MENU

26 de junho de 2018 - 22:38BTCC

BTCC: atual campeão Sutton renasce, Turkington lidera

Race-1-BTCC-CR-180624-1860

Ash Sutton ergue um dos troféus que conquistou na rodada de Croft: o atual campeão do BTCC beneficiou-se de uma súbita mudança de performance nos Subaru Levorg que irritou prontamente os adversários

RIO DE JANEIRO - A primeira metade da jornada já foi cumprida: após cinco rodadas e 15 corridas, o British Touring Cars Championship (BTCC) apresenta um total de 12 vencedores diferentes, o que é espetacular. Mas as críticas começam, porque o atual campeão Ashley Sutton reencontrou o caminho das vitórias – assim mesmo, no plural. E de um jeito que desagradou abertamente os seus adversários.

Na rodada de Croft, disputada no último fim de semana, o piloto da Adrian Flux Subaru Racing levou seu carro à pole position nos treinos e a dois triunfos enfáticos, sendo o primeiro o mais significativo porque o piloto fez também a melhor volta da disputa. A evolução dos carros da montadora japonesa foi tema de muita controvérsia e o veterano Matt Neal disparou a metralhadora giratória.

“Todas as equipes têm trabalhado duro em busca de melhorias – e eles conseguem um segundo bônus”, disse o piloto. “Desculpem, mas não posso aceitar isso, porque um dia eles estavam em 29º e agora estão na primeira fila. Matt Simpson foi pole em Oulton Park e aqui está em 27º. Eu sei que o campeonato é competitivo, mas isso pra mim é estúpido”, argumentou o piloto da Halfords Yuasa Racing.

O comentário geral é que o modelo Levorg da Subaru agora estaria “supersônico”, depois de mudanças de performance vinculadas ao aumento do boost do turbo que, com certeza, darão muito pano pra manga até que se chegue a vez da etapa de Snetterton, marcada para o fim do próximo mês. E os próximos 30 dias sem corridas deverão acirrar os ânimos para a sexta rodada.

O fato é que Ashley Sutton tinha como melhor resultado um 4º posto na prova #3 da primeira rodada em Brands Hatch Indy e, ao emplacar duas vitórias consecutivas, conseguiu passar ao sétimo posto da tabela, com 112 pontos. Mas num campeonato extremamente equilibrado como o BTCC, isso ainda não representa muito, principalmente quando se vê que o líder Colin Turkington está 50 pontos à frente e o máximo que um piloto pode fazer por rodada é de 67 – 20 pontos por três vitórias em baterias, o ponto da pole para a prova #1 e pontos extras por voltas mais rápidas e voltas na liderança.

Um outro detalhe da etapa de Croft foi que Daniel Lloyd, que disputou apenas sua segunda rodada na série em 2018, substituindo James Nash na escuderia BTC Norlin Racing chegou também à sua primeira vitória no campeonato. Por isso, o total de ganhadores neste ano subiu para 12, já que na rodada anterior realizada em Oulton Park (e que o blog não abordou, porque este evento aconteceu no fim de semana que antecedeu as 24h de Le Mans), ganharam Turkington, Matt Simpson e Rob Collard.

1 comentário

  1. Gustavo disse:

    Matt Neal tem razão de estar “fulo” da vida. Afinal, o Subaru Levorg é uma station wagon, e deve muito duro para um piloto profissional levar “bucha” de um carro de família numa pista de corridas.

    Kkkkk…

    =-))

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>