MENU

24 de maio de 2018 - 16:39Rali

Citroën afasta Meeke do WRC

RIO DE JANEIRO - O acidente do vídeo acima, ocorrido no último sábado, dia 19 de maio, foi a gota d’água para a Citroën no Campeonato Mundial de Rali, o WRC. O fabricante francês tomou a decisão de afastar o britânico Kris Meeke da equipe, com efeito imediato, até o fim do campeonato de 2018. A informação é do site da Autosport.

Pierre Budar, novo chefão da área desportiva da marca e substituto de Yves Matton, que assumiu um alto cargo na FIA, alegou “razões de segurança” para tomar tal decisão.

“Não foi fácil”, admite Budar. “Porque tomar uma decisão assim afeta não só o piloto como também ao copiloto (Paul Nagle), mas isso está fundamentalmente baseado nas questões de segurança, que são minhas preocupações enquanto diretor da escuderia”, comentou.

Em outras palavras, o piloto de 38 anos foi afastado porque “corria riscos excessivos” e porque “batia demais e sofria grandes acidentes”.

Mas eu pergunto: o risco não faz parte do WRC? E Jari-Matti Latvala, que conserva seu posto na equipe Toyota após anos na Volkswagen, não batia tanto ou mais que Kris Meeke?

O lineup da Citroën deve sofrer alterações, com Mads Østberg pelo menos já escalado para o Rali da Sardenha, na Itália, junto a Craig Breen. Sébastien Loeb estará apenas no Rali Costa Dourada, na Espanha, mais para o fim do campeonato.

8 comentários

  1. Junior Mena disse:

    Só mesmo aquele lunático do David Evans, da Autosport, para defender esse Kris Meeke. As colunas semanais do cara nada mais são do que defesas abertas do Meeke desde os tempos que ele foi campeão no extinto IRC.
    Latvala também é batedor, mas tem muito mais vitórias que o Meeke, que é um piloto extremamente limitado. Já vai tarde!

    • Rodrigo Mattar disse:

      O problema dos britânicos é defender demais a eles mesmos e não reconhecer suas limitações. Normalmente, eles se acham a última fatia do bolo.

      • Alvaro Ferreira disse:

        Exatamente Rodrigo! E o outro problema dos britânicos é a quantidade de líquidos que eles enxugam nos pubs. Será que não é o caso do Meeke?

      • Danilo disse:

        Não é só no automobilismo que eles são assim.No futebol e em outros esportes também.São piores que nós brasileiros nesse aspecto.

  2. Marcos Soares disse:

    Tava fazendo hora extra faz tempo,O problema da Citroën e achar um piloto capaz de ganhar etapas,o Meeke foi o único que conseguiu nos últimos anos pos Loeb

  3. Felipe Fugazi disse:

    Rodrigo essa decisão da Citroën não pode se basear em algum medo de algum processo por parte do piloto ou a familia no futuro?
    Vi uma reportagem sobre os efeitos da concussão cerebral em esportistas.
    Demência e suicídio são algumas delas…

  4. Igor Fonseca disse:

    Não critico a Citroen por isso não, o Kris a muito tempo já tinha passado do limite aceitável. A fama de destruidor de chassi infelizmente superou o talento dele, isso é nítido. E por mais que ela alegue “razões de segurança” pra mim tá claro que na verdade isso é eufemismo pros prejuízos financeiros das batidas terem se tornado predominantes frente ao investimento da equipe.

  5. Gabriel Medina, O outro disse:

    Equipe, carro e piloto, todos instáveis, é uma combinação perigosa, vai-se o mais o elo mais fraco da corrente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>