E teremos Gran Turismo em 2013

E

RIO DE JANEIRO – Em curto comunicado que recebi hoje via e-mail e abri há pouco, Dinho Leme e cia., que cuidam da assessoria do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo, confirmam que a categoria vai em 2013 para a sua sétima temporada. O Mercedes-Benz Grand Challenge também segue integrando o programa da competição.

É uma excelente notícia. Muita gente acreditava que o campeonato poderia não acontecer e a SRO Latin America confirmou que a categoria segue viva neste ano. Entretanto, pode ser que a primeira etapa marcada para abril, em Interlagos, sofra um remanejamento de datas. Stéphane Ratel, promotor do FIA GT Series e parceiro da organização aqui no Brasil, não quer choque de datas entre nenhum dos dois campeonatos, para não prejudicar a participação dos oito pilotos brasileiros até agora confirmados no certame internacional.

Aguardemos, pois.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

3 Comentários

  • Sem dúvida uma boa notícia…eu mesmo não acreditava que teríamos campeonato este ano.
    A dúvida agora é: Carros…pilotos/equipes, porque o grid deve ser ainda menor depois do desfecho da temporada passada.
    Uma outra coisa que a categoria precisa recuperar urgentemente é a visibilidade conquistada nas temporadas 2010 e, principalmente, 2011.
    Para se ter uma idéia, quando fui assistir a categoria pela primeira vez, ainda em 2009, haviam apenas 12 carros na “GT3 Cup” e mais uns 20 no Trofeu Maserati…a transmissão era pelo Record News, um canal UHF de pouquíssima audiência. Ainda assim haviam boas ações de marketing com a cerveja Itaipava…você comprava o ingresso da arquibancada no valor de R$ 10,00 e ganhava uma camiseta do evento. Já em 2010, houve então a união dos grids entre GTBR3 e GTBR4 e a transmissão passou para a Rede TV, logicamente melhor que o Record News…haviam chamadas na programação, inclusive durante a semana…haviam boas disputas na pista, até porque a categoria sempre contou com bons pilotos da Stock Car. Diferente de 2009, já havia um bom público nas arquibancadas…resultado das boas ações de marketing junto as marcas Itaipava e TNT. Na etapa final de 2010, onde assistimos também ao FIA GT1, foi onde senti que a categoria cairia definitivamente no gosto do público do automobilismo nacional, para muitos, ja era melhor que a Stock Car, que vivia uma temporada fraca e sem espaço em tv aberta…a de 2011 foi ainda melhor…carros novos, mais pilotos…assisti a todas as corridas disputadas aqui em SP…3 em Interlagos, além daquela do Anhembi, na abertura da Indy..quem assistiu pela tv ou foi na arquibancada nestas duas temporadas percebeu o abismo de diferença para a temporada do ano passado…e nem a Globo/Sportv salvou…dai vieram os rachas da categoria…Auto+, SRO, Walter Derani, seja lá quem for…”agradeço” a todos vocês, que conseguiram acabar com tudo.

Por Rodrigo Mattar

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames