MENU

11 de dezembro de 2012 - 16:09Automobilismo Internacional

Tem Endurance na Colômbia? Tem, sim senhor!

RIO DE JANEIRO – Enquanto as competições nacionais de Endurance inexistem, quase agonizam, tem vizinhos nossos da América do Sul que dão o exemplo e fazem uma corrida com mais de sessenta inscritos e cinquenta e sete – isso mesmo, cinquenta e sete! – carros participando.

Na Colômbia, precisamente no Autódromo de Tocancipá, em Bogotá, foi disputada no último fim de semana uma prova de 6 horas de duração. A pista, com apenas 2,725 km de extensão, ficou lotada e o tráfego intenso de carros de todos os tipos – protótipos, GTs e demais modelos de turismo – tornou a disputa bastante interessante. Entre os inscritos, pilotos com passagem por categorias internacionais, incluindo a Grand-Am, o FIA GT3, a Indy Lights e o Mundial de Endurance.

6horasresult4A bordo de um antigo Riley Ford geração II, o trio formado pelos venezuelanos Alex Popow e Gaetano Ardagna, além do escocês Ryan Dalziel (sueco para o site da Federação local, é mole?), venceu a competição após completarem 263 voltas, cinco a mais que a dupla formada por Juan Alzate/Sebastian Villamil, que chegaram em 2º lugar.

resul6horas6As 6 Horas de Bogotá foram disputadas por carros das classes FL3 (Força Livre 3), com motor de cilindrada superior a 2 litros; FL2 (Força Livre 2), com motores entre 1,3 e 2 litros; FL1 (Força Livre 1), com motores até 1,3 litro; GT (Grã-Turismo) acima de 2 litros; ST2 (Super Turismo 2), com motores entre 1,6 e 2 litros e ST1 (Super Turismo 1), com motores até 1,6 litros.

Aí, diante do exemplo colombiano, cabe a pergunta: por que no Brasil não se consegue fazer nada parecido? Ousei responder, no twitter, com alguns fatores que influenciam para que a Endurance não tenha êxito a nível nacional, neste país. Não necessariamente nesta ordem, listei a questão do regulamento, a vaidade de algumas pessoas e, também, a parte política. Se houvesse um mínimo de comprometimento, gente com vontade para fazer acontecer e regras claras, a Endurance brasileira tinha tudo para dar certo.

Compartilhar

7 comentários

  1. alvimfoto disse:

    Salve Rodrigo! Acredito que temos boas possibilidades de também ver realizadas boas provas de Endurance (nacionais. Afinal, á tivemoss o Brasileiro de GT em 2012 E, as 12 Horas de Tarumã,dias atrás, mantendo a tradição e, é claro, as 6 Horas de Interlagos, que foram sensacionais e já estão na programação oficial WEC/FIA, 2013 no dia 01/SET! . creio que são um belo incentivo!
    Que apareçam os Patrocinadores! Abração!

  2. Vou procurar na INTERNET e bom descobrir que do outro lado da fronteira tem um grid com tantos carros assim, o BRASIL que acredito que um dia foi exemplo, hoje em dia não é exemplo de nada em relação ao automobilismo, FIM DE JACAREPAGUÁ, FIM DE VARIAS CATEGORIAS, TAXAS PRA PILOTOS E PROMOTORES e retorno 0 da CBA para o ESPORTE.

    SABE O QUE ACHO MAIS ESTRANHO E NA RACING todos os meses sair um ENCARTE da CBA FALANDO DO AUTOMOBILISMO NACIONAL COMO SE ELE FOSSE A MAIOR DO MUNDO.

    SOU CHATO PRA KCT, FALO DA CBA SEMPRE PORQUE TUDO QUE VEJO SÃO COISAS ERRADAS.

    A CHICANE DE INTERLAGOS E UM EXEMPLO FIZERAM UMA LOMBADA QUE TIROU UM VIPER DO GT BRASIL, TEVE ACIDENTE NO LINEA E UMA PANCADA NA PORSCHE

    ESSA SEMANA FALANDO COM O TORRÃO E COM O LEO TIVE A NOTICIA QUE PRA SER PILOTO E PILOTAR KARTS EM COMPETIÇÕES OFICIAIS O VALOR ANUAL A SER PAGO E DE r$ 2,250,00 POR PILOTO E ONDE VAI TODO ESSE $$$

    O AMERICO FEZ UMA BELA MATERIA NA REVISTA WARMUP ALGUNS MESES ATRÁS FALANDO SOBRE ISSO A CBA NÃO PRESTA CONTA E AINDA FALA QUE TEM PREJUIZO.

    MESMO O BRASIL TENDO INDY, WEC E F1 ACHO QUE TA NA HORA DE MUDAR, O ESPORTE PRECISA SER SERIO.

    EU A CADA DIA QUE PASSA GOSTO MAIS DO AUTOMOBILISMO E MENOS DAS PESSOAS QUE COMANDA O ESPORTE NO BRASIL, FAZ 1 ANO QUE CONHECIA ALGUMAS PESSOAS VIA TWITTER E FACEBOOK E COMEÇEI A VER COMO E DIFICIL E COMO E ERRADO O AUTOMOBILISMO NO BRASIL, MESMO ASSIM SEMPRE QUE POSSO ESTOU EM INTERLAGOS VENDO.

    ESSE ANO POR INCRIVEL QUE PARECE EU VI TODAS AS ETAPAS DA PORSCHE EM INTERLAGOS, VI AS DUAS DA STOCK, A GT QUE ESPERO VER ESSE FIM DE SEMANA, O WEC QUE FIQUEI QUASE 12 HORAS EM INTERLAGOS, APENAS NÃO VI A TRUCK E O MARCAS E AS FORMULAS INDY E F1.

    JÁ ME AFASTEI DO FUTEBOL E SE CONTINUAR ASSIM O AUTOMOBILISMO ESTÁ ME AFASTANDO DELE, ESPERO QUE MUDE PORQUE NÃO A NADA MAIS BONITO QUE VER INTERLAGOS COMO NO FIM DE SEMANA CHEIO.

    ABRAÇOS

    RAFA CATELAN

  3. Quico disse:

    Ótimo post, Rodrigo, parabéns. É por ser talvez o único a destinar atenção às mais variadas categorias que sempre acompanho seu blog. Quanto à corrida, só faltou mesmo a presença do Montoya.

  4. Laszlo disse:

    Tem um troço curioso que acontece no Brasil, parece todos os que tem posições de poder, com responsabilidade de fazerem as coisas funcionarem, são justamente os mais ineptos e desonestos. Desde Brasilia até associações como a CBA, daí nada funciona como deveria, tudo largado as favas…ninguem é reponsavel por nada…

  5. Renzo Ruschioni disse:

    Eu sou um dinossauro do automobilismo, estava sempre em interlagos assistindo as maiores e melhores categorias do automobilismo nacional que foram as divisões 3 e 4,fui em muitas mil milhas, e hoje só vejo categorias monomarcas feitas p/ os playboys de plantão e organizadas por um bando de incompetentes(CBA e sua tropa!!!) eu perdi as esperanças de rever uma verdadeira categoria endurance,você é um dos poucos no Brasil que luta pelo crescimento do automobilismo!!!!!!!!!!

    PARABÉNS !!!!!!!!!!!!!!!!!!

  6. Gerson disse:

    Rodrigo, ontem 07Dez2013, teve mais uma edicao das 6horas de Bogota, com a participacao de um piloto Brasileiro, este que aqui te escreve. Se precisar de mais detalhes, e’ so’ me avisar. Abcs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *