MENU

9 de abril de 2013 - 15:08V8 Supercars

Três vitórias dos Holden em Launceston

392412-fabian-coulthard

RIO DE JANEIRO - O modelo VF Commodore da Holden, subsidiária australiana da General Motors, continua invicto nas provas válidas pelo International V8 Supercars. Após os triunfos de Craig Lowndes e Shane Van Gisbergen na Clipsal 500, em Adelaide, as três baterias realizadas neste fim de semana em Launceston (Tasmânia), no circuito Symmons Plains Raceway, de apenas 2,4 km de extensão, tiveram vitórias de dois pilotos que representam a marca.

Na primeira bateria da Tasman Microsoft Office 365, o pole position e atual campeão Jamie Whincup, do Red Bull Racing Australia, liderou o pelotão de 28 carros e com menos de quatro voltas, o Safety Car já era acionado por um incidente onde Craig Lowndes, companheiro de equipe de Whincup, viu o pelotão pelo avesso. Whincup permaneceu em primeiro após a relargada e até o fim do primeiro segmento de 25 voltas, com vantagem pouco superior a 2 segundos em relação a Fabian Coulthard, que precisou administrar a pressão de Mark Winterbottom, com um Ford Falcon.

No segundo segmento, com largada lançada, a liderança de Whincup durou pouquíssimo: apenas duas voltas foram suficientes para Coulthard ultrapassá-lo e assumir a liderança até o fim da competição, com pouco mais de um segundo de vantagem para o piloto do carro #1 e menos de um segundo e meio à frente de Winterbottom.

Após um grande duelo com Garth Tander, Jason Bright levou a melhor e chegou em quarto, com o piloto da equipe HRT em quinto e Will Davison em sexto. Mais quatro Holden completaram o top 10 da terceira rodada, com o melhor Nissan, de Michael Caruso, num distantíssimo 16º lugar, seis posições acima do melhor Erebus Mercedes, guiado por Tim Slade.

A quarta prova do campeonato foi disputada em 42 voltas no domingo e teve Jason Bright largando da pole position. O piloto do Holden #8 da equipe de Brad Jones veio dos treinos do FIA WEC em Paul Ricard direto para o circuito Symmons Plains. E conquistou uma vitória categórica, seguido por Garth Tander, que de quarto foi para segundo e por Fabian Coulthard. Jamie Whincup acabou na 4ª posição.

Daquela vez, foi Will Davison quem terminou como o melhor piloto Ford na Tasmania Microsoft Office 365: 5º colocado, logo à frente de Mark Winterbottom. De novo um dos Nissan Altima chegou em décimo-sexto, desta vez com Todd Kelly. E o melhor Erebus foi o de Lee Holdsworth, que veio a seguir.

Na quinta corrida válida pelo campeonato, a pole foi enfim do Ford Falcon de Winterbottom, mas Fabian “Kiwi” Coulthard foi mais feliz e venceu a corrida – também disputada em 42 voltas. James Courtney, bastante discreto nas demais provas do fim de semana, chegou em terceiro e completou o pódio. Jason Bright, que teve uma ótima performance nas três corridas, chegou em 4º e Whincup foi o quinto.

Das marcas novas, o Erebus Mercedes de Lee Holdsworth foi quem terminou melhor colocado: 13º na terceira prova, enquanto o Altima mais bem colocado foi o de James Moffat, em décimo-quinto lugar. As primeiras corridas ainda têm sido bem difíceis para os construtores sem muita “rodagem” no certame.

Após cinco corridas cumpridas no campeonato, Jamie Whincup é o líder com 513 pontos somados, contra 450 de Will Davison, 398 de James Courtney (penalizado em 15 pontos), 397 de Craig Lowndes, 366 de Scott McLaughlin e 357 de Mark Winterbottom. Apesar das duas baterias ganhas em Launceston, Fabian Coulthard é o 7º colocado com 334 pontos.

A próxima rodada do International V8 Supercars será neste fim de semana: a ITM 400 em Auckland, na Nova Zelândia, em quatro baterias – duas no sábado e duas no domingo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>