MENU

5 de julho de 2014 - 12:50Túnel do Tempo

Direto do túnel do tempo (201)

1010886_605279429492422_966176301_n

 

RIO DE JANEIRO – Autódromo de Tarumã. O ano é 1973 e o dia é 19 de maio. No Opala #68, um dos pioneiros dos carros da Chevrolet, o paranaense Dado Andrade e atrás, o inconfundível Fusca de Lino Reginatto. Dado inscreveu-se para a primeira prova da Divisão 3 (também chamada na época de Campeonato Brasileiro de Viaturas Turismo) em dupla com Pedro Carneiro Pereira – que morreria poucos meses depois. Na prova, que contou com um total de 35 carros inscritos, Dado venceu a primeira bateria entre os inscritos da Classe C, mas na segunda, seu Opala não resistiu mais do que cinco voltas na pista.

A vitória, aliás, entre os carros de maior cilindrada, foi de Roberto Alves – de forma surpreendente, pois ele não figurava nem de longe entre os favoritos. Na Classe A, dos “Fucas”, vitória de Fausto Dabbur na geral e segunda posição justamente para Lino Reginatto. Até a Classe B estava representada com dois Opalas de 2,5 litros e dois “Fenemês”. Um deles venceu, com Fernando Rangel.

A foto foi devidamente “roubartilhada” do Facebook do amigo Jovino Benevenuto Coelho.

Há 41 anos, direto do túnel do tempo.

2 comentários

  1. Alvaro Ferreira disse:

    Beleza de Opalão!!!

  2. Carlos Eduardo CIA disse:

    O problema que houve com minha barata na Segunda Bateria foi que o Pedro engatou sem querer(óbvio) uma Primeira em vez de Terceira para fazer o Tala.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *