MENU

4 de dezembro de 2018 - 09:45Memorabilia, Vídeos

Vídeos históricos – Fórmula 3000 em sua primeira temporada (1985)

RIO DE JANEIRO - Fuçando ontem na internet, achei o vídeo abaixo: um resumo do que foi a primeira temporada da história da Fórmula 3000, criada para atender a demanda de motores Cosworth que ficaram em desuso na Fórmula 1 e sucessora da Fórmula 2, que fora extinta ao fim de 1984.

Além de carros antigos de Fórmula 1 como Tyrrell 012, Arrows A6 e Williams FW08 – estes de Ricardo Divila – foram construídos chassis específicos para o novo campeonato – Ralt RT20, Lola T950, March 85B e AGS JH20.

A categoria se apresentou três vezes – Estoril, Zeltweg e Zandvoort – como evento suporte da Fórmula 1, teve prova cancelada por neve e passou por pistas como a velocíssima Thruxton, o lendário traçado urbano de Pau e a incrível pista italiana de Enna-Pergusa, na Sicília, construída no cume de um vulcão extinto.

Emanuele Pirro (Onyx March), Mike Thackwell (Ralt) e Christian Danner (BS March) conquistaram a maioria das vitórias. E o título foi de Danner, que somou 51 pontos e teve que descartar seu pior resultado, deixando Thackwell com o vice, marcando 45. Roberto Pupo Moreno só fez as quatro primeiras etapas com um Tyrrell 012 da Barron Racing. A obsolescência do carro, construído em 1983, só deixou o brasileiro em 13º lugar com três pontos – de um quinto posto no Estoril e o sexto na estreia, em Silverstone.

A Fórmula 3000 experimentaria logo no ano seguinte um pico imenso de popularidade, que se manteve firme até o início dos anos 2000. Depois, a categoria decaiu, veio a GP2 e hoje o certame de acesso à Fórmula 1 voltou a ser chamado de Fórmula 2.

Como nos velhos tempos.

Mas a Fórmula 3000 foi legal.

7 comentários

  1. Inúmeros bons nomes gerados não só para a a Formula 1, como também para o Endurance (Nielsen, Ferté etc…). Excelente dica, Rodrigo !

  2. Alex disse:

    Que legal. O nome do campeonato era Europeu de F-3000?
    Não sei porque eu tinha registrado na memória que o campeão de 85 tinha sido o Capelli. Pesquisei agora e deve ter sido em 86 a vitória do Capelli

    • Rodrigo Mattar disse:

      Fórmula 3000 Intercontinental era o nome do campeonato, Alex.

      De fato, o Capelli foi campeão em 1986 – já patrocinado pela Leyton House, inclusive. O Ivan fez umas provas de F-1 em 1985 pela Tyrrell e voltou à Fórmula 3000 pra pegar mais cancha.

      Funcionou, né?

  3. Vinicius disse:

    Há poucas coisas mais legais do que ver vídeos antigos do automobilismo de base. Além de notar como as coisas evoluíram, dá pra ver como foi o começo de um monte de pilotos e entender (ou não) suas trajetórias como um todo.

    Por exemplo, vale muito a pena perder um tempinho vendo os vídeos do Montoya na F-3000.

  4. Alvaro Ferreira disse:

    A 3.000 revelou muita gente boa. O Roberto Moreno arrebentou em 1988…

    Agora, nessa primeira temporada, um que chama a atenção é o Mike Thackwell. O neozelandês é considerado até hoje pela imprensa inglesa um daqueles pilotos que poderia ter feito muito mais do que fez na carreira. Pelo talento, segundo eles, poderia até ser campeão na F1. Mas o cara tinha um temperamento complicado, era atirado demais nas corridas, acabou não achando um caminho e parou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>