MENU

26 de janeiro de 2019 - 00:14Automobilismo Internacional

Michelin Pilot Challenge: Compass vence na abertura da temporada

IMSA Michelin Pilot Challenge

Paul Holton e Kuno Wittmer (centro) celebram a vitória na abertura do Michelin Pilot Challenge em Daytona

RIO DE JANEIRO - Pole position para o BMW Endurance Challenge, primeira etapa do Michelin Pilot Challenge, a Compass Racing venceu nesta sexta-feira a prova realizada em 4h de duração no Daytona International Speedway, na Flórida. A corrida foi decidida nos minutos finais, depois de nove bandeiras amarelas e muitas alternativas por conta das constantes mudanças de estratégias e penalizações.

O McLaren 570S GT4 #75 de Paul Holton e Kuno Wittmer acabou com as honras do dia na geral e na divisão GS, mas não foi fácil. Embora Holton tenha comandado a corrida no início de forma dominante, quando o companheiro de pilotagem assumiu o volante vieram os primeiros problemas. A começar por um drive through por queima de uma relargada, faltando cerca de 1h30min de prova. Isto fez com que perdessem praticamente uma volta.

Mas os períodos de bandeira amarela neutralizando a disputa salvaram a pele de Wittmer, que ainda assim teve que lutar muito para chegar ao top 20, já que estava fora das principais posições até faltar uma hora para o final. O canadense conseguiu ganhar algumas posições e entregou o carro inteiro a Paul Holton, que sentou a bota até o final, chegando à dianteira novamente ao superar o Audi R8 LMS GT4 #39 da Carbahn Motorsports, então guiado por Jeff Westphal, que compunha dupla com Tyler MacQuarrie.

Holton/Wittmer completaram ao todo 101 voltas na disputa, triufnando com 6″931 de vantagem para Gary Ferrera/Kris Wilson, a bordo de um Aston Martin Vantage GT4 da Automatic Racing – superando a dupla da MIA formada por Jesse Lazare e Corey Fergus pela escassa margem de sete milésimos de segundo.

Na divisão TCR, a Honda estreou com o pé direito. Vitória – e em dobradinha – da equipe LA Honda World Racing. O carro #37 guiado por Tom O’Gorman/Shelby Blackstock fechou em 22º na geral para receber a primeira honra de 2019, 1″605 à frente de Mat Pombo/Mike LaMarra. A terceira posição foi de James Vance/Jared Salinsky/Nick Galante, com o Audi RS3 LMS TCR da Fast MD Racing.

Outro Honda poderia ter ganho: o #84 da Atlanta Speedwerks guiado por Ryan Nash e Russell McDonough liderava na última meia hora, quando foi nocauteado por um pneu dianteiro direito furado. Perderam uma volta e terminaram em 6º lugar.

E os favoritos se autoeliminaram com 1h10min de prova: um acidente provocou o abandono do Audi #54 da JDC-Miller Motorsports guiado por Stephen Simpson/Michael Johnson/Mike Taylor e o #10 da eEuroparts.com Rowe Racing, de Kieron O’Rourke/Lee Carpentier. Também as Alfa Romeo Giulietta fizeram boa figura, mas acabaram abandonando – o carro #3, com Alex Popow/Alexandre Papadopoulos brigava na dianteira com o Honda de O’Gorman/Blackstock, quando teve problemas mecânicos e desistiu.

A próxima etapa do campeonato será em Sebring – a Alan Jay Automotive 120, com duas horas de duração, no mesmo final de semana compartilhado entre IMSA e WEC.

1 comentário

  1. Fábio Bonaccini disse:

    Porque não estamos conseguindo assistir Daytona pelo site e nem por aplicativo??? Está sabendo sabendo de alguma coisa???

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>