Kawasaki é tricampeã do Bol d’Or de Magny-Cours

K

14054019633_afecc9062e_o

RIO DE JANEIRO – Começou neste fim de semana o FIM World Endurance Championship, o Campeonato Mundial de Endurance de Motociclismo. A primeira das cinco provas do calendário foi o tradicional Bol d’Or, que durante mais de 20 anos foi em Paul Ricard e transferiu-se para Magny-Cours desde 2000.

A equipe SRC Kawasaki conquistou o tricampeonato da clássica prova francesa, com a ZX-10R Ninja número #11, guiada por Nicolas Salchaud, Grégory Leblanc e Matthieu Lagrive. Este último sofreu um violento acidente durante os treinos, fraturou uma vértebra e, mesmo lesionado, contribuiu para a grande vitória na abertura do Mundial.

O começo não foi dos melhores: um novo acidente, em decorrência da pista muito molhada, deixou a dupla fora dos 20 primeiros na classificação. Lagrive, mesmo com a lesão, fez um excelente trabalho e a trinca não só venceu, como abriu cinco voltas de vantagem sobre a Yamaha da equipe GMT94 conduzida por David Checa/Kenny Foray/Mathieu Gines.

Com três marcas diferentes nas três primeiras posições no pódio, a Suzuki festejou o 3º lugar de Baptiste Guittet/Etienne Masson/Gregg Black, que chegaram a onze voltas dos vencedores com uma moto dentro do regulamento Superstock. Já o trio pole position com a Honda CBR1000RR oficial de fábrica guiada por Sébastien Gimbert/Freddy Foray/Julien da Costa acabou apenas em 29º lugar, com 691 voltas completadas.

Entre as equipes, a SRC Kawasaki começa na frente neste Mundial de Endurance com 55 pontos, cinco à frente da Yamaha Racing GMT94 e dezoito a mais que o Team Bollinger-Switzerland. A próxima etapa será as 8 Horas de Suzuka, no dia 27 de julho.

O resultado final do Bol d’Or:

1. SRC Kawasaki (Gregory Leblanc/Mathieu Lagrive/Nicolas Salchaud), Kawasaki ZX-10R, Superbike, 743 voltas, 24:01:16.395

2. Yamaha Racing GMT 94 Michelin (David Checa/Kenny Foray/Mathieu Gines), Yamaha YZF-R1, Superbike, 738 voltas

3. Junior Team LMS Suzuki (Baptiste Guittet/Etienne Masson/Gregg Black), Suzuki GSX-R1000, Superstock, 732 voltas

4. Team Bolliger Switzerland 8 (Horst Saiger/Roman Stamm/Daniel Sutter), Kawasaki ZX-10R, Superbike, 731 voltas

5. Team Motors Events April Moto (Gregory Fastre/Michael Savary/Jimmy Storrar), Suzuki GSX-R1000, Superbike, 730 voltas

6. National Motos (Arturo Tizon/Olivier Four/Gregory Junod), Honda CBR1000RR, Superbike, 725 voltas

7. Team R2CL (Gareth Jones/Guy Martin/Gwen Giabbani), Suzuki GSX-R1000, Superbike, 722 voltas

8. Yamaha Viltais Experience (Loic Bardet/Cyril Carrillo/Johan Nigon), Yamaha YZF-R1, Superstock, 714 voltas

9. METISS JLC MOTO (Holub/Ayer/Cheron), METISS 1000, Open, 709 voltas

10. AM Moto Racing Competition (Anthony Loiseau/Romain Maitre/Dylan Buisson), Suzuki GSX-R1000, Superstock, 703 voltas

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames