MENU

11 de setembro de 2018 - 18:49Motovelocidade, Opinião

Ameaça pública

RIO DE JANEIRO - Romano Fenati, piloto italiano de 22 anos apenas, anunciou hoje sua aposentadoria das pistas na Motovelocidade.

Sejamos sinceros: não fará falta nenhuma.

Se for para fazer o que fez (vídeo acima) ao compatriota Stefano Manzi no último domingo, durante a corrida da Moto2 no GP de San Marino e Riviera di Rimini, no circuito Marco Simoncelli, em Misano Adriático, é melhor ficar mesmo em casa. O homem é uma ameaça pública.

Frear a moto de um companheiro de profissão, além de uma atitude que denota um mau-caratismo sem tamanho, mostra também que Fenati é despreparado para o esporte. Não sabe lidar com os reveses da vida. E já foram vários: só por conta da enorme cagada no último domingo, foram três.

Suspensão por duas corridas (muitos defenderam que ele deveria ser banido, no que concordo), demissão da escuderia que defendia, a Marinelli Snipers, e quebra do contrato já assinado entre a equipe que defenderia em 2019 – a Forward Racing, por iniciativa do construtor MV-Agusta.

Acho é pouco. Fenati não aprendeu com os erros cometidos quando Valentino Rossi investiu pesado nele e teve que afastá-lo de sua escuderia em 2016, quando era considerado um potencial candidato ao título. Talento, o rapaz até mostrou. Não seria vice-campeão da Moto3 apenas por seus dotes. Venceu 10 corridas e subiu ao pódio 23 vezes em sua trajetória no Mundial.

Mas tudo tem um limite. Para o mau-caratismo e para a idiotice, mais ainda. O vídeo abaixo  é autoexplicativo.

1 comentário

  1. Claudio disse:

    Acho triste pq potencial ele possui, só que não tem a mínima cabeça no lugar. Jogou a carreira no lixo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>