MENU

29 de maio de 2018 - 22:34Rallycross, Vídeos

Para quem não viu: FIA World RX Championship, etapa de Silverstone (4/12)

RIO DE JANEIRO - O Mundial de Rallycross quebrou no último fim de semana uma tradição de anos no Reino Unido. Pela primeira vez, a categoria deixou a pista de Lydden Hill e instalou-se num dos templos do automobilismo europeu: o circuito de Silverstone, que numa de suas muitas variantes, recebeu a 4ª etapa da temporada 2018.

E quem foi à pista britânica não se decepcionou. Aliás, o público presente foi excepcional. Entre os 23 inscritos na Supercar, a divisão principal do World RX, os nomes consagrados de sempre e outsiders como o chinês Ma Qing Hua (que não passou das fases eliminatórias) e o nórdico Tommy Rustad, que em sua estreia na categoria quase chegou à decisão, da qual participavam os seis mais bem classificados nas semifinais.

Pela terceira vez em quatro corridas, o sueco Johan Kristofferson, o atual campeão, levou seu Volkswagen Polo R à vitória, mantendo a liderança do campeonato com 14 pontos de frente para Sébastien Loeb, que segue com bom retrospecto de quatro pódios em quatro etapas, com um triunfo na etapa anterior, em Mettet. Desta vez, o 2º lugar ficou com Andreas Bakkerud, companheiro de Mattias Ëkström na equipe EKS Audi, enquanto o “Pelé do Rali” foi o terceiro na finalíssima – que teve até relargada por conta de uma confusão na primeira curva.

Na classe RX2, que disputou a segunda de um total de sete etapas previstas, Oliver Eriksson venceu e com isso chegou à ponta do campeonato com 46 pontos, dois à frente do letão Vasily Gryazin. E a novidade foi a realização de uma prova apenas para os pilotos inscritos no Global Rallycross Challenge (GRC), que foi extinto.

Para que ninguém ficasse chupando dedo, haverá um certame de quatro provas à parte, em Silverstone, Trois-Rivières e no COTA, em Austin, por duas vezes. O campeão dessa primeira etapa foi Tanner Foust, seguido por ninguém menos que o ex-Fórmula 1 Scott Speed e pelo britânico Liam Doran. Até o bicampeão do DTM Timo Scheider também disputou o evento, assim como o alemão René Münnich, que tem equipe no WTCR.

A próxima etapa do World RX será em Hell, na Noruega. E quem tentará participar do evento é Alex Wurz, duas vezes campeão das 24h de Le Mans, hoje embaixador da Toyota no WEC (onde competiu por alguns anos) e antigo piloto de Fórmula 1, defendendo Benetton, McLaren e Williams.

2 comentários

  1. Adalberto Camargo disse:

    Olá Rodrigo.
    Só uma correção: Lydden Hill fica ao sul da Inglaterra, em Canterbury e não na Escócia.
    Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>