MENU

2 de junho de 2013 - 19:28Fórmula Indy

O fim de semana dos pequenos na Indy

RIO DE JANEIRO – É sempre assim: na Fórmula Indy, todo mundo só fala de Penske e Ganassi. Mas em sete corridas disputadas em 2013, nenhum carro das duas potências da categoria venceu. Surreal, mas verdadeiro: até Detroit, tínhamos três vitórias da Andretti (duas com James Hinchcliffe e outra com Ryan Hunter-Reay), uma da AJ Foyt com Takuma Sato e o recente triunfo da KV com Tony Kanaan na corrida mais importante do ano, as 500 Milhas de Indianápolis.

4012120130603001203

Neste fim de semana de rodada dupla, foi a vez de duas equipes do bloco dos times pequenos da Indy engrossarem o rol: a Dale Coyne Racing e a Schmidt-Hamilton HP Motorsports. Por cortesia de Mike Conway e Simon Pagenaud, respectivamente.

Não, caro leitor, você não leu errado: Mike Conway venceu uma corrida com um carro da Dale Coyne – por sinal, o mesmo que vinha com Bia Figueiredo ao comando até a Indy 500. O britânico foi dominante neste sábado e 3º hoje. Se tivesse vencido as duas provas, ganharia um bônus de US$ 50 mil de prêmio.

Só que ele esqueceu de combinar com Pagenaud, excelente piloto francês que já mostrou – e bem – sua classe nos protótipos e que deixou ótima impressão em sua estreia na Indy ano passado. Desta vez, ele não decepcionou e venceu sua primeira corrida na categoria, num domingo muito movimentado por acidentes – no maior deles, dez carros colidiram e Will Power, em dia de fúria, perdeu a linha e jogou as… luvas… em cima de Sébastien Bourdais, que teria provocado a confusão. Que meigo…

No fim das contas, as estratégias e o caminhão de amarelas nas primeiras 30 voltas definiram a vitória em favor de Pagenaud, a sexta de um piloto diferente em sete corridas no ano. Hélio Castroneves cruzou em 8º lugar, resultado que o deixa na liderança do campeonato. Tony Kanaan foi apenas o décimo-segundo.

Compartilhar

5 comentários

  1. RENATO CONTIN disse:

    Com referencia ao arremesso das luvas – No passado o ato de um cavalheiro bater com as luvas na cara do seu desafeto significava estar desafiando-o para um duelo, que poderia ser com armas brancas ou pistolas!

  2. Akio Kikuchi disse:

    PAra quem ja fez gestos obscenos para a direção de prova….ate que ele foi bem educado (se fosse alguem da NASCAR…)

  3. Fernando disse:

    Assisti a corrida revezando com a Sprint Cup (quase deu Montoya lá, hein…). Fora o festival de pancas, começando com o Allmendinger, foi uma boa corrida, apesar de terminar la atras por conta da estratégia de pit-stop, o Tony pilotou muito, sempre ganhando posições nas relargadas, embora nitidamente não tivesse carro para vencer. Quanto ao Pagenaud, é piloto para as grandes ficarem de olho…Outra pauta é o feito de Conway, que chegou, sem intimidade com o novo carro, igual a Bia, sem a devida preparação, igual a Bia, mas agarrou a oportunidade e mostrou seu valor, vencendo a primeira e chegando em terceiro na segunda, bem diferente da Bia em cinco corridas. É bom a Srta. Figueiredo rever sua perfórmence, pois é boa piloto sim porém desculpa de aleijado é muleta.

    • luiz alberto disse:

      Aaaaaaahhh!!!!!!!!!!!! Sr. Fernando,esta sendo muito duro com a Bia Rodapresa e esquecendo do R. Pé de Chinello o “Grande Acertador”,sacaneado melhor piloto do mundo por quase duas décadas na F1 que foi para a – Eu sou Indy- e também pelo visto foi sacaneado,pois não apresentou nenhum resultado digno de um piloto Quase campeão mundial por vários anos e agora chega este Inglesinho (será que de Casaco Vermelho?) e ganha uma e chega bem classificado na outra,sem ter experiência alguma na categoria,chegando até a causar vergonha em Pachecostorcedores do antigo numero dois da Squifiosa di Maranello.Quanto ao Simon ,era só uma questão de tempo pois ele pilotava carros muito mais sofisticados que estes de agora e sempre teve bons resultados.No passado os grandes pilotos eram bons em qualquer categoria,é só consultar os resultados de Fangio,Hauthorn,Hill,Surtees,Clark e outros para verem que ganhavam em várias categorias,não tinham a desculpa de se adaptarem a este ou aquele carro.
      Uma excelente semana a todos!!!!!

      • Fernando disse:

        Tem razao quanto ao Barrichello…indiferente da KV, acho que ele pensou que seria facil a Indy, botou fe naquela historia propagada pelo sr. Galvao Bueno, de que o simples fato de ser piloto de F1 faria com que ele fosse campeao com facilidade e sobras…como foi com Mansell, ora era outra epoca…e o Mansell era um piloto diferenciado, apesar de inferior a Senna e Piquet. Nao acho que Pagenaud faria feio na F1 se tiver um carro competitivo em maos, acho que seria melhor que muitos que estao por la. No caso sa Bia acho mais grave porque o cara pegou exatamente o carro dela…da mesma pequena Dale Coyne. Veja Simona, bota ela, Danica,Pipa e Catherinne juntas no bolso. Entao por isto acho que a srta. Fiigueiredo deveria repensar sua trajetoria e, talvez partir para novos ares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *