MENU

2 de abril de 2013 - 21:44Automobilismo Internacional, Vídeos

Super TC2000, por supuesto!

RIO DE JANEIRO – Um oferecimento do blog A Mil Por Hora a todos os seus leitores: o vídeo com a transmissão na íntegra da primeira etapa do Super  TC2000, que como era de se esperar, arrastou uma multidão no último domingo de Páscoa ao circuito urbano montado em Buenos Aires, nas proximidades do famoso bairro da Recoleta. No ano passado, o traçado era no Centro e os carros aceleravam ao largo do Obelisco e outros pontos turísticos.

Largaram 28 pilotos de um total de 30 inscritos e a vitória foi de Facundo Ardusso, com um Fiat Linea, seguido por Néstor Girolami (Peugeot) e Christian Ledesma (Honda).

Curtam o vídeo!

9 comentários

  1. Leo Pereira disse:

    SENSACIONAL!!!
    Esses motores V8 da TC2000 tem um som lindo. A Vicar deveria aprender com eles para melhorar a stock car.
    Uma correção sobre El circuito de Buenos Aires, Rodrigo…
    Se bem conheço a capital argenina, pelo que vi no video, mudaram o traçado neste ano para o bairro da Recoleta, usando a Av Figueroa Alcorta como reta principal. Não passam mais pelo Obelisco, na Av 9 de Julho, centro da la ciudad… *rs

  2. Leo Pereira disse:

    Em tempo…
    Parabens aos argentinos, que mesmo em meio a uma crise economica terrivel, conseguem organizar um belo campeonato de carros de corrida.
    E, outra coisa. Isso sim é uma pista de rua. Simples, larga e veloz pra cacete…
    No Brasil temos os arremedos, Ribeirao Preto e Salvador. Estamos mal….

  3. Renzo Ruschioni disse:

    No futebol a gente até encara os Argentinos de frente….
    No automobilismo???? 10 a 0 p/ eles……

  4. Fernando disse:

    O ponto crucial ai é o público…se uma categoria tem público significa que possui boa exposição/divulgação…consequentemente atrai patrocinadores e pilotos….por aqui, se vamgloriam da nossa Stock Cacá ter 17 equipes (34 carros), dizem que está crescendo “ainda mais”…mas não falam que muitas destas equipes não garantem participação na temporada toda…muitos pilotos ficam a pé no decorrer da temporada, muitas corridas terão um baixíssimo público, como foi a primeira aqui em Interlagos, os grandes patrocinios estão concentrados em 3 ou 4 equipes apenas, aquelas que possuem alguma exposição nas transmissões…enfim, um crescimento de mentirinha.
    Exemplo mesmo de categoria que preza por bom espetáculo e pelo público por aqui? Temos apenas uma: Formula Truck!!!!!

  5. Carlos Alvim disse:

    Fenómeno Rodrigp!
    Abs do Carlos Alvim

  6. Emílio disse:

    É vergonhoso, embora compreensível, ver a imprensa brasileira blindando certas categorias. O Super TC2000 é a segunda maior categoria de turismo da FIA, possui uma tecnologia enorme e é extremamente bem conceituada entre os entendidos. Eu tenho pena daqueles que elogiam e até mesmo defendem determinadas categorias brasileiras das quais nem mencionarei aqui pois todos aqui imagino que já sabem de quais se tratam. Vários pilotos brasileiros são tarados por esta categoria. Enfim, melhor eu não me prolongar mais.

    • Emílio disse:

      Ah, só para agregar, pois havia me esquecido de mencionar anteriormente: 780 mil pessoas, sendo que a vasta maioria assistiu de graça porque apenas alguns milhares de ingressos VIP e preferenciais foram colocados à venda; mais de R$ 160 milhões foram movimentados, o que só fica atrás dos R$ 260 milhões da F1 aqui na América do Sul. Outro detalhe é que em nenhuma etapa da V8 Supercars, a única categoria à altura pela FIA, se movimenta um valor desses.

  7. Walter Giacopuzzi disse:

    Rodrigo obrigado para o vídeo. No domingo, 21 de abril, a categoria corre em Rosário, espero que você também pode fazer o upload do vídeo da categoria que é o primeiro nível de tecnologia e espetáculo público na Argentina

    Uma coisa a acrescentar, a maior parte dos jornalistas argentinos, nunca se cansam de criticar a categoria, sendo que durante anos o único a inovar em termos de tecnologia. Faz-me muito feliz em saber que no país vizinho do Brasil, há um grande conceito em SuperTC2000

    Saudações de Buenos Aires, Walter Giacopuzzi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *