MENU

21 de maio de 2013 - 16:15Fórmula 1, Vídeos

Vídeos históricos – GP de Mônaco (1996)

RIO DE JANEIRO – O GP de Mônaco de 1996 é inesquecível, para mim, por dois motivos. Primeiro, porque foi no dia 19 de maio, dia do meu 25º aniversário. Segundo, porque a corrida foi sensacional e com direito a um surpreendente vencedor: Olivier Panis.

É como o Flavinho Gomes escreveu à época para o Anuário AutoMotor: quem tivesse teoricamente apostado em Panis, 14º no grid, jogava uma espécie de tudo ou nada. Uma chance em cem que o francês da Ligier vencesse a disputa. E foi exatamente o que aconteceu.

A corrida começou com pista molhada e muita gente – Michael Schumacher inclusive – derrapou e bateu. O pelotão foi dizimando-se aos poucos não por batidas, mas por inesperadas quebras, como a do motor da Williams de Damon Hill e da suspensão da Benetton de Jean Alesi.

Escalando o pelotão como podia e não podia, Panis assumiu a liderança na 60ª volta, suportando a pressão de David Coulthard até a quadriculada. Naquele domingo de manhã, enquanto esperava o almoço, vibrei como nos velhos tempos de criança e nem me importei se Panis era francês. Mesmo que não fosse, foi a vitória do automobilismo com A maiúsculo. E o último triunfo da história da Ligier – que depois viraria Prost – na Fórmula 1.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=tKDmKJnDal8]

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=kVDAdi-ag4c]

Compartilhar

8 comentários

  1. Emerson Martins disse:

    Assisti essa corrida anteontem, coincidentemente. E que corrida! Apenas 4 conseguiram se salvar e terminar a corrida, acho que o record de GP com menor numero de pilotos a chegar ao final.

  2. Tenho alguns rastros de lembrança dessa corrida, apesar de só ter quatro anos e meio na época. Talvez uma das primeiras memórias da F1 que tenho.

  3. Eduardo Cid Rodrigues disse:

    Lembro que bateu um monte de carros na ultima volta (acabou no máximo de 2 horas), se tivesse mais uma , todos ficariam estacionados antes do tunel

  4. Mefistófeles disse:

    Teve um GP de Monaco no começo dos anos 80 onde só o vencedor recebeu a bandeirada da vitória, Riccardo Patrese que quase nem isso conseguiu, rodou na última volta e conseguiu fazer sua Brabham pegar no tranco. Andrea de Cesaris com Alfa-Romeo liderava, mas acabou a gasolina, Prost bateu a Renault e Patrese venceu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *