MENU

27 de setembro de 2018 - 17:43Mundial de Endurance

6h de Fuji: lista finalizada com (mais um) forfait do Ginetta LMP1

MOTORSPORT : FIA WEC - 24 HOURS OF LE MANS (FRA) ROUND 2 06/10-17/2018

Novamente ausente: os protótipos Ginetta LMP1 da equipe CEFC TRSM estarão de fora pela terceira vez em quatro etapas do Mundial de Endurance, desta vez por razões administrativas

RIO DE JANEIRO - Confirmada a lista de entradas para a quarta etapa da Super Season do Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC). As 6h de Fuji terão 34 carros na pista no próximo dia 14 de outubro – madrugada de sábado para domingo no Brasil.

Lista de inscritos para as 6h de Fuji

Para nenhuma surpresa, os protótipos Ginetta estão fora pela terceira vez no campeonato. O problema não é de parte técnica: os motores Mecachrome foram substituídos com algum sucesso pelas unidades AER Biturbo. Mas a CEFC TRSM rompeu a parceria técnica com a Manor e enquanto não resolve mais outro pepino para os bólidos britânicos, a opção foi de não alinhar o único carro previsto para a corrida do Japão – e é muito pouco provável que pelo menos um dos protótipos seja inscrito para as 6h de Xangai, em novembro.

Assim, o plantel da LMP1 fica reduzido a oito carros, com algumas novidades, como o retorno de James Rossiter e Tom Dillmann ao carro #4 da ByKolles. O britânico fará sua primeira aparição no WEC neste ano e o francês reaparece após não participar da etapa de Silverstone. Pelo visto, após o acidente nas 24h de Le Mans, o austríaco Dodo Kraihamer ficou sem a vaga…

A DragonSpeed promoverá a estreia do australiano James Allen no carro #10, que será partilhado com Ben Hanley. O gentleman driver Henrik Hedman está fora desta vez. E Matevos Isaakyan retoma seu posto no #17 da SMP Racing junto a Egor Orudzhev e Stéphane Sarrazin.

O circuito Fuji Speedway, com 4,563 km de extensão e uma longuíssima reta, é a pista de casa da Toyota, que é proprietária do complexo. A montadora japonesa é a grande favorita e tem a responsabilidade de se recuperar da desclassificação dupla em Silverstone, que custou à equipe a terceira vitória do carro #8 em 2018/19.

Apesar do revés, Fernando Alonso/Sébastien Buemi/Kazuki Nakajima comandam a classificação com 65 pontos contra 63 de Gustavo Menezes/Mathias Beche/Thomas Laurent – os meninos da Rebellion Racing que herdaram a vitória na Inglaterra, a primeira de um time não-oficial na competição desde 2012. Oitavo colocado na tabela com 18 pontos, Bruno Senna será o único brasileiro inscrito na LMP1.

Na classe LMP2, com sete carros inscritos, a única mudança na lista de entradas é a volta de Keiko Ihara ao WEC (a participação de Jean-Éric Vergne com o #28 da TDS Racing, no lugar de Loïc Duval, já havia sido confirmada). A piloto japonesa de 45 anos vai colaborar com a Larbre Competition, formando a trinca do #50 com Erwin Creed e Romano Ricci. Nesta categoria, André Negrão e os companheiros Pierre Thiriet e Nico Lapierre chegam a Fuji com 72 pontos somados, quatro à frente de Gabriel Aubry/Ho-Pin Tung/Stéphane Richelmi. Já na classificação geral dos pilotos de Esporte-Protótipo, a trinca da Signatech-Alpine Matmut ocupa o 5º posto, com 29 pontos.

A divisão LMGTE-PRO vai com o plantel completo de 10 carros e com Augusto Farfus novamente fora por conta da decisão do DTM em Höckenheim. Tom Blomqvist o substituirá a bordo da BMW M8 GTE #82 no Japão e o campeonato chega à quarta prova com Kévin Estre e Michael Christensen (Porsche) na ponta da tabela com 71 pontos, com Olivier Pla/Stefan Mücke (Ford) ocupando a vice-liderança com 57.

E na LMGTE-AM, duas estreias: Thomas Preining pela Gulf Racing UK no lugar do australiano Alex Davison e o japonês Satoshi Hoshino ocupará o último assento disponível no Porsche 911 RSR GTE #88 da Dempsey Racing-Proton, junto a Giorgio Roda Jr. e Matteo Cairoli. Hoshino, gentleman driver de 57 anos que compete no Super Taikyu Series e no Blancpain GT Series Asia, leva o patrocínio da D’Station para a etapa em seu país.

A outra trinca da Dempsey Racing-Proton comanda a classificação: Christian Ried/Julien Andlauer/Matt Campbell já abriram trinta e três pontos de vantagem sobre o trio da Clearwater Racing, formado por Keita Sawa/Matt Griffin/Mok Weng Sun.

Com o fuso horário ainda em 12h em relação ao Japão no fim de semana da corrida, já que não se sabe quando o horário brasileiro de verão entrará em vigor, os horários (de Brasília) para Fuji são os seguintes:

Quinta-feira (11/10)

Treino livre #1 – 23h

Treino livre #2 – 3h30

Sexta-feira (12/10)

Treino livre #3 – 21h

Qualificação LMGTE-PRO/LMGTE-AM – 2h

Qualificação LMP1/LMP2 – 2h30

Sábado (13/10)

Corrida – 23h (6h de duração + 1 volta)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>