MENU

5 de dezembro de 2012 - 21:55American Le Mans Series, Mundial de Endurance

Rebellion confirma inscrição na ALMS e Beche para 2013

8242Rebellion13Sebring2012WEBRIO DE JANEIRO – A equipe suíça Rebellion Racing vai mesmo reforçar a classe LMP1 no último ano de existência desta divisão na American Le Mans Series em 2013. Pelo menos um dos Lola B12/60 Toyota (a equipe tem três) será visto nos Estados Unidos e Canadá durante as dez etapas que compõem o campeonato de protótipos e GTs da América do Norte.

A decisão já estava tomada, mas faltava apenas o ok final de alguns patrocinadores para que os helvéticos anunciassem a inscrição do time na ALMS na próxima temporada, onde vão rivalizar com a Muscle Milk Pickett Racing, atual campeã e com a Dyson Racing, vencedora do certame em 2011. O programa paralelo com o Mundial de Endurance (WEC) deve acontecer, mas ainda não está totalmente garantido. Rumores dizem que a Rebellion vai com dois carros só até as 24 Horas de Le Mans e depois disto, deixa de participar do campeonato organizado pela FIA e pelo Automóvel Clube do Oeste (ACO). Mas, como eu disse, são apenas rumores…

Outra novidade é a confirmação do primeiro nome que integrará a Rebellion em 2013 nas corridas de Endurance. O suíço Mathias Beche, de 26 anos, assina com seus compatriotas para andar de LMP1 ano que vem, dando adeusinho à TDS by Thiriet Racing, para a qual colaborou neste ano. Os demais pilotos serão anunciados brevemente, mas tudo indica que veremos a bordo os mesmos nomes de 2012 e talvez o alemão Nick Heidfeld regresse para fazer pelo menos as 24 Horas de Le Mans.

Compartilhar

3 comentários

  1. Fernando disse:

    Estive no autódromo nas 6 horas de SP e de longe achei os carros da Rebellion os mais bonitos do grid, com essa pintura da Lotus…torço por eles e mal posso esperar para os dias 31/08 e 01/09/2013 para reencontrá-los.

  2. Pedro Correia disse:

    Onde quer que corram, muito provavelmente não será com as cores da Lotus, tendo em conta que a equipa teve que ir ao fundo dos bolsos para meter o dinheiro que os malaios não pagaram…

  3. Nino Rainier disse:

    É entendível a decisão da Rebellion. Na ALMS, eles vão ter a chance de ganhar na geral coisa que no WEC, somente irá ocorrer caso aconteça uma hecatombe com Toyota e Audi. De qualquer forma não será fácil deles ganharem lá porque a Muscle Milk tem dois pilotos muito bons. Mas a Rebellion é mais confiável que a Muscle. Então teremos uma verdadeira briga na ALMS. A Dyson está completamente perdida já que se o motor Mazda já não é confiável quando desenvolvido imaginem em desenvolvimento. E a prioridade da Mazda é desenvolver um motor LMP2 e não um LMP1. Já no WEC, confesso que seria bom que a Rebellion alinhasse pelo menos 1 carro a temporada toda e 2 em Le Mans, para termos uma briga Lola vs HPD no WEC também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *