MENU

31 de janeiro de 2013 - 22:09Grand-Am

Grand-Am pune equipe de Negri, que perde os pontos de Daytona

RIO DE JANEIRO – Vou no popular: “deu ruim” para a Mike Shank Racing, cinco dias após a disputa da 51ª edição das 24 Horas de Daytona. A verificação técnica realizada sacramentou que o motor Ford do Riley número #60 tinha uma irregularidade, deixando-o fora do padrão exigido pelo regulamento. A unidade tinha mais potência que o permitido pelo Balance Of Performance (BOP) dos Daytona Prototypes, infringindo a Seção 4-1.1 do regulamento técnico.

141

Assim, a MSR foi punida, perdendo o 3º lugar conquistado no último domingo, jogando por terra todo o esforço dos pilotos John Pew, AJ Allmendinger, Justin Wilson, Marcos Ambrose e do brasileiro Oswaldo “Ozz” Negri. Pilotos, escuderia e a Ford perderam os 30 pontos ganhos em Daytona, o prêmio em dinheiro no valor de US$ 35 mil (cerca de R$ 70 mil) foi cassado e a equipe terá que pagar uma multa equivalente a US$ 15 mil (em torno de R$ 30 mil), revertidos ao Camp Boogy Creek, com quem a Grand-Am tem uma parceria para assuntos de caridade.

Com a punição, o 3º lugar geral em Daytona passa a ser de João Barbosa/Burt Frisselle/Mike Rockenfeller. Nelsinho Piquet/Christian Fittipaldi/Felipe Nasr/Brian Frisselle sobem para a sétima posição.

Compartilhar

4 comentários

  1. Tio Ge disse:

    Se estava fora do regulamento, tem que ser punido mesmo, mas continuo achando estranho, apesar dessa irregulatidade do Ford da MSR, eles ainda perderem em velocidade para os BMW da Ganassi…

  2. Nagano disse:

    Caralho!!! Que azar… Uma pena!!

  3. Carlos Alvim disse:

    É uma pena,mas…. vale o escrito….. Regulamento é regulamento…Abs Carlos Alvim

  4. audisat disse:

    Lamentável mesmo, mas como disseram os colegas, regulamento é pra ser seguido né!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *