MENU

17 de janeiro de 2019 - 00:12Automobilismo Internacional

Michelin Pilot Challenge: incríveis 49 carros em Daytona!

IMSA Michelin Pilot Challenge

O Porsche de Orey Fidani e Scott Hargrove (AWA) estará no grid do Michelin Pilot Challenge no fim do mês, em Daytona (Foto: Jake Galstad/IMSA)

RIO DE JANEIRO - Preliminar luxuosíssima das 24h de Daytona, que acontecem no fim de semana de 26/27 de janeiro, o Michelin Pilot Challenge – que até o ano passado era conhecido como Continental Tire SportsCar Challenge – terá na sexta-feira, véspera da abertura da temporada da IMSA, uma primeira etapa de campeonato pra ninguém botar defeito.

Hoje foi confirmada a lista oficial de inscritos. E que lista! É maior que a prova principal da programação – que é boa – mas o Michelin Pilot Challenge se supera com a mudança de regulamento, já que a partir deste ano são permitidas apenas duas classes: GS (carros no regulamento GT4) e TCR. São 49 bólidos para a primeira corrida, que terá duração de quatro horas.

O plantel está dividido em 35 carros da GS e catorze TCR, com a chegada inclusive de novos construtores a esta divisão. Dominante no primeiro ano dentro do hoje Michelin Pilot Challenge, a Audi terá concorrência forte. A equipe de Bryan Herta aposta na versão TCR do modelo Veloster da Hyundai, vendido inclusive no Brasil – só que com motor 1,6 litro. Aqui ele tem motor 2 litros turbo, como manda o regulamento mundial do TCR. E potência base em torno de 360 cavalos.

Chegam também à divisão cinco modelos Honda Civic, inclusive com a participação da HART, que até o ano passado esteve no Weather Tech SportsCar Championship, bem como de novos pilotos – Mat Pombo e Mike LaMarra, que brigaram pelo título da extinta divisão ST ano passado, vão de Honda com a LA Honda World Racing.

E o quarto fabricante confirmado é a Alfa Romeo, que terá duas Giulietta – uma delas com a volta às pistas do venezuelano Alex Popow e a outra com Roy Block, o antigo parceiro do brasileiro Pierre Kleinubing, que não volta à categoria em 2019. Ano passado eles competiram pela Compass Racing, que neste ano investe na GS e no Weather Tech, onde alinhará um McLaren 720S GT3 a partir da prova de Mid-Ohio.

A divisão GS, que é a principal do Michelin Pilot Challenge, conta com oito marcas diferentes no grid da primeira etapa, a saber: Audi, Mercedes-AMG, Porsche, BMW, Aston Martin, McLaren, Chevrolet Camaro e Ford. Nesse impressionante plantel de 35 carros, há vinte e cinco equipes inscritas e diversos pilotos vão dar duplo expediente, correndo na prova preliminar e também na principal. Eis alguns: Trent Hindman, Scott Hargrove, Austin Cindric, Jeroen Bleekemolen, Jeff Westphal, Dillon Machavern, Spencer Pumpelly, Robby Foley e Stephen Simpson.

Nos treinos – não obrigatórios, registre-se – do ROAR Before The Rolex 24 no início do mês, o melhor tempo foi de Trent Hindman com a Park Place, marcando 1’53″522. Na TCR, Jon Morley foi o mais veloz – 1’59″900, sendo o único piloto a baixar de dois minutos ao longo de seis sessões de testes.

A corrida chamada de BMW Endurance Challenge será no próximo dia 25 a partir de 12h15 locais, 15h15 de Brasília. E com transmissão ao vivo do site da IMSA. Posteriormente, o blog vai postar a corrida de Daytona na íntegra.

3 comentários

  1. Caio Souza disse:

    Meu caro Mattar,nesse final de semana teremos a corrida dos campeões na Cidade do México,haverá algúma transmissão nos canais Fox Sports ?? No caso de não haver será possível assistir a prova pela internet ??

  2. Renan Farias disse:

    Rodrigo deixo te perguntar uma coisa,inclusive é uma dúvida.Em termos de desempenho,os carros do regulamento TCR são superiores aos “antigos” carros do WTCC que competiram até 2017?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>