MENU

11 de janeiro de 2019 - 23:11Rali Dakar

Dakar 2019: Loeb se impõe e Al-Attiyah abre para Peterhansel

loeb-dakar-2019-7

RIO DE JANEIRO - A sexta-feira foi de tensão no Rali Dakar, pelo menos entre os competidores dos carros. Tudo porque o copiloto de Sébastien Loeb, o experiente navegador monegasco Daniel Elena, soltou o verbo e fez duras críticas ao roadbook do ASO, que organiza a competição. Em redes sociais, ele externou toda a sua irritação e cogita inclusive não voltar mais a disputar a prova que hoje acontece em solo sul-americano.

Mas conhecendo o parceiro de tantos anos, Sébastien Loeb, com um discurso muito mais centrado e apaziguador, domou a fera e conseguiu convencer Elena a dar o troco nas trilhas. E o troco veio em forma de mais uma vitória – a segunda da dupla neste Rali Dakar.

Se ontem os pneus furados em série foram uma dor de cabeça, hoje o dia foi perfeito para eles. Sem dificuldade alguma, conseguiram completar o trecho cronometrado entre Tacna e Arequipa, que teria sido de 4h56min34seg.

No entanto, a neblina – que ontem já fora uma das protagonistas especialmente prejudicando os últimos competidores – deu as caras de novo e a visibilidade ficou reduzida, o que prejudica a segurança de todos e impede que os helicópteros possam voar. Assim, o ASO declarou encerrada a etapa com os tempos aferidos até o terceiro checkpoint no km 425 da etapa – que é o waypoint 8, de acordo com informações.

Assim, o tempo corrigido da vitória de Loeb e Elena passa a ser de 3h55min23seg, quase onze minutos melhor que Nasser Al-Attiyah e Matthieu Baumel. A dupla da Toyota reclama para si a liderança geral após mais um dia, fechando a primeira parte da prova com boa vantagem para Stéphane Peterhansel e David Castera.

Para o “Monsieur Dakar”, terminar a especial antes foi bom negócio: o multicampeão teve problemas na reta final da etapa e se atrasou, o que lhe deixaria em situação muito pior em relação a Al-Attiyah. De quebra, o francês ainda foi o 3º colocado da etapa, a 13min01seg de Loeb, perdendo pouco mais de dois minutos para o rival catariano.

Nani Roma ficou com a quarta marca do dia, seguido por Kuba Przygonski, Cyril Despres e Harry Hunt. Após duas especiais para serem esquecidas, Bernhard Ten Brinke voltou ao top 10 com o oitavo posto, com Martin Prokop em nono lugar e Giniel De Villiers em décimo.

Etapa #5 – Tacna-Arequipa (Maratona)
Ligação: 196 km
Trecho cronometrado: 519 km – especial interrompida no km 425 por segurança
Total: 715 km

Resultado – carros:

1. #306 Sébastien Loeb/Daniel Elena (Peugeot) – 3h55min23seg
2. #301 Nasser Al-Attiyah/Matthieu Baumel (Toyota) – a 10min58seg
3. #304 Stéphane Peterhansel/David Castera (Mini) – a 13min01seg
4. #307 Nani Roma/Alex Haro Bravo (Mini) – a 14min50seg
5. #303 Kuba Przygonski/Tom Colsoul (Mini) – a 17min34seg
6. #308 Cyril Despres/Jean-Paul Cottret (Mini) – a 25min44seg
7. #312 Harry Hunt/Wouter Rosegaar (Peugeot) – a 25min51seg
8. #309 Bernhard Ten Brinke/Xavier Panseri (Toyota) – a 28min09seg
9. #305 Martin Prokop/Jan Tomanek (Ford) – a 30min33seg
10. #302 Giniel De Villiers/Dirk Von Zitzewitz (Toyota) – a 31min40seg

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>