oreca 07
Motor: Gibson GK428 4,2 litros V8
Team Manager: Elton Julian
Diretor Técnico: David Leach
Engenheiro de Pista: Paul Thomson

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-02

A DragonSpeed aposta na mesma trinca do ano passado para ter resultados melhores em 2018

A DragonSpeed estará em duas frentes neste ano, abraçando o desafio da Super Season do WEC junto a uma campanha no ELMS, que é o que vem muito ao caso agora. A equipe de Elton Julian perdeu uma importante personagem fora da pista: Nicolas Minassian saiu do time do carro estrelado e foi para a IDEC Sport Racing. Mas os engenheiros David Leach e Paul Thomson continuam, o que é positivo. Na pista, nada mudou: pelo menos no Europeu, o entrosamento entre Nico Lapierre, Ben Hanley e Henrik Hedman pode fazer a diferença num ano que se antevê competitivo e muito equilibrado. Em 2017, terminaram apenas em 8º lugar com um pódio em Monza como melhor performance.

UNITED AUTOSPORTS
Sede: Garforth, Inglaterra
Carro: Ligier JS P217
Motor: Gibson GK428 4,2 litros V8
United Autosports CEO: Zak Brown
Diretor Geral: Richard Dean
Team Manager: Trevor Foster
Engenheiro: Gautier Boutelier

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-11

Bruno Senna volta a colaborar com a United Autosports, desta vez no ELMS e na condição de “regra três” do titular Filipe Albuquerque

Após um ótimo primeiro ano na LMP2, com vitórias e boas performances, culminando com o 5º lugar geral nas 24 Horas de Le Mans, a United Autosports dobra a aposta e vem com dois carros para a disputa do ELMS. A equipe de Richard Dean e Zak Brown continua a parceria com a Onroak Automotive, sendo uma das principais equipes da Ligier no grid do campeonato europeu.

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-17

A equipe aposta em dois carros na temporada deste ano na LMP2

Em Paul Ricard, a equipe estará desfalcada de Filipe Albuquerque, comprometido com a IMSA. Mas o português foi muito bem substituído: o brasileiro Bruno Senna vai andar no carro #22 junto ao jovem britânico Phil Hanson. Os antigos colegas de pilotagem de Albuquerque ano passado – Will Owen e Hugo de Sadeleer – ganham a companhia de Wayne Boyd, que subiu da LMP3 para seu primeiro e grande desafio na categoria principal.

PANIS BARTHEZ COMPETITION
Sede: Rouffiac-Tolosan, França
Carro: Ligier JS P217
Motor: Gibson GK428 4,2 litros V8
Proprietários: Olivier Panis, Sarah Abadie e Simon Abadie
Team Manager: Olivier Panis
Engenheiro de Pista: Joffrey Guillemat

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-12

A Panis Barthez Competition segue como cliente Michelin em 2018

Duas novidades importantes no horizonte da Panis Barthez Competition em 2018: a primeira é a dedicação total apenas à LMP2 com um carro. E a segunda, não menos importante, é que Fabién Barthez, o antigo goleiro da seleção francesa campeã da Copa do Mundo em 1998 e do Europeu em 2000, está fora da equipe como piloto – mas segue emprestando seu prestígio fora dela. Campeão mundial da LMP2 em 2017, Julien Canal será um dos novos pilotos da equipe nesta temporada, junto ao antigo piloto da Manor na Fórmula 1 Will Stevens. O único sobrevivente da temporada passada, em que a PBR ficou em sétimo, é Timothé Buret.

RACING ENGINEERING
Sede: Sanlúcar de Barrameda, Espanha
Carro: Oreca 07
Motor: Gibson GK428 4,2 litros V8
Fundador: Alfonso de Orléans-Borbón
Team Manager: Toni Garcia
Diretor Técnico: Alain Queille
Engenheiro de Pista: Thomas Lassus

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-03

A Racing Engineering estreia no ELMS e na LMP2 cercada de imensa expectativa por conta do passado da equipe espanhola, que conquistou títulos em diversas categorias de monoposto

Com 12 títulos em seu histórico, passando por GP2 Series (hoje Fórmula 2), World Series e Fórmula 3 espanhola, a Racing Engineering estreia no ELMS com um protótipo LMP2 (por sinal, um dos antigos chassis da Manor), cercada de enormes expectativas, exatamente pelo currículo vasto e positivo de uma equipe bem organizada e coordenada por Alfonso de Orléans-Borbón junto a seu braço-direito Toni Garcia. A antiga escuderia dos brasileiros Sérgio Jimenez e Lucas Di Grassi traz um trio composto só de franceses para a primeira temporada nos Esporte-Protótipos. Norman Nato, ex-GP2 Series, foi o primeiro piloto escolhido e os demais vieram naturalmente: Olivier Pla, experiente piloto que disputa a IMSA e o WEC e Paul Petit, que ano passado estava na Graff Racing.

ALGARVE PRO RACING
Sede: Albufeira, Portugal
Carro: Ligier JS P217 e Oreca 07
Motor: Gibson GK428 4,2 litros V8
Team Manager: Stewart e Samantha Cox
Diretor Técnico: Rémi Taffin
Engenheiros de Pista: Jonathan Bartlett e Pedro Rodrigues

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-15

O trio do Ligier #25 não inspira muita confiança

Com sotaque britânico e bandeira portuguesa, a Algarve Pro Racing volta ao ELMS após uma temporada cheia de percalços no último campeonato, quando tiveram os piores resultados entre as escuderias participantes. E a julgar pelas escolhas dos pilotos para o carro #25, a situação do time sediado em Albufeira não promete ser muito melhor. O veterano Mark Patterson, de 67 anos, que teve entre seus professores no automobilismo o brasileiro Oswaldo Negri, vai dividir a pilotagem com o coreano Tacksung Kim e o filipino Ate Dirk de Jong.

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-16

No carro #31, os destaques são Gustavo Menezes e o filho de Adrian Newey, Harrison

Mas o carro #31, inscrito em parceria com a Rebellion, aí sim poderá ter bom desempenho. Sob o nome de fantasia APR – Rebellion Racing, o bólido que disputou o último WEC pela equipe anglo-suíça agora está sob os cuidados de Stewart e Samantha Cox, mas com o suporte e o apoio da Rebellion, via o chefão da marca de relógios, Calim Bouhadra. Entre os pilotos, estão Gustavo Menezes, o novato Ryan Cullen e ninguém menos que Harrison Newey, filho do mago do design Adrian Newey.

TDS RACING
Sede: Saint Aunès, França
Carro: Oreca 07
Motor: Gibson GK428 4,2 litros V8
Proprietários: Xavier Combet e Jacques Morello
Team Manager: Xavier Combet
Engenheiro: Jacques Morello
Crew Chief: Yann Brody (Carro #26) e Olivier Crespy (Carro #33)

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-05

As cores da G-Drive Racing estarão no #26, onde o destaque é o líder da Fórmula E, Jean-Éric Vergne

A TDS Racing opera um carro full season no European Le Mans Series em 2018, graças à parceria com a G-Drive Racing, que viabilizou o investimento por conta da preferência de Roman Rusinov em conseguir uma temporada menos custosa do que foi a última. Assim, o piloto russo permanece a bordo e seu principal companheiro de pilotagem será Jean-Éric Vergne, atual líder do campeonato da Fórmula E – que, por sinal, não disputará a primeira prova em Paul Ricard, sendo substituído por Alexandre Imperatori. A equipe queria inscrever somente pilotos ouro/platina, o que não foi permitido pelos organizadores. Assim, Andrea Pizzitola, que tem graduação prata mas é rápido, foi o escolhido.

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-08

O carro do WEC disputará as 4h de Le Castellet com o trio do Mundial de Endurance

Em contrapartida, Matthieu Vaxivière, que disputaria o ELMS, não ficou tão a pé. A tripulação do WEC disputará as 4h de Le Castellet com o carro #33 para ganhar entrosamento, horas de voo e quilometragem no carro que disputará a Super Season a partir de maio, tendo também François Perrodo e Loïc Duval.

IDEC SPORT RACING
Sede: Fontenay Tresigny, França
Carro: Ligier JS P217 e Oreca 07
Motor: Gibson GK428 4,2 litros V8
Presidente do Grupo IDEC: Patrice Lafargue
Team Manager: Jean-Noël Le Gall
Diretor Esportivo: Nicolas Minassian
Engenheiro: Jérôme Plassard

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-18

O Ligier da IDEC Sport Racing terá apenas gentlemen drivers

Mais uma equipe que dobra a aposta para 2018, a IDEC Sport Racing promoveu mudanças tão importantes quanto a inscrição de mais um carro. Nicolas Minassian deixou a DragonSpeed e se bandeou para a organização sediada em Fontenay Tresigny para ser o novo diretor esportivo em lugar de Jean-Claude Ruffier e com carta branca para organizar as coisas nos bastidores. À primeira vista, a principal aposta será no carro #28, onde se destacam o mexicano Memo Rojas, um dos integrantes da tripulação campeã de pilotos ano passado pela G-Drive Racing, além do francês Paul-Loup Chatin.

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-04

A equipe se reforçou nos bastidores com a contratação de Nicolas Minassian

No outro bólido, o presidente do grupo IDEC, Patrice Lafargue, não tem outra intenção que não conseguir somar alguns pontinhos. É um carro só de gentlemen drivers, que terá também outros dois franceses: Erik Maris, com algumas presenças nas 24h de Le Mans em seu currículo e William Cavailhes, que normalmente disputa o VdeV Endurance Challenge.

DUQUEINE ENGINEERING
Sede: St. Martin de Valgagues, França
Carro: Oreca 07
Motor: Gibson GK428 4,2 litros V8
Fundador: Gilles Duqueine
Team Manager: Yann Belhomme
Engenheiro: Max Favard

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-09

A Duqueine Engineering sobe da LMP3 com muito potencial a desenvolver e bons pilotos, mesclando velocidade e experiência

O pólo mecânico de St. Martin de Valgagues abriga a mais nova equipe do pedaço da LMP2: após uma boa performance na classe LMP3, a Duqueine Engineering chega à divisão principal do ELMS cheia de esperanças em poder fazer uma excelente temporada de estreia. Além da boa estrutura, comandada pelos engenheiros Gilles Duqueine e Yann Belhomme, há pilotos de excelente nível, todos franceses. Destaque para os experientes Nelson Panciatici e Pierre Ragues, sem contar Nico Jamin, que é jovem e muito rápido.

AVF BY ADRIÁN VALLÉS
Sede: Granollers, Espanha
Carro: Dallara P217
Motor: Gibson GK428 4,2 litros V8
Fundador e Team Manager: Adrián Vallés

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-01

A novata (no ELMS) equipe de Adrián Vallés foi a mais veloz na pré-temporada em Paul Ricard

Com pouco mais de 30 anos de idade, o antigo piloto da GP2 Series Adrián Vallés tornou-se nos últimos anos um dos mais jovens donos de equipe do automobilismo nos dias de hoje. Em sua estrutura na região catalã de Granollers, preparou monopostos de Fórmula 3, Fórmula Renault e também da extinta World Series V8. Agora, neste ano de 2018, com o fim deste último campeonato, preparou-se para a estreia no ELMS. E o fez muito bem: escolheu o chassi Dallara, trouxe jovens valores como o russo Konstantin Tereschenko e o português Henrique Chaves, e conquistou a melhor volta no Prólogo em Paul Ricard. Veremos do que serão capazes de fazer ao longo das seis corridas do campeonato.

SMP RACING
Sede: Le Luc, França e Moscou, Rússia
Carro: Dallara P217
Motor: Gibson GK428 4,2 litros V8
SMP Racing CEO: Boris Rotemberg
Diretor Esportivo SMP Racing: Sergey Zlobin
Diretor Técnico SMP Racing: Olivier Picquenot
Diretor Geral ART Grand Prix: Fréderic Vasseur
Engenheiro ART Grand Prix: Gaëtan Jego

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-07

A SMP Racing segue em parceria com a ART Grand Prix e continua na LMP2 em 2018

Com menos corridas ano passado que a maioria das equipes, os russos da SMP Racing até tiveram uma ótima temporada na LMP2 dentro do European Le Mans Series. Ajudados pela expertise da ART Grand Prix, ganharam exatamente em Paul Ricard, somaram mais dois pódios até o fim do campeonato e terminaram num mais do que honroso 4º lugar. Agora, tendo direito a um novo chassis da Dallara, a SMP Racing quer manter as boas performances. Os jovens Egor Orudzhev e Matevos Isaakyan permanecem, mas não estão sozinhos: terão Viktor Shaytar como companheiro.

SIGNATECH ALPINE MATMUT
Sede: Boulogne-Billancourt, França
Carro: Alpine A470 (Oreca 07)
Motor: Gibson GK428 4,2 litros V8
Team Manager: Philippe Sinault
Diretor Técnico: Lionel Chevallier
Engenheiros de Pista: Thomas Tribotte e Olivier Bacchis

fia-wec-2018-paul-ricard-finish-order-11

André Negrão disputará as 4h de Le Castellet pela Signatech Alpine Matmut

Aproveitando a participação no Prólogo do WEC e principalmente pela primeira etapa do campeonato acontecer na França, a Signatech Alpine Matmut assegurou sua participação na abertura do ELMS em Paul Ricard. O time de Philippe Sinault, que terá apenas um carro no Mundial, não contará com sua tripulação completa por conta do contrato de Nico Lapierre com a DragonSpeed. De forma que o brasileiro André Negrão fará a primeira corrida da temporada em dupla, com o novo contratado Pierre Thiriet.

GRAFF RACING
Sede: Morangis, França
Carro: Oreca 07
Motor: Gibson GK428 4,2 litros V8
Fundador: Jean-Philippe Grand
Proprietário e Team Manager: Pascal Rauturier
Engenheiros de Pista: Paul Rivière (carro #39) e Pascal Tortosa (carro #40)

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-13

Tristan Gommendy é o principal nome do trio do carro #39

Com duas vitórias e quatro pódios na temporada 2017, a Graff Racing terminou de forma muito positiva a última temporada, sonhando desta vez com melhores performances neste ano que se inicia. A equipe sediada em Morangis continua com dois carros na LMP2, mas com várias novidades. A principal delas é a parceria com a G-Drive Racing e o carro #40 estará com a programação visual muito parecida com o #26 assistido pela TDS Racing.

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-06

O carro #40 também terá as cores da G-Drive Racing, a exemplo do #26 da TDS Racing

No bólido #39, Tristan Gommendy será o líder junto a Jonathan Hirschi e Alexandre Cougnaud – este egresso da LMP3. No segundo bólido, correrão o mexicano José Gutiérrez junto a James Allen e Enzo Guibbert, únicos que permanecem a bordo em relação ao último campeonato.

CETILAR VILLORBA CORSE
Sede: Carità di Villorba, Itália
Carro: Dallara P217
Motor: Gibson GK428 4,2 litros V8
Team Manager: Raimondo Amadio
Diretor Esportivo: Christian Pescatori
Engenheiro: Diego Gattardi

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-14

Nada muda na Scuderia Villorba Corse para 2018

Única equipe italiana da LMP2, a Cetilar Villorba Corse fez papel digno em sua primeira temporada na principal divisão do ELMS. Fecharam o ano na nona posição, com dois quintos lugares como melhor resultado – em Monza e Portimão. A estrutura pouco mudou, o que é importante para alcançar bons resultados. Christian Pescatori segue como o diretor esportivo e sua experiência certamente será muito útil para incutir um espírito mais competitivo em Giorgio Sernagiotto e Roberto Lacorte. Andrea Belicchi, o mais experiente piloto da trinca, também continua em 2018.

HIGH CLASS RACING
Sede: Vødskov, Dinamarca
Carro: Dallara P217
Motor: Gibson GK428 4,2 litros V8
Team Manager: Peter Utoft

elms-2018-paul-ricard-test-finish-order-10

A High Class Racing terminou com nota positiva a sua temporada de estreia na LMP2

A High Class Racing impressionou de forma bastante positiva em sua campanha inicial no ELMS. Conseguiram dois pódios de cara em Silverstone e Monza, mas não conseguiram deter o crescimento das demais escuderias da LMP2 ano passado. Mesmo assim, conseguiram um mais do que satisfatório sexto posto na classificação. Com um novo chassis entregue pela Dallara – o carro deles era o bólido reserva da SMP Racing, querem manter a boa fase, com os mesmos pilotos de 2017 – Dennis Andersen e Anders Fjørdbach, que fizeram bom trabalho juntos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>