MENU

26 de novembro de 2013 - 15:55Túnel do Tempo

Direto do túnel do tempo (145)

1470290_10200495452668703_337855125_nRIO DE JANEIRO – Dois monstros das pistas numa foto que une o então campeão mundial de Fórmula 1 Emerson Fittipaldi com um dos maiores mitos do automobilismo: o lendário Porsche 917/10, cuja potência chegou a ser aferida em 1.100 HP nos tempos da Série Can-Am.

Aqui, o brasileiro guia o carro #1 do time de Willy Kauhsen (WKRT) – patrocinado pelas salsichas Redlefsen –  numa prova da Intersérie no circuito de Nürburgring, em 1974. Emerson fez a pole position com o Porsche, no tempo de 7’34″3 mas na corrida acabou em 6º lugar. O vencedor, após oito voltas, foi Helmut Kelleners, num McLaren M20 Chevrolet da Felder Racing. Herbert Müller, que conquistaria o título ao fim daquele campeonato, foi o segundo a bordo do Porsche 917/30 do Martini International Racing Team e a terceira posição foi de Reinhold Joest, num Porsche 908/03.

Na época, o manager do brasileiro era o jornalista português Domingos Piedade, que militou muito tempo na Alemanha e tinha enorme conhecimento com as equipes do país, de forma que não foi difícil convencer Willy Kauhsen a ceder um carro para Fittipaldi competir.

Há 39 anos, direto do túnel do tempo.

 

Compartilhar

11 comentários

  1. Elisio disse:

    Imagina pegar este carro, reconhecidamente um dos de mais difícil condução da história do automobilismo e fazer a pole no circuito de 22Km de Nürburgring, o mais desafiador que existe, até hoje. Quando Emerson corria havia uma corrente de opinião de que ele ele tinha regularidade e sorte, mas não era um piloto rápido e audaz; Que isto era um erro está mais que provado há muito tempo e esta sua lembrança vem reforçar isto para mim. eu tinha conhecimento dessa corrida, mas não dos detalhes. Um monstro sem dúvida; e rápido e audaz

  2. Zé Maria disse:

    O Wilsinho também andou num destes, era amarelo e cheguei a ver uma foto do mesmo sendo abastecido em um posto de gasolina. . .

    • rmb37 disse:

      Acho que o Wilsinho correu com o 917 fechado. O aberto esteve aqui no Brasil na Copa Brasil de 1972, em Interlagos e, se não me engano, quem andaram com o 917/10 igual ao da foto foram Willy Kauhsen e Franz Pesch.

      • Zé Maria disse:

        Rodrigo, seguinte: no fechado ele andou na Copa Brasil em 1972. . . Acho que foi nele que o Emerson literalmente “apagou” a Dona Juze em uma volta em Interlagos. . .depois ficaram com o carro, chegando a dar uns rolés pela Av. Cidade Jardim no mesmo. . .outros tempos.
        O Tigrão de fato também andou de 917/10 na Europa, era amarelo o Panzer, só não lembro agora se antes ou depois que o irmão. . .
        Abs.
        Zé Maria

      • Zé Maria disse:

        (Continuando. . ,)
        Inclusive ele comentou em tom de brincadeira que no dia da prova em Nurburgring (ou Hockhenheim), a Suzy abriu as cortinas do quarto pela manhã e disse que estava chovendo. . . daí que bateu a maior saudade de estar em casa no Wilson. . .

  3. Elisio disse:

    O Wilsinho correu com um desses Porsche na Europa, um amarelo com patrocínio da Bosch.

    • rmb37 disse:

      Provavelmente só testou o carro mesmo, Elísio, porque esse carro com patrocínio Bosch esteve aqui na Copa Brasil com o Willy Kauhsen. Acho que o teste do Wilsinho foi em Hockenheim.

  4. Elisio disse:

    Obs: Pode ter apenas testado, porque na foto que tenho o carro não tem número. Esta aí uma boa pesquisa para você, um especialista nisso

  5. egidio manoel disse:

    bom dia a todos. vai ai as fontes. 4rodas, novembro de 73. wilsinho correu sim em hockenhein com o 917/10, a materia da revista diz que foi em 30 de setembro daquele ano. ja na copa brasil ele correu com o 917 coupe, não achei a revista, mas tenho certezaque a 4rodas fez simuma materia sobre o evento.
    sobre os patrocinadores do wilsinho, eram bosch, uniroyal, shell e heuer. tava bem ele.
    a materia da revista diz que o carro chegava 1200 cv, mas o site 917ar, muito bem feito por um hermano nosso que teve o privilegio de ver os 917 em ação em 70 e 71, quem chegou a esta marca foi o 917/30 na can am. dizem as lendas que mar donohue teria feita varias voltas em tladega a mais de 400 km/h, mas nunca consegui uma informação confiavel a respeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *