MENU

7 de janeiro de 2013 - 18:04Rali Dakar

Show de Gordon, vitória de Al-Attiyah, liderança de Peterhansel

RIO DE JANEIRO (atualizado às 21h) - A segunda-feira foi cheia de alternativas na categoria dos carros. Mais cedo, Carlos Sainz foi reconduzido à liderança pela organização – mas o espanhol não teve sorte. Acabou fora dos dez mais rápidos do dia e da ponta na classificação geral. Stéphane Peterhansel, que teoricamente era o primeiro colocado antes do reposicionamento de Sainz, voltou ao primeiro lugar na soma de tempos. Mas os grandes destaques do dia foram Nasser Al-Attiyah e seu desafeto, Robby Gordon.

Large-Robby-Gordon-Dakar-2013-12-5-12É sabido que desde o ano passado, o príncipe do Catar e o “Flash” não se bicam. Al-Attiyah disputou o Dakar de 2012 com um Hummer e queixou-se do carro e de Gordon. O estadunidense, por sua vez, desceu a lenha no projeto do representante do Oriente Médio, que resolveu trazer um Buggy novo para a disputa e a volta de Carlos Sainz à competição. Mais lenha na fogueira, impossível.

NasserE com Gordon, que começou o Rali em 2013 de maneira terrível, doido para recuperar o tempo perdido, a etapa hoje foi de colher para a rivalidade entre ele e Al-Attiyah. Largando no meio do bolo, o piloto do Hummer acelerou o que pôde e o que também não podia para ficar entre os mais rápidos da 3ª especial de 243 km entre Pisco e Nazca. O objetivo era chegar na frente de todo mundo – mas não deu: Al-Attiyah forçou o ritmo a partir do terceiro waypoint e venceu com o tempo de 2h30min14seg. A marca de Gordon foi apenas um minuto e dezoito centésimos pior.

Stéphane Peterhansel, agora sim no comando da classificação geral, chegou em terceiro com seu Mini, a 3min52seg de Al-Attiyah. A quarta posição foi do argentino Lucio Ezequiel Álvarez, que cumpre ótimo início de Rali Dakar com seu Toyota, em dupla com o navegador Bernardo Graue. Mais dois Mini do time X-Raid chegaram em quinto e sexto, respectivamente guiados por Joan “Nani” Roma e Leonid Novitskiy.

A sétima posição da especial foi de Guerlain Chichérit, a bordo de seu Buggy Protótipo SMG, seguido pelo russo Boris Gadasin em sua picape Nissan G-Force Proto. Christian Lavielle foi nono em seu Dessoude e Bernard Errandonea foi novamente bem, terminando a etapa em 10º lugar.

Além de Carlos Sainz, outros nomes consagrados como Giniel De Villiers e Orlando “Orly” Terranova não tiveram uma boa etapa nesta segunda-feira. O polonês Kryzystof Holowczyc tampouco: na altura do quilômetro 40 da etapa em direção a Nazca, o piloto do Mini da equipe Verva sofreu um acidente e machucou as costas. Seu navegador, o português Filipe Palmeiro, que já andou com Paulo “Palmeirinha” Nobre no Rali dos Sertões, felizmente não teve lesões.

Guilherme Spinelli/Youssef Haddad continuam melhorando na classificação. A dupla da equipe Mitsubishi do Brasil terminou a etapa de hoje com o 22º tempo em 3h13min49seg, a mais de 42min dos vencedores do dia. Na geral, estão em vigésimo, a 1h15min55seg de Peterhansel.

Nas demais posições, Marcos Baumgart/Kléber Cincea completaram a etapa em 64º lugar, em 4h33min47seg. Ocupam a 53ª posição na geral. Bruno Sperancini e Thiago Vargas estão em 96º lugar. Reinaldo Varela teve problemas com seu UTV nos primeiros estágios do dia e o jipe navegado por Lourival Roldan não aparece entre os 102 que figuram qualificados, no site oficial do evento.

Após três etapas, a diferença entre Peter e Al-Attiyah na soma dos tempos é de 6min33seg. Lucio Ezequiel Álvarez é um surpreendente 3º colocado na geral, seguido por Novitskiy, Sainz e De Villiers. “Nani” Roma ocupa o sétimo posto, com Terranova em oitavo, Errandonea em nono e Chabot em décimo. Estes últimos dois, punidos pela organização com um acréscimo de tempo de um minuto no tempo total, por irregularidades. Robby Gordon e seu navegador Kellon Walch já estão em 13º na classificação.

Classificação da etapa Pisco-Nazca, nos carros:

1º Nasser Saleh Al-Attiyah/Lucas Cruz Senra (Buggy) – 2h30min14seg
2º Robby Gordon/Kellon Walch (Hummer) – 2h31min32seg
3º Stéphane Peterhansel/Jean-Paul Cottret (Mini) – 2h34min06seg
4º Lucio Ezequiel Álvarez/Bernardo Graue (Toyota) – 2h39min50seg
5º Nani Roma/Michel Périn (Mini) – 2h42min34seg
6º Leonid Novitskiy/Konstantin Zhiltsov (Mini) – 2h45min43seg
7º Guerlain Chichérit/Jean-Pierre Garcin (SMG) – 2h46min29seg
8º Boris Gadasin/Aleksei Kuzmich (Nissan G-Force Proto) – 2h53min39seg
9º Christian Lavielle/Jean-Michel Polato (Proto Dessoude) – 2h54min29seg
10º Bernard Errandonea/Arnaud Debron (SMG) – 2h55min23seg

1 comentário

  1. Nino Rainier disse:

    A bronca do Gordon ano passado foi que o Al-Attiyah teve vários problemas com o carro e falou mal do Hummer preparado pela equipe do Gordon KKKKKKKKKKKK Além disso o Gordon ainda não gosta da maioria dos europeus KKKKKKKKKKKK Uma figuraça. E ainda falou um monte ao vivo logo após uma das etapas por uma punição devido a possíveis irregularidades no carro dele. E aí Gordon será que esse ano sai a vitória do Dakar ? Espero que sim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>