MENU

14 de abril de 2019 - 19:55Blancpain GT Series Endurance

Dinamic Motorsports estreia com vitória e Porsche quebra tabu no Blancpain GT Series Endurance

timthumb (4)

Surpresa: largando da 23ª posição, o Porsche da Dinamic Motorsports venceu a etapa inaugural do Blancpain GT Endurance Series em Monza

RIO DE JANEIRO - A chuva foi aliada e vilã na abertura do Blancpain GT Series Endurance no lendário circuito de Monza, neste domingo. Treinos classificatórios e a disputa das 3h de Monza tiveram como protagonista o mau tempo e a pista molhada em grande parte da programação. As escolhas de pneus, principalmente no trecho final quando a chuva diminuiu, foram cruciais.

E com dezenas de alternativas ao longo da disputa e também várias entradas do Safety Car na neutralização da disputa, um fato novo ocorreu: a estreia vitoriosa da Dinamic Motorsports, dando à Porsche uma vitória que não acontecia ao construtor germânico na série de Endurance da SRO havia sete anos. A trinca Andrea Rizzoli/Klaus Bachler/Zaid Ashaknani foi a responsável pelo triunfo histórico, conquistado após 77 voltas percorridas.

Largando apenas da 23ª colocação de um grid de 46 carros, Rizzoli sobreviveu em meio ao spray e entregou ao fim de seu stint o carro para Ashaknani, em boas condições na disputa. O piloto do Kuawit fez um bom trabalho ao mesmo tempo que as seguidas intervenções de FCY via direção de prova tornavam a disputa imprevisível. Bachler assumiu o volante ao fim do segundo stint e foi para a segunda posição, atrás do Audi da Saintèloc Racing, que herdou a ponta num período de neutralização, além da troca dos pneus de chuva por slicks, num risco calculado.

Não obstante, o #25 da trinca Steven Palette/Simon Gachet/Christopher Haase acabaria sofrendo um furo de pneu que o faria baixar para a 15ª posição – além de uma penalização de drive through convertida em acréscimo de 65 segundos de tempo. E acabou que não foi o único competidor com problemas, já que o Porsche #98 da ROWE Racing conduzido por Sven Müller/Romain Dumas/Mathieu Jaminet enfrentou o mesmo contratempo que o Audi e também o #10 de Charles Weerts/Rik Breukers/Ricardo Sánchez, sem contar o Mercedes-AMG #88 de Rafaele Marciello/Vincent Abril/Michael Meadows, líder pontual da disputa e nocauteado por quebra de suspensão.

Também a GRT Grässer, que fez a pole debaixo de um dilúvio com o carro #63 de Mirko Bortolotti/Christian Engelhart/Rolf Ineichen, não chegaria ao final da disputa, abrindo a chance da Orange 1 FFF Racing Team ser a melhor representante da marca de Sant’Agata: Andrea Caldarelli/Marco Mapelli/Dennis Lind não conseguiram alcançar o Porsche líder e ficaram mesmo em segundo a cerca de 15 segundos do #54.

Untitled design-18

Os demais vitoriosos do domingo em Monza: Tempesta Racing (Pro-Am), Team AKKA-ASP (Silver Cup, com Felipe Fraga) e Barwell Motorsport (Am)

Na terceira posição, ficou a Mercedes-AMG de Maro Engel/Luca Stolz/Yelmer Buurman, que no fim tomou um ‘calor’ do #90 do Team AKKA-ASP de Felipe Fraga/Nico Bastian/Timur Boguslavskiy, que largou de 2º no grid e estava em 12º na abertura da última hora, quando os problemas de alguns adversários e uma pilotagem épica de Felipe Fraga proporcionaram um tremendo resultado ao trio da equipe coordenada por Jerôme Policand.

“Foi muito divertido! O carro estava muito bom e poderíamos lutar pelo pódio geral de hoje, mas só precisávamos fazer o nosso trabalho para ganhar a Silver Cup. Eu tinha carros Black Falcon na frente e atrás de mim, então eu tive que controlar a diferença, caso eles tentassem se ajudar. A equipe fez um ótimo trabalho e estou muito orgulhoso de ganhar pela primeira vez na Europa”, comentou Fraga após a disputa.

O brasileiro cruzou de fato entre os dois carros da Black Falcon – ele tentou atacar Maro Engel em busca do pódio geral, mas não podia bobear com o carro de Gabriele Piana/Hubert Haupt/Patrick Assenheimer, que poderia lhe roubar a vitória na sua subcategoria. Diego Menchaca/Taylor Proto/Michele Beretta, com a 10ª posição geral, conquistaram o terceiro lugar do pódio.

Outra equipe estreante no Blancpain GT Series Endurance triunfou em Monza: a Tempesta Racing chegou à frente das rivais na classe Pro-Am, com o 20º lugar de Chris Froggatt/Jonathan Hui/Christopher Buncombe. A Saintèloc Racing foi 2ª colocada na categoria e a Oman Racing with TF Sport conquistou o pódio para o novo Aston Martin AMR GT3.

A Barwell Motorsport levou os pontos máximos na divisão Am, com Adrian Amstutz/Miguel Ramos/Leonid Machitski, num mais do que razoável 16º posto. Eles terminaram 12 posições na geral à frente de Christoph Lenz/Stefano Costantini/Antonio Tomas Forme, da Raton Racing by Target. Mais um Aston foi para o pódio, graças a Chris Goodwin/Alexander West, da Garage 59.

A próxima etapa do Blancpain GT Series Endurance será as 3h de Silverstone, em 12 de maio.

1 comentário

  1. Rodrigo disse:

    Corrida tem 3hrs, bem que poderia ter mais umas 3hrs. Monza poderia passar por uma atualização e tirar essas áreas com brita e colocar asfalto, é raro um carro passar por ali sem fica preso, dessa forma teve inúmeras bandeiras vermelhas durante o treino e qualy e na corrida realmente muito Safety Car e era pra ter mais, já que teve carro que ficou preso na brita e conseguiram tirar o carro sem interromper a corrida mas botando em risco pessoal que ajudava. Belíssima corrida do Felipe Fraga, ele foi o piloto mais rápido do carro 90 no qualy, e na corrida quando assumiu passou vários carros e ganhou destaque na transmissão. Quem fico devendo foi a equipe WRT que não teve performance nem estratégia pra chega no pódio. Única BMW no grid largou de último e abandonou. Acho que o carro ta sem competitividade já que ta bem escasso ver BMW no grid das categorias importantes de GT3 dessa forma equipes não se interessam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>