MENU

7 de janeiro de 2019 - 23:04Rali Dakar

Dakar 2019: campeão dos Trucks ganha na abertura

5c33e664b903b

Quatro vezes vitorioso no Dakar – três como piloto e uma como mecânico do seu hoje chefe de equipe Vladimir Chagin – Eduard Nikolaev começa a batalha pelo quinto título na ponta em sua categoria

RIO DE JANEIRO - Segunda-feira aparentemente tranquila na competição dos brutos: os caminhões percorreram os 84 km da especial Lima-Pisco tendo sido os últimos veículos a deixar a capital peruana para iniciar a jornada que os levará de volta àquela cidade daqui a 10 dias.

E para nenhuma surpresa, a Kamaz-Master começou na ponta, antevendo um belo duelo contra a equipe Iveco chefiada por Gerard De Rooy. O atual campeão Eduard Nikolaev foi o mais rápido do dia com o tempo de 1h09min05seg, dominando a etapa do início ao seu final.

Mas o holandês Ton Van Genutgen deu trabalho: andou rápido no meio das dunas e conseguiu ficar a apenas 18 segundos do russo, deixando para trás o argentino “Coyote” Villagra por 35 segundos e o patrão e piloto De Rooy por 1min26seg.

Os três Iveco ‘bicudos’ precederam o restante do esquadrão do time russo comandado pela lenda Vladimir Chagin. Nas posições de quinto a sétimo ficaram os Trucks de Dmitri Sotnikov, Andrey Karginov e Airat Mardeev. Ales Loprais foi o melhor entre os não-Iveco e não-Kamaz com a oitava marca, seguido por Aliaksei Vishneuski e pelo tcheco Martin Soltys.

Dentre os demais nomes de relevância na competição de caminhões do Rali Dakar em 2019, os xarás Martin Kolomy e Macik lideraram o grupo fora do top 10, seguidos pelo “Mamute” Martin Van den Brink e pelo vice-campeão do ano passado, Siarhei Viazovich. O veteraníssimo Yoshimasa Sugawara completou a etapa com a 28ª posição.

O ASO confirmou quatro abandonos oficiais no primeiro dia de prova. Nas motos, Gabor Saghemeister, da Sérvia, inagurou a relação e ganhou companhia: Willy Jobard, que estava inscrito com uma motocicleta de fabricação chinesa, a Bosuer, abandonou com insolúveis problemas elétricos.

A competição de carros também tem os primeiros desistentes: o belo protótipo com motor Mercedes desenhado por Juan Manuel “Pato” Silva para Martin Maldonado/Tomislav Glavic sequer chegou ao local da partida. Gianpaolo Bedin ampliou seu recorde negativo de quatro Dakar não-finalizados e também está fora de competição.

Etapa #1 – Lima-Pisco
Ligação: 247 km
Trecho cronometrado: 84 km
Total: 331 km

Resultado – caminhões:

1. #500 Nikolaev/Yakovlev/Rybakov (Kamaz-Master) – 1h09min05seg
2. #509 Van Genutgen/Der Kinderen/Willemsen (Iveco) – a 18seg
3. #505 Villagra/Yacopini/Torlaschi (Iveco) – a 53seg
4. #503 De Rooy/Rodewald/Torrallardona (Iveco) – a 1min44seg
5. #514 Sotnikov/Nikitin/Mustafin (Kamaz-Master) – a 3min33seg
6. #518 Karginov/Mokeev/Leonov (Kamaz-Master) – a 3min49seg
7. #502 Mardeev/Svistunov/Galiautdinov (Kamaz-Master) – a 4min02seg
8. #507 Loprais/Marco Alcayna/Pokora (Tatra) – a 5min44seg
9. #511 Vishneuski/Novikau/Neviarovich (MAZ) – a 6min08seg
10. #515 Soltys/Sikola/Schovanek (Tatra) – a 6min33seg

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>