MENU

23 de setembro de 2018 - 14:14EF Open, Vídeos

O dono da festa: Felipe Drugovich é campeão antecipado no EF Open

RIO DE JANEIRO - Deu a lógica: após dez vitórias em 12 corridas, sem contar oito pole positions e oito recordes de volta em prova, além de subir ao pódio em todas as etapas, o brasileiro Felipe Drugovich conquistou no templo sagrado de Monza o título antecipado da temporada 2018 do Euroformula Open, confirmando o que já havia sido dito neste blog – a RP Motorsport é hoje a melhor equipe da categoria.

Dominante em pelo menos dois dos últimos três campeonatos, já que fez de Harrison Scott o campeão no último ano e o brasileiro Vitor Baptista também levou a taça da categoria em 2015, a equipe italiana outra vez fez a festa em casa. Drugovich levou as duas vitórias do fim de semana e faturou 52 de 54 pontos possíveis – só não atingiu o máximo da rodada porque o holandês Bent Viscaal fez a pole da prova #1 e o novato Kaylen Frederick estreou com melhor volta na prova #2.

Aliás, Viscaal facilitou as coisas para Drugovich, pois sendo um dos únicos que poderia ainda adiar a conquista do rival brasileiro, acabou abandonando numa super movimentada primeira corrida, disputada no sábado. A pista de Monza, com longas retas e curvas rápidas, dá muito vácuo aos monopostos, que correm com carga mínima de aerodinâmica.

O resultado foram muitas disputas ao longo das duas provas e Drugovich teve o mérito de resistir às pressões e faturar ambas. Sábado, ele conseguiu uma importante vantagem de 4″380 sobre o argentino Marcus Siebert, da equipe Campos, com Lukas Dunner, da Drivex, em terceiro.

O italiano Leonardo Lorandi estreou com uma ótima quarta posição a bordo de um dos bólidos da RP Motorsport, seguido pelo brasileiro Matheus Iorio (Carlin) e Alex Karkosik (Campos). Christian Hahn obteve mais um bom resultado na temporada, completando a disputa em sétimo, quatro posições à frente de Guilherme Samaia.

Hoje, Drugovich triunfou de forma ainda mais dominante. Ganhou com quase seis segundos sobre Bent Viscaal, que agora tentará defender a vice-liderança na classificação. Cameron Das bateu o companheiro de equipe Matheus Iorio e foi ao pódio. Para o brasileiro do time de Trevor Carlin, o resultado foi bom: ele chegou ao 3º posto na classificação, já que Marcos Siebert abandonou neste domingo e segue com os mesmos 133 pontos com que havia terminado o sábado.

Após não pontuar na primeira etapa do fim de semana, Guilherme Samaia chegou em sétimo e na pontuação ocupa o oitavo posto, com 62 pontos. Christian Hahn foi o nono com o bólido da Drivex e com o resultado chegou a 25 pontos, o que lhe dá o 9º lugar na classificação, com o mesmo número de pontos de Calan Williams.

Ao contrário do International GT Open, o EF Open faz mais duas rodadas duplas: antes da rodada de Barcelona, prevista para 20/21 de outubro, a categoria vai a Jerez de la Frontera nos dias 6/7 do próximo mês para a penúltima rodada.

Drugovich já fez sua parte, com muito mérito. Os demais que corram atrás e busquem o vice. Fiquem com os vídeos das duas etapas do fim de semana, já que o blog não pôde colocar o link da corrida #1 ao vivo, como de hábito, porque tivemos um problema técnico durante toda a sexta-feira. Pedimos desculpas aos leitores, mas infelizmente faz parte…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>