MENU

5 de setembro de 2018 - 16:11Pirelli World Challenge

PWC: vitórias de Rodrigo Baptista, título de Toni Vilander

2018-09-03-kpax-3

RIO DE JANEIRO - A esvaziada temporada de 2018 do Pirelli World Challenge chegou ao fim em Watkins Glen no último fim de semana. A competição se ressentiu da falta de pilotos e equipes, principalmente na principal classe do evento – que em determinados eventos mal conseguiu superar uma dezena de inscritos por prova, em absoluto contraste com o que se viu nas temporadas anteriores.

Apesar do baixo quorum da rodada dupla final da competição Sprint, com provas de 50′ de duração no circuito novaiorquino, o brasileiro Rodrigo Baptista fechou muito bem o campeonato a bordo do antigo modelo Bentley Continental da K-PAX Racing. Com o carro #3, venceu as duas corridas da programação – resultado que deu ao piloto o 4º lugar na classificação geral e o quinto posto na série Sprint, cujo campeão foi Scott Hargrove, da Pfaff Racing. As vitórias de Baptista deram à equipe chefiada por Darren Law o título da série Sprint com sete pontos de vantagem para a Pfaff.

Mas no overall, somando Sprint e SprintX, o título é do finlandês Toni Vilander: o piloto da R.Ferri Motorsport fechou o ano com 398 pontos somados, contra 369 do vice Scott Hargrove e 364 do 3º lugar de Michael Christensen. Rodrigo Baptista terminou o ano em quarto lugar, com 325 pontos. Sem competir no fim de semana em Watkins Glen, Martín Fuentes levou também o troféu de campeão da série Sprint na classe GTA, com 18 pontos de frente para o vice-campeão Yuki Harata. As duas vitórias em Glen foram de Anthony Imperato, que fechou a temporada em quinto.

Na subclasse GTS, James Sofronas (GMG Racing) seguiu o caminho de Vilander e após um total de 18 provas, conquistou o título Overall da categoria, somando 328 pontos contra 299 do vice-campeão Harry Gottsacker e 296 do 3º colocado Ian James – vencedor das etapas finais em Glen. Na série Sprint, o piloto do carro #14 derrotou o vice-campeão Lawson Aschenbach por oito pontos (152 a 144), com Jade Buford fechando os três primeiros.

Jeff Courtney sagrou-se campeão da GTSA, somando 165 pontos com o carro da JCR Motorsports. O vice-campeão da série Sprint foi Drew Staveley e Tony Gaples concluiu a temporada em 3º lugar. No campeonato de construtores, a Panoz levou seu primeiro título com o modelo Avezzano GT4, empatada com os mesmos 106 pontos da Ford, mas com mais vitórias que a marca rival.

O veterano Ryan Eversley levou o título de campeão dos pilotos da classe TCR, que também disputou suas últimas provas em Watkins Glen. Com cinco triunfos em 12 corridas, somou 276 pontos contra 259 do vice-campeão Michael Lewis e 229 do 3º colocado Mark Wilkins. A equipe de Bryan Herta foi a melhor da temporada e a Hyundai derrotou a Honda na disputa entre os fabricantes. Vesko Kozarov foi o campeão da classe TC com seu Nissan da Rearden Racing, superando o vice-campeão Karl Wittmer por somente quatro pontos. E na TCA, Tom O’Gorman sacramentou o título com 40 pontos de frente para Spencer Patterson, o 2º colocado na tabela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>