MENU

2 de dezembro de 2012 - 14:13Brasileiro de Gran Turismo

Cascavel de Ouro é de Boni e Jimenez

177522_284161_gt__brasil_corrida_cascavel_sabado__24_RIO DE JANEIRO – Neste fim de semana, o Brasileiro de Gran Turismo fez parte da história de uma corrida que é uma instituição do automobilismo paranaense: a Cascavel de Ouro, disputada pela 27ª vez – e que tem entre seus vencedores históricos um tal de Nelson Piquet (conhecem?) – desde a inauguração do hoje Autódromo Zilmar Beux, tem seus novos campeões: Sérgio Jimenez e Paulo “Boni” Bonifácio somaram mais pontos no fim de semana da 7ª rodada dupla da temporada e levam o troféu ornado com a serpente que batiza a cidade do oeste do Paraná.

Após um 2º posto na corrida realizada ontem, com vitória de Cláudio Dahruj/Cacá Bueno, Boni e Jimenez andaram bem neste domingo a bordo da Mercedinha Jeans pelos 3,085 km do traçado que hoje é um dos mais rápidos do país, com médias superiores a 180 km/h para as máquinas possantes do Grã-Turismo. A dupla pole position, formada por Cléber Faria/Duda Rosa, que ainda lidera a temporada com 187 pontos, sofreu com alguns pepinos ao longo da disputa: levaram um drive through por queima de largada – o carro de Cacá e Dahruj foi punido pelo mesmo motivo – e além disso tiveram o capô do motor solto, igual no sábado. Ainda salvaram um importantíssimo 5º lugar, de grande valia para a disputa do título, que será em Interlagos nos dias 15 e 16 de dezembro.

Com os problemas de alguns rivais, Boni e Jimenez cresceram na corrida e quando o piloto de Piedade assumiu o volante, partiu para cima de Cláudio Ricci, que ponteava com a Ferrari F458 GT3 e ultrapassou o gaúcho. Mas só o público presente no circuito viu a manobra, porque a transmissão “esqueceu” da disputa. Uma pena que isso tenha acontecido com uma categoria tão boa quanto o Brasileiro de Gran Turismo.

Na classe GT Premium, as vitórias foram divididas entre Andersom Toso/Carlos Kray e Felipe Tozzo/Raijan Mascarello. A dupla do Lamborghini azul ainda lidera o campeonato, porque na etapa anterior a Ferrari da Mottin pegou fogo, impossibilitando a dupla do carro #15 de continuar na disputa. Mas ainda não há nada definido. Com a obrigatoriedade do descarte do pior resultado, a briga pelo título da subdivisão segue aberta.

E na GT4, William Freire/Eduardo Oliveira ganharam ontem, mas hoje nem passaram da segunda volta, vítimas de uma rodada. A vitória, primeira em 2012, ficou com a Maserati Granturismo de Fábio Greco/Válter Rossete, que chegaram a 170 pontos na tábua de classificação. Mesmo sem vencer nenhuma corrida desde a 7ª etapa no Rio, o Aston Martin Vantage de Alan Hellmeister/Sérgio Laganá, que correu com aerofólio traseiro em Cascavel, mantém a dupla da equipe chefiada pelo José David na liderança do campeonato, com 194 pontos, onze a mais que o vice-líder Leonardo Cordeiro.

Compartilhar

2 comentários

  1. Marcelo Faria disse:

    Por falar em transmissão, q coisa hororrosa…. Não mostravam as ultrapassagens e nem as rodadas….
    E o locutor perdidinho… Precisou o bravo Mattar entrar, via twitter, p/ explicar a punição da dupla Cláudio Dahruj/Cacá Bueno…

    em tempo: Se não foi vc foi um homônimo..rsrs
    ==
    No mais acho q esse lance de colocar 3 categorias correndo junto torna a corrida uma grande confusão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *