GP de Macau: Lynn confirma e Derani acaba no pódio

G

4241420131117125215

RIO DE JANEIRO – Vencedor da corrida classificatória na véspera, o britânico Alex Lynn, da Prema – com as cores e os auspícios da Theodore Racing, de volta ao Circuito da Guia – venceu neste domingo a 60ª edição do Grande Prêmio de Macau, derrotando o português Antônio Félix da Costa, que defendia o seu título.

Logo na primeira volta, quatro carros ficaram fora da disputa, em incidentes isolados. O vice-campeão europeu de Fórmula 3 Felix Rosenqvist saiu do caminho logo após a largada e, mais adiante, na altura da Curva do Mandarim, houve uma colisão entre Lucas Auer, John Bryant-Meisner e Sean Gelael, que mandou o Safety Car para a pista.

Lynn relargou na frente com Félix da Costa em segundo e Raffaele Marciello em terceiro lugar. O brasileiro Pipo Derani manteve a quarta posição após largar em 5º no grid até a décima volta, quando Marciello, campeão europeu, sucumbiu ante as armadilhas do circuito de rua, bateu e ficou de fora, ofertando o pódio ao piloto da Fortec Motorsport.

Alex Lynn cruzou a linha de chegada após 15 voltas com 1″173 de vantagem para Félix da Costa, enquanto Derani fechou a disputa a quase sete segundos do vencedor. Alexander Sims foi o quarto colocado, com Jordan King, autor da melhor volta da prova, em quinto e Jazeman Jaafar fechando a conta dos seis primeiros.

Resultado final:

1 – Alex Lynn (Dallara-Mercedes) – Prema – 15 voltas em 37’37″975
2 – Antonio Felix Da Costa (Dallara-Volkswagen) – Carlin – 1″173
3 – Luis Derani (Dallara-Mercedes) – Fortec – 6″795
4 – Alexander Sims (Dallara-Nissan) – T Sport – 8″203
5 – Jordan King (Dallara-Volkswagen) – Carlin – 9″573
6 – Jazeman Jaafar (Dallara-Volkswagen) – Carlin – 15″547
7 – Carlos Sainz (Dallara-Volkswagen) – Carlin – 16″976
8 – Tom Blomqvist (Dallara-Mercedes) – Fortec – 26″160
9 – Nicholas Latifi (Dallara-Volkswagen) – Carlin – 29″288
10 – Esteban Ocon (Dallara-Mercedes) – Prema – 30″914

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames