MENU

9 de abril de 2018 - 10:41Rali

Ogier vence Tour de Corse e dispara na liderança do WRC

13459_Ogier-Corsica-2018_194_896x504

Absoluto no Tour de Corse após os problemas de Loeb logo no primeiro dia, Sébastien Ogier venceu a terceira em 2018 e começa a se distanciar dos adversários na classificação do WRC

RIO DE JANEIRO - O Rali das dez mil curvas: assim é conhecido o Tour de Corse, que neste ano foi antecipado para a primavera europeia como sendo o quarto evento do Mundial de Rali (WRC) em 2018. Uma prova clássica, difícil por conta das estradas sinuosas e com especiais muito longas – inclusive são poucos os trechos cronometrados neste evento. Já tivemos 10 no passado. Neste ano, foram 12 especiais, com pouco mais de 334 km cronometrados.

E quando se previa um empolgante duelo entre o mito Sébastien Loeb, fazendo sua segunda aparição com um Citroën e o atual campeão Sébastien Ogier, eis que as esperanças murcharam logo no primeiro dia de provas, com um acidente de Loeb na SS2 (Piedidriggio-Pont de Castirla). O despiste do multicampeão acabou com a possibilidade de haver oposição a Ogier no Tour de Corse, porque se havia alguém capaz de tentar algo, esse alguém era Loeb, por conta de todo o seu currículo.

Assim, o piloto da M-Sport Ford começou com boa vantagem sobre Thierry Neuville e Kris Meeke, sendo que este último ficou como o único representante da marca na prova para tentar alguma coisa. E não terá sido possível, pois na SS10 – a segunda passagem por Novella, foi a vez de Meeke se acidentar e ficar fora de contenção no Tour de Corse.

Outro que enfrentou percalços foi Jari-Matti Latvala. O piloto da Toyota deu com seu Yaris numa árvore durante a SS8 (Cagnano-Pino-Canari) e o acidente foi tão forte que a barra anticapotagem de seu carro sofreu danos consideráveis, o que foi determinante para seu abandono.

Ao fim do segundo dia, com Ogier cada vez mais sólido na ponta – e a volta de Loeb, que venceu uma especial após regressar à prova na regra do Rally 2 – uma mudança importante, com Ott Tänak ganhando o décimo estágio e abrindo vantagem sobre Thierry Neuville, o antigo vice-líder da competição.

Neste domingo, com apenas dois trechos cronometrados: Sarrola-Carcopino (SS11) e Pénitencier de Coti-Chiavari (SS12/Power Stage), era só Ogier não se envolver com problemas que a terceira vitória em quatro etapas estaria no papo. Dito e feito: o francês deixou para Tanak e para Esapekka Lappi as honras dos melhores tempos, sendo que o finlandês levou os cinco pontos extras do Power Stage.

Assim, as posições não se alteraram mais e Ogier comemorou seu terceiro triunfo em 2018, dando um conforto de 17 pontos na liderança do campeonato. Tanak igualou o melhor resultado da Toyota na temporada, mas ainda está um pouco longe dos dois primeiros na classificação.

O 4º lugar geral do Tour de Corse foi de Dani Sordo, enquanto Elfyn Evans – que recrutou um novo navegador, pois Daniel Barritt ainda não está recuperado do acidente sofrido no México – completou os cinco primeiros. Um sólido 8º lugar geral deu a Jan Kopecky a vitória entre os carros do WRC2, seguido por Yoann Bonato (décimo geral) e Fabio Andolfi.

O próximo evento do Mundial é o Rali da Argentina, em Córdoba.

Resultado final do Tour de Corse:

1 – Ogier-Ingrassia (Ford Fiesta WRC) – 3.26’52”7
2 – Tanak-Jarveoja (Toyota Yaris WRC) + 36”1
3 – Neuville-Gilsoul (Hyundai i20 WRC) + 1’07”5
4 – Sordo-Del Barrio (Hyundai i20 WRC) + 2’02”6
5 – Evans-Mills (Ford Fiesta WRC) + 2’06”1
6 – Lappi-Ferm (Toyota Yaris WRC)+ 2’33”5
7 – Mikkelsen-Jaeger (Hyundai i20 WRC) + 2’43”4
8 – Kopecky-Dresler (Skoda Fabia R5) + 10’34”8
9 – Meeke-Nagle (Citroen C3 WRC) + 10’40”5
10 – Bonato-Boulloud (Citroen C3 R5) + 12’26”0

Classificação do Mundial de Rali após a 4ª etapa:

1. Sébastien Ogier – 84 pontos
2. Thierry Neuville – 67
3. Ott Tänak – 45
4. Andreas Mikkelsen – 41
5. Kris Meeke e Esapekka Lappi – 36
7. Dani Sordo e Jari-Matti Latvala – 30
9. Craig Breen – 20
10. Elfyn Evans – 18
11. Sébastien Loeb – 15
12. Hayden Paddon – 10
13. Mads Østberg – 8
14. Pontus Tidemand – 7
15. Jan Kopecky – 5
16. Teemu Sunninen e Bryan Bouffier – 4
18. Gus Greensmith – 2
19. Yoann Bonato e Pedro Heller – 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>