MENU

30 de novembro de 2018 - 15:16Automobilismo Internacional

Bélgica domina e vence no FIA GT Nations Cup

Belgium-Audi-2018-Bahrain-GT-Festival-Race-1

Domínio: Mike den Tandt e Charles Weerts partiram da pole position e venceram sem problemas a corrida classificatória do FIA GT Nations Cup no Bahrein

RIO DE JANEIRO - Foi mais fácil do que o imaginado: a dupla da Bélgica formada por Charles Weerts/Mike den Tandt conquistou nesta sexta-feira a vitória na prova classificatória do FIA GT Nations Cup, disputada no circuito de Sakhir, no Bahrein.

Com o carro #8 assistido pela sempre competente equipe WRT, eles conquistaram a pole position nas sessões classificatórias e venceram sem nenhuma dificuldade, recebendo a quadriculada após 27 voltas percorridas com quase 25 segundos de vantagem para a Turquia, com a dupla Salih Yoluç/Ayhancan Guven a bordo de um Mercedes-AMG GT3 preparado pela britânica RAM Racing.

A corrida teve logo na largada um Safety Car, consequência de um contato entre o carro da Tailândia e o da Grã-Bretanha. A Ferrari de Chris Buncombe/Christopher Froggatt acabou tocada pelo piloto Piti Bhirombkhadi e rodou, sendo atingida por outros dois adversários – a McLaren da Suécia guiada por Alexander West e a Ferrari da Dinamarca, com Johnny Laursen. Este último foi o que mais danos apresentou no incidente, provocando o imediato abandono do time nórdico. A equipe da Tailândia, por conta da colisão, seria merecidamente punida pela direção de prova.

Apesar da rodada inicial, o carro da Grã-Bretanha foi muito bem na disputa e terminou em quarto, bem próximo da dupla da Itália, formada por Matteo Cressoni e Pier Giuseppe Perazzini. A França ficou em 5º lugar com Jim Pla/Jean-Luc Beaubèlique e a Argentina foi protagonista de um incidente bizarro na janela de pit stops.

Na ânsia de entregar o carro o mais rápido possível ao companheiro de pilotagem no Lamborghini Huracán #18, José Manuel Balbiani esqueceu o carro engatado em primeira marcha e acabou batendo no Nissan GT-R Nismo da equipe de Hong Kong, que estava nos boxes ao mesmo tempo que os sul-americanos. Apesar da patacoada, Ezequiel Pérez-Companc ainda salvou a sexta posição, seguido por Rússia (Denis Bulatov/Rinat Salikhov), Alemanha (Alexander Mattschull/Nico Bastian), Hong Kong (Andy Yan/Alex Au) e Belarus (Aliaksandr Talkanitsa Jr./Aliaksandr Talkanitsa Sr.).

O México teve bom desempenho na primeira parte da prova com Martín Fuentes a bordo, mas na hora de trocar com Ricardo Pérez de Lara, as coisas não saíram como o imaginado e o time perdeu uma boa chance de terminar no top 10. Acabaram em 15º lugar, à frente do Japão e da Tailândia, com a Dinamarca tendo sido o único país a não completar a prova classificatória.

Amanhã, o FIA GT Nations Cup tem a prova principal, com largada às 8h15 de Brasília, 13h15 hora local. O blog terá, a exemplo de hoje, o streaming com a transmissão internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>