MENU

27 de janeiro de 2019 - 22:14Rali

Mega-Sena: Ogier crava mais um triunfo em Monte-Carlo

15512_Ogier-MonteCarlo-2019_666_896x504

RIO DE JANEIRO - Pela sexta vez consecutiva, Sébastien Ogier começa o Mundial de Rali (WRC) na frente de seus adversários. Retornando à Citroën para a temporada 2019, o piloto francês chegou ao sétimo triunfo na cereja do bolo de todo o calendário: o Rali de Monte-Carlo.

Engana-se quem pensa que terá sido fácil, pois Thierry Neuville não lhe deu tréguas e o belga da Hyundai poderia ter dado o troco após o vacilo de sexta-feira – quando um erro do piloto lhe custou a vitória. Tanto que a diferença entre eles era de quatro décimos quando a pista foi aberta para a última especial.

A diferença após 16 trechos cronometrados, incluindo o famoso Col de Turini, foi de apenas dois segundos e dois décimos, a favor do atual hexacampeão mundial.

Vocês sabem que é o rali que eu mais quero ganhar na temporada, é por isso que estou muito feliz agora. Tivemos esse problema com o acelerador e ele estava empurrando o carro nos freios, então foi difícil. Estou muito feliz. Seis anos seguidos com três carros diferentes!“,  comentou Ogier após o triunfo que deu à Citroën a 100ª vitória da marca na modalidade. Ele venceu nas últimas cinco edições de forma consecutiva defendendo Volkswagen e Ford.

Apesar de derrotado, Neuville estava contente com o resultado.

“Foi uma luta tremenda”, garantiu. “Ainda assim foi um bom final de semana, mesmo com o erro da sexta-feira. A nossa mentalidade é sempre positiva e estamos otimistas para a próxima etapa”, assentiu o atual vice-campeão.

Furos de pneus atrapalharam a performance de Ott Tänak e o estoniano da Toyota, mesmo assim, ainda destronou Sébastien Loeb do último degrau do pódio. A dificuldade desta edição do Rali de Monte-Carlo é evidenciada por alguns dados importantes: dos 10 primeiros ao final, seis estavam a bordo dos carros “Prioridade 1″.

Neste domingo, foram disputadas as últimas etapas, com direito ao Col de Turini com a SS13 (La Bollène Vésubie-Peïra Cava), vencido em sua primeira passagem por Tänak e a segunda por Neuville. O estoniano venceria a SS14 (La Cabanette-Col de Braus) e Kris Meeke, seu novo companheiro de Toyota, o Power Stage, somando mais cinco pontos extras.

No WRC2, com o sétimo posto geral, Gus Greensmith foi melhor que o ‘prata da casa’ Yoann Bonato. Confirmando a aptidão ao Rali de Monte-Carlo, Stéphane Sarrazin soma alguns pontinhos com a nona posição e Adrien Fourmaux, com um Ford Fiesta, fechou o ranking dos dez primeiros do evento inicial de 2019.

Resultado final do Rali de Monte-Carlo:

1 – Ogier-Ingrassia (Citroen C3) – 3.21’15″9
2 – Neuville-Gilsoul (Hyundai i20) – 2″2
3 – Tanak-Jarveoja (Toyota Yaris) – 2’15″2
4 – Loeb-Elena (Hyundai i20) – 2’28″2
5 – Latvala-Anttila (Toyota Yaris) – 2’29″9
6 – Meeke-Marshall (Toyota Yaris) – 5’36″2
7 – Greensmith-Edmondson (Ford Fiesta WRC2) – 13’04″6
8 – Bonato-Bolloud (Citroen C3 WRC2) – 13’56″5
9 – Sarrazin-Renucci (Hyundai i20 WRC2) – 14’06″8
10 – Formaux-Jamoul (Ford Fiesta WRC2) – 16’03″4

Classificação do campeonato:

1. Sébastien Ogier – 29 pontos
2. Thierry Neuville – 27
3. Ott Tänak – 17
4. Kris Meeke – 13
5. Sébastien Loeb – 12
6. Jari-Matti Latvala – 10
7. Gus Greensmith – 6
8. Yoann Bonato – 4
9. Stéphane Sarrazin – 2
10. Adrien Formaux e Teemu Sunninen – 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>