MENU

11 de março de 2019 - 23:35Rali Dakar

Troca de comando no Rali Dakar

2560_3000

Troca no ASO: Etienne Lavigne não é mais o comandante geral do Rali Dakar. A missão, a partir de agora, é do barbudo David Castera, francês de 48 anos

RIO DE JANEIRO - A Amaury Sports Organisation (ASO) procedeu nesta segunda-feira a uma troca de comando na organização do Rali Dakar. Após 15 anos de bons serviços prestados, incluindo todos os eventos realizados em território sul-americano e as últimas edições na África, Etienne Lavigne deixa a direção geral do  evento e passa a ocupar um outro cargo na mesma empresa.

A responsabilidade de tocar o maior evento off-road do planeta ficará a cargo de um velho conhecido, que já exerceu a função de diretor desportivo – aquele que escolhe o roteiro – e estava como navegador em modelos Peugeot e Mini, trabalhando com Cyril Despres e neste ano com Stéphane Peterhansel.

David Castera, francês de 48 anos, é quem estará a frente de tudo para a prova que acontecerá em 2020 e as próximas.

Aliás, sobre o Rali Dakar do próximo ano, embora o ASO tenha confirmado que existiram conversações para que o evento retornasse às suas raízes, não está descartada a continuidade da prova na América do Sul.

O problema é um só: dinheiro (ou a falta de). A ministra chilena do turismo Pauline Kantor acenou com US$ 2 milhões de verba pública e o ASO, que teria pedido US$ 7 milhões para organizar o Rali naquele país novamente baixou o valor para US$ 5 milhões. É possível que o dinheiro restante venha de fundos privados, para garantir o retorno dos chilenos ao roteiro.

A Argentina, presente em todas as edições – menos na última – não deve voltar à rota do Dakar, salvo uma condição excepcional. O investimento será todo no GP da Argentina de Motovelocidade, disputado no circuito de Termas de Río Hondo, que está garantido no calendário pela Dorna até 2021. O subsecretário de turismo da região de Santiago del Estero, Ricardo Sosa, foi avisado de que o Dakar ‘não é prioridade’ no país. E que ele e seus conterrâneos poderiam ficar tranquilos com a manutenção do evento da MotoGP por lá.

2 comentários

  1. Gabriel Medina, O outro disse:

    A algumas semanas atrás foi extensivamente noticiado por sites portugueses que a ASO já estaria fechada e com o rally confirmado por cinco anos na Arábia Saudita. Fake news?

    https://www.ojogo.pt/modalidades/motores/noticias/interior/dakar-vai-mudar-se-para-a-arabia-saudita-em-2020-10603131.html

    • Rodrigo Mattar disse:

      Existe muita especulação. A confirmação oficial está por vir. Agora que confirmaram Castera no lugar de Lavigne, acho que vão acelerar o processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>