MENU

9 de maio de 2018 - 15:36Supercars Series

Supercars: McLaughlin domina em Barbagallo

7c96b855a5fe9b5270bf6059d58a9e84

Em Perth, não houve tempo ruim para Scott McLaughlin, vencedor das duas provas realizadas no circuito de Barbagallo

RIO DE JANEIRO - Vice-campeão da temporada passada do Supercars australiano, o neozelandês Scott McLaughlin volta a provar que será o piloto a ser batido até o fim da temporada 2018. O piloto da DJR Team Penske foi soberano em mais um fim de semana – o quinto de um total de 16 do calendário – chegando ao total de quatro triunfos consecutivos e cinco em 12 provas já realizadas.

Após varrer em Phillip Island, McLaughlin repetiu a dose no pequeno circuito de Barbagallo, localizado em Perth. Na prova #1, ele partiu da pole position e liderou célere, dominando todas as 50 voltas previstas, a dobradinha do modelo Ford Falcon FG X com Mark “Frosty” Winterbottom alcançando o melhor resultado da temporada, com o 2º lugar.

Para a corrida de fundo, com um total de 83 voltas, McLaughlin driblou as adversidades criadas pelo próprio piloto nos treinos classificatórios. Ele avaliou mal as condições meteorológicas e acabou se qualificando apenas na décima fila de um grid com 26 carros, mais precisamente com a 19ª posição.

Numa pista curta e apertada, é teoricamente impossível alguém recuperar lá do meio pro fim do pelotão para vencer no Supercars australiano. Não se esse homem for Scott McLaughlin, que no terceiro stint de prova já despontava entre os líderes e daí para mais um triunfo na temporada, que o deixa cada vez mais absoluto no vértice da classificação de pilotos.

Jamie Whincup, atual campeão, revezou-se no início com o campeão de 2016 Shane Van Gisbergen no comando da disputa longa, mas a estratégia da Red Bull Racing/Triple Eight não deu certo. Whincup chegou em 6º lugar e Van Gisbergen foi o quinto. David Reynolds conquistou outro excelente resultado com o carro da Erebus: foi seu quarto pódio, que o deixa em terceiro na classificação, a dez pontos de Van Gisbergen. Quarto na tabela, o veterano Craig Lowndes foi 3º colocado em Barbagallo e chegou também pela quarta vez entre os três primeiros colocados nesta temporada.

Com pelo menos 12 dos 26 pilotos regulares subindo pelo menos uma vez ao pódio, McLaughlin vai para a próxima etapa, marcada para 19 e 20 de maio no circuito Winton Motor Raceway em Benalla, no estado de Victoria, levando 158 pontos de vantagem sobre o vice-líder. Essa diferença é maior que a pontuação aferida para o vencedor em qualquer prova SuperSprint – ou seja, só um desastre tira o “Kiwi” da ponta da tabela.

1 comentário

  1. Só para passar para avisar que morreu no último dia 28 o piloto James Hylton que por pouco não foi o piloto mais velho a largar na Daytona 500,sendo superado em 2014,pelo piloto Morgan Shepherd.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>