MENU

11 de agosto de 2013 - 23:05American Le Mans Series

Com pista molhada no início e amarela no fim, Muscle Milk vence mais uma na ALMS

LB1_3078_2-349x197RIO DE JANEIRO – A 6ª etapa da American Le Mans Series teve mais uma vitória da Muscle Milk Pickett Racing, graças a Klaus Graf e Lucas Luhr, como já é hábito. Até aí, nada de novo. Só que a corrida disputada neste domingo em Road America foi bastante atípica. Choveu horas antes da corrida e a disputa foi recheada de alternativas – inclusive um fato inédito: a liderança do Delta Wing DW12 em duas oportunidades, primeiro com Katherine Legge e depois com Andy Meyrick a bordo.

O estranho protótipo, além de pontear a corrida ocasionalmente, não quebrou pela primeira vez no ano. A dupla chegou num honroso 5º lugar geral – nada mal para um carro que fez uma parada a mais que a maioria dos adversários em condições normais. Legge ficou muito satisfeita porque o Delta Wing mostrou além de alguma resistência, velocidade em reta e consistência.

No fim das contas, a vitória de Graf e Luhr, quinta da dupla em seis corridas, jamais foi ameaçada. Nem mesmo pelo piso molhado e muito menos pela porrada do Porsche LMGTC de Jan Heylen/Mike Hedlund, que bateu a menos de 10 minutos do fim, decretando a última bandeira amarela do dia. A corrida acabou sob neutralização e o HPD vencedor cruzou com apenas 0″306 de vantagem para Tony Burgess/Chris McMurry, que se revezaram no Lola Mazda da Dyson Racing.

O brasileiro Bruno Junqueira fez um belo turno de pilotagem com o Oreca FLM09 Chevrolet da RSR Racing e, com as bandeiras amarelas, foi ajudado quanto ao consumo de combustível. Com uma parada a menos, ele e o parceiro Duncan Ende chegaram em 3º lugar na geral e venceram na classe LMPC, com Kyle Marcelli/Chris Cumming em segundo e Michael Guasch/David Cheng em terceiro.

Na LMP2, onde o HPD #02 de Ed Brown/Johannes Van Overbeek enfrentou uma incomum quebra de motor, a Level 5 Motorsports levou a melhor: vitória de Scott Tucker/Simon Pagenaud, que chegaram em 6º na geral, com Scott Sharp/Guy Cosmo e Marino Franchitti/Ricardo Gonzalez chegando a seguir.

viperwin-350x197O SRT Viper conquistou, enfim, sua primeira vitória na ALMS em 2013: Marc Goossens/Dominik Farnbacher terminaram em 14º na geral e faturaram o primeiro triunfo da “víbora” na série desde 2000, quando da última corrida daquele ano em Adelaide, na Austrália. A disputa foi repleta de alternativas na classe e os dois Corvette C6-R do time oficial acabaram em segundo e terceiro, respectivamente, com Jan Magnussen/Antonio Garcia levando a melhor sobre os atuais campeões da divisão, Oliver Gavin/Tommy Milner.

A briga também foi bastante boa na LMGTC, onde levou a melhor a Flying Lizard, graças a Nelson Canache Jr./Spencer Pumpelly. Cooper MacNeil/Jeroen Bleekemolen chegaram em segundo lugar, com Sean Edwards/Henrique Cisneros em terceiro. O ator Patrick Dempsey foi o quarto colocado na classe, ao lado do parceiro Andy Lally.

A próxima etapa, 7ª do campeonato, será o GP de Baltimore, no dia 31 de agosto – e no mesmo fim de semana do WEC em Interlagos.

3 comentários

  1. geraldo101 disse:

    O Delta Wing deixou excelente impressão hoje. Ao contrário dos DPs (que depois de ver os tempos de classificação nesse fds, me fizeram crer que uma equalização pode ser impossível), hoje ele me fez parecer ser possível uma equiparação com os LMP2 para o ano que vem.

  2. Alan Ruggero disse:

    Vi a primeira meia hora de prova. Esse Chris McMurry, da Dyson, é muito lento. Acho que tomava uns 3 segundos por volta do Lucas Luhr. Foi ultrapassado inclusive por um carro da LMP2 em uma pista como Road America, onde a potência do motor conta bastante.

  3. fabiogp5 disse:

    Para muitos o Delta pode até parecer estranho e feio.já para mim, gosto muito de vê- lo na pista justamente por ser algo diferente, uma aposta ousada do construtor acreditando que o novo poderá fazer a diferença mesmo que para isto leve tempo para acertá- lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *