MENU

30 de abril de 2018 - 23:46Rali

WRC: a primeira de Tänak pela Toyota

Argentina 18 3

Líder do Rali desde o primeiro dia, Ott Tänak foi impressionante e venceu na Argentina, em seu primeiro triunfo com o modelo Yaris da Toyota

RIO DE JANEIRO - O Rali da Argentina, quinto evento da temporada 2018 do WRC, foi todinho de Ott Tänak. O estoniano conquistou neste fim de semana sua primeira vitória como piloto da Toyota no Mundial da modalidade, numa performance que deixou orgulhoso não só o piloto como também ao chefe de equipe Tommi Makinen.

“Poderemos vencer outras mais neste ano”, confia o big boss, com a experiência de quem foi um dos gigantes da modalidade.

De fato, foi a primeira vez em que a aposta no novo contratado se pagou. Vindo da Ford, onde venceu corridas mesmo sendo escudeiro de Sébastien Ogier, o atual pentacampeão, Tänak fez um Rali da Argentina impecável, assumindo a liderança geral a partir do SS5, a Super Especial Fernet Branca 1. Daí para diante, ele conseguiria incríveis seis trechos cronometrados consecutivos como o mais rápido. Quebrou a confiança dos demais adversários e a partir disto, administrou para uma vitória sem nenhuma contestação.

Totalmente à vontade nas trilhas da região de Córdoba, o piloto da Toyota fechou as 18 especiais com diferença de pouco mais de 37 segundos para Thierry Neuville, prontamente recuperado dos insucessos no Tour de Corse. O belga conquistou um importante resultado e com isso aproximou-se de Ogier na classificação do campeonato.

O piloto da Ford não esteve à altura de seus adversários e dessa vez sequer esteve em posição de pódio. Preocupou-se em somar pontos: chegou em 4º lugar, batido por quase dois minutos e atrás de Dani Sordo, que esteve em seu melhor a bordo de um dos Hyundai i20. O construtor sul-coreano ainda festejou o quinto posto de Andreas Mikkelsen. E com os pontos somados pelos seus dois melhores pilotos, alcançou um resultado que deixa a marca com 15 de  avanço sobre a Ford na classificação do campeonato.

Elfyn Evans conquistou um razoável sexto posto, outra vez dividindo seu Ford Fiesta WRC com Daniel Barritt, totalmente recuperado do acidente sofrido no México. O espigado galês terminou à frente de Kris Meeke, noutro evento decepcionante para a Citroën, já que o piloto britânico foi vítima desta vez de um furo de pneu quando rumava para um sólido resultado no top 3 geral.

Não obstante, Craig Breen, no segundo carro de fábrica, sofreu um acidente que destruiu parte do seu C3 e também o roll cage, no que o piloto foi impedido de seguir em frente. Jari-Matti Latvala, que no início tinha boas possibilidades, também sofreu um acidente e desistiu logo no primeiro dia.

Esapekka Lappi, no terceiro Toyota Yaris, não esteve tão competitivo quanto noutras ocasiões, até porque era sua primeira aparição no Rali da Argentina e o piloto nórdico, além de sofrer com vários furos de pneus, fechou apenas em oitavo, com Teemu Sunninen em nono e Pontus Tidemand fechando um top 10 para o Skoda Fabia do grupo WRC2, ganhando o triunfo de presente em decorrência de uma senhora capotagem do jovem (17 anos) Kalle Rovanperä.

Em três provas que disputou no ano, venceu a segunda, liderando a temporada com 68 pontos contra 50 do tcheco Jan Kopecky. Gus Greensmith repetiu o ótimo 2º lugar conquistado no Rali do México e Pedro Heller, noutra boa performance, cruzou em terceiro.

Com o 15º posto na geral, o chileno só não foi o melhor sul-americano do evento porque o argentino Alejandro Cancio, que tinha também um Skoda Fabia, mas não estava inscrito no WRC2, foi o décimo-terceiro colocado. Das 30 duplas que largaram para o Rali da Argentina, dezenove chegaram ao final. A próxima etapa será o Rali de Portugal, entre os dias 17 e 20 de maio.

Resultado final do Rali da Argentina:

1 – Tanak-Jarveoja (Toyota Yaris WRC) – 3.43’28”9
2 – Neuville-Gilsoul (Hyundai i20 WRC) + 37”7
3 – Sordo-Del Barrio (Hyundai i20 WRC) + 1’15”7
4 – Ogier-Ingrassia (Ford Fiesta WRC) + 1’58”6
5 – Mikkelsen-Jaeger (Hyundai i20 WRC) + 2’02”6
6 – Evans-Barritt (Ford Fiesta WRC) + 3’06”3
7 – Meeke-Nagle (Citroen C3 WRC) + 3’25”7
8 – Lappi-Ferm (Toyota Yaris WRC) + 4’32”6
9 – Suninen-Markkula (Ford Fiesta WRC) + 5’38”6
10 – Tidemand-Andersson (Skoda Fabia R5) + 12’15”8

Classificação do campeonato após a 5ª etapa:

1. Sébastien Ogier – 100 pontos
2. Thierry Neuville – 90
3. Ott Tänak – 72
4. Andreas Mikkelsen – 54
5. Dani Sordo – 45
6. Kris Meeke – 43
7. Esapekka Lappi – 40
8. Jari-Matti Latvala – 31
9. Elfyn Evans – 26
10. Craig Breen – 20
11. Sébastien Loeb – 15
12. Hayden Paddon – 10
13. Mads Østberg – 8
14. Pontus Tidemand – 7
15. Teemu Sunninen – 6
16. Jan Kopecky – 5
18. Bryan Bouffier – 4
19. Gus Greensmith – 2
20. Yoann Bonato e Pedro Heller – 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>