MENU

9 de novembro de 2018 - 16:50Outros

Du Cardim

10610715_10201095892037468_3496054857697366163_n

RIO DE JANEIRO - Porra, Du Cardim… logo em fim de semana do GP do Brasil, cara?

Partir assim, sem mais nem menos? Sem se despedir?

Só deixando saudade enorme desse jeito meio espaçoso, mas de um puta sujeito formidável, engraçado toda vida, dos mais bacanas que conheci nos autódromos – e isso lá por 2005/2006, nos saudosos farnéis de Interlagos.

Claro, você não foi o único que tive o privilégio de dividir resenhas incontáveis no templo. Mas certamente era o mais legal de todos, sem demérito a nenhuma outra pessoa.

Você respirava e amava esse esporte como poucos. Sempre solícito, amável, engraçado, divertido. Até derramou lágrimas uma vez em que conversamos, depois que você se encontrou comigo ao fim do Rali 1000 Milhas Históricas – eu tinha acabado de vir pro Fox Sports, lá por 2013… lembra?

Eu lembro. Como lembro desse encontro aí da foto… 500 km de Interlagos no Velo Città, em 2015. Os dois com camisas com o número #5, de um dos nossos ídolos do esporte, o tricampeão Nelson Piquet.

Todos hoje estamos tristes. Você nos deixa a todos tristes. Eu, Flavinho, Paulo Tohmé, Bruno Vicaria, Rafa Gimenez, Luc Monteiro, Bruno Mantovani, Pedro Migão, Fred Sabino, Rodrigo Ruiz, Wagner Gonzalez, Della Barba, Jackie, Saloma, Joca, Milton Pecegueiro Rubinho, Ronei Rech, Ricardo Bifulco, Francis Trennepohl, Kaká Ambrósio, Nipo Luso, Déia Leite e tantos outros que você gostava e deixou gostarem de você. Hoje choramos sua perda, que é enorme.

Quem mandou você ser assim, Du Cardim?

Saudade, irmão. Foi um puta privilégio ter te conhecido. As resenhas no Céu vão ficar sensacionais com a tua presença.

9 comentários

  1. MILTON PECEGUEIRO RUBINHO disse:

    Imagina o que vai cornetar o Grid dos matuzas… Cara, tá pesado hj.

  2. Esse é um dia extremamente triste.
    De manhã, a notícia que o Nasser partiu, um gentleman, um cara de uma educação formidável.
    Agora a tarde o Dú, esse filho da puta de marca maior, um merda nota 1.000 que fará uma puta falta!
    O sedã branco é implacável…
    Que descansem em paz e continuem com suas histórias lá do outro lado, onde já tem muita gente boa…

  3. Paulo Tohmé disse:

    Lindo texto.
    Que sei que vc nunca gostaria de ter escrito.
    Abração Rodrigo

  4. Robertom disse:

    Puxa vida, conversei com o Dú Cardim em Interlagos na etapa do Paulista em Setembro, nunca poderia imaginar que seria o último papo…

  5. Antonio Seabra disse:

    Pode me colocoar na lista dos tristes, também.
    Bela homenagem.
    A do FG também.
    O Du merece

    Antonio

  6. Zé Clemente disse:

    De costas do lado esquerdo parece ser o Águia.
    Sendo ou não, na ultima vez que estive com o Águia perguntei do pai dele. Já tinha ido. O Águia não estava triste pois o pai viveu muito e assim ele teve tempo com o pai mais do que a maioria das pessoas. Faz sentido,
    Mas essa leitura muda muito quando voce perde um amigo teu, ainda que seja alguem que voce encontre somente numa situação especifica. Pior quando o cara é jovem ainda e vai quando poderia ficar mais um bom tempo.
    Todo mundo gostava da fera. Meio maluco mas um gente boa de plantão. Vai ser lembrado no box em todas as etapas do paulista.

  7. Zé Clemente disse:

    Achei essa foto do Ruiz.
    500km de Interlagos de 2010.
    http://www.velocidadeonline.com.br/fotos/displayimage-1005-16.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>