MENU

1 de outubro de 2013 - 13:25United Sports Car Championship

Vem aí o novo Ford para a USCC

MediaHandler (3)

RIO DE JANEIRO – A Ford tem novidade para a temporada 2014 do novo campeonato United Sports Car Championship (USCC). Um novo carro, com novo motor, vai estrear em Daytona na próxima semana, inciando o desenvolvimento para o próximo ano, que tem como corrida de abertura as 24h de Daytona, em fins de janeiro.

A Mike Shank Racing receberá o Ford EcoBoost DP, uma das grandes novidades para a USCC. Com base num chassi Riley, os engenheiros Bernie Marcus e Garen Nicoghosian desenvolveram uma nova aerodinâmica para caracterizar o bólido como um protótipo Ford, desvinculando-o do Riley que a MSR usou até o fim do último campeonato, encerrado sábado passado.

Mas a principal mudança está no motor. A unidade V8 5 litros de aspiração normal será substituída por um propulsor EcoBoost V6 com injeção direta de combustível, deslocando 3,5 litros de capacidade cúbica, com o auxílio de um turbocompressor. A categoria DP (Daytona Prototypes) continua até 2016 com o mesmo regulamento técnico, onde os motores dos protótipos têm que ser derivados de blocos de produção em série.

A Mike Shank Racing se prepara também para um desafio e tanto: com o novo Ford EcoBoost, a escuderia fará uma tentativa de superar o recorde de velocidade média do Daytona International Speedway. O protótipo do time vai andar com Colin Braun a bordo no traçado oval de 2,5 milhas de extensão e tentar bater os 210.364 mph (338,481 km/h) que Bill Elliott, lenda da Nascar, alcançou a bordo de um Stock Car em 9 de fevereiro de 1987.

Será que conseguirão?

Foto: com base num chassi Riley, a Ford terá um novo carro e um novo motor no USCC em 2014 (divulgação/Ford Racing)

Compartilhar

9 comentários

  1. Fernando Lima disse:

    Sempre bom quando um montadora resolve investir no endurance…se o projeto se mostrar viitorioso nas pistas (eu acho que vai), as outras da categoria DP (Chevrolet e BMW) provavelmente farão o mesmo.
    E quem sabe, futuramente a Ford não resolva desenvolver um protótipo para o WEC…afinal tem história em Le Mans, apesar de curta mas, teve seu momento de domínio com o lendário GT 40.

  2. Jarno Saratt disse:

    Mas fica a pergunta, quais serão as especificações técnicas (motor, aerodinâmica), que os DPs terão que fazer para que possa andar de igual pra igual aos LMP2?

  3. Filipe disse:

    Como são feios os DPs.

  4. Nino Rainier disse:

    Acho e espero que batam o recorde sim. Muito interessante o novo carro. Toda sorte para a Ford nessa empreitada no Endurance começando com passos “pequenos” pra quem sabe ir voltando.

  5. Juanh disse:

    Bello nuevo coche, me gusta que mantenga la configuración coupé.
    Ahora, ¿cómo equipararán sus prestaciones con los LMP2?
    Tengo mis dudas, creo que los SP spider los vencerán (ojalá me equivoque!)….
    Abrazos!

  6. Rafael disse:

    Juanh, os LMP2 são mais rápidos que os DP realmente.

    Entretanto, como os LMP2 terão que utilizar pneus Continental e nesta categoria não há um grande envolvimento dos fabricantes, acredito que vão fazer algo para no mínimo equilibrar a performance dos carros.

    • rmb37 disse:

      Eu não sabia ainda, confesso, que os LMP2 terão que usar os Continental. Sabe-se, todavia, que em Sarthe dificilmente os times estadunidenses dessa classe terão alguma chance se usarem os compostos dessa marca, que são derivados dos Hoosier.

      • Rafael disse:

        Pois é Rodrigo, achei meio esquisito isso ai também… Vamos esperar os primeiros testes dos LMP2 com os Continental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *