MENU

18 de agosto de 2014 - 19:30Túnel do Tempo

Direto do túnel do tempo (208)

image221

RIO DE JANEIRO – A máquina da foto acima é o que podemos chamar de “cadeira elétrica”. Para quem não conhece, aí está o BRM P207, último carro da British Racing Motors, equipe que competiu na F1 entre 1951 e 1977.

“Inspirado” na Ferrari 312T, o projeto de Mike Pilbeam e Len Terry tinha monocoque em alumínio, motor BRM V12 e caixa de câmbio desenvolvida pelo próprio fabricante. Marcaria o regresso da equipe após praticamente um ano fora das pistas, mas o P207 foi um retumbante fracasso, apesar do patrocínio dos relógios Rotary. Tanto que Louis Stanley, o proprietário do time, mandou trazer o P201B, com três anos de uso, para a disputa do GP da África do Sul, após o péssimo desempenho em Interlagos, no GP do Brasil.

Larry Perkins, o piloto que disputaria todo o campeonato, caiu fora após o GP dos EUA-Oeste, em Long Beach. No circuito de Jarama, a BRM mudou de número. Passou do #14 para o #35 e trouxe o sueco Conny Andersson (aqui fotografado em Dijon-Prenois), campeão europeu de F3. Não deu certo. No GP da Inglaterra, Guy Edwards teve sua única – e terrível – experiência com o P207 e depois Teddy Pilette não se classificou para as corridas da Alemanha e da Áustria. Antes do GP da Holanda, a BRM fechou definitivamente suas portas, pondo fim a uma trajetória de 197 GPs disputados com 19 vitórias, 11 pole positions, 15 melhores voltas, 61 pódios, 433 pontos somados e o título do Mundial de Construtores em 1962.

Um fim inglório para quem, quatro anos antes, é bom lembrar, ainda era a principal equipe da Marlboro na Fórmula 1.

Há 37 anos, direto do túnel do tempo.

Aliás, o blog lança um desafio aos leitores: até o próximo dia 25, votem em 10 carros e escolham as maiores “cadeiras elétricas” da história da F1. Fiquem à vontade. Votem na área de comentários deste post e o resultado virá dia 26. Para não influenciar nas escolhas ou evitar respostas copiadas, os comentários serão moderados. Mãos à obra!

Compartilhar

33 comentários

  1. Speeder_76 disse:

    Foi um triste fim, de facto, para uma equipa que andou por ali desde a primeira temporada da Formula 1, e que três anos antes, conseguia pódios. De facto, a “maluquice” de colocar três e cinco carros nas temporadas de 1972 e 1973 revelou-se um desastre de enormes consequências…

    Quanto a cadeiras elétricas, eis a minha pequena lista:

    – Alfa Romeo 185 (1985)
    – Ferrari F92A (1992)
    – Ligier JS21 (1983)
    – Copersucar F6 (1979)
    – Ferrari 312 B3 (1973)
    – Brabham BT55 “Skate” (1986)
    – Lotus 63 (1969)
    – Lotus 76 (1974)
    – Lotus 102 (1990-92)
    – Arrows A2 (1979)

  2. Mário Salustiano disse:

    Rodrigo

    seguem meus escolhidos:

    1.Copersucar F6 (1979)
    2.Ferrari 312 B3 F12 (1973)
    3.March 761 B (1977)
    4. Lotus 76 (1974)
    5. Ferrari 312 T5 (1980)
    6.Theodore TY 02 (1982)
    7.Osella FA1 G (1986)
    8.Eurobrun ER 188 (1988)
    9.Onyx ORE2 (1990)
    10.Fondmetal GR 02 (1992)

  3. Caíque Pereira disse:

    Cadeiras Elétricas que me lembro:

    1 – Life, a pior de todas.
    2 – Lola do Ricardo Rosset.
    3 – AGS do Pascal Fabre.
    4 – Maki-Ford.
    5 – Amon AF 101.
    6- Trojan.
    7 – Connew-Ford.
    8- Cosworth
    9 – Hispania
    10 – Ensign N 173 (do Rick Von Opel)

  4. Gildo Pires disse:

    Life L190…. lembra dessa porcaria??? kkkkk

  5. Alvaro Ferreira disse:

    Taí uma disputa acirrada! Lá vai, por ordem crescente de ano, porque de qualidade fica difícil. E dava para citar bem mais do que dez…
    1972 – Tecno PA 123
    1974 – Amon AF101
    1979 – Copersucar-Fittipaldi F6
    1983 – Spirit 201 Honda
    1983 (safra boa!) – Osella FA1E Alfa
    1988 – Lotus 100 T Honda
    1990 – Life F190 W12 – talvez o pior de todos os tempos
    1990 (outro ano bom) – Coloni C3B Subaru
    1992 – Andrea Moda C4B
    2011 – HRT F111 Cosworth

  6. Robertom disse:

    Vi esta barata em Interlagos, estava na dúvida se foi em 76 ou 77 e V. clareou minha mente.
    Apesar de ser V12 tinha um ronco “doente”, meio chocho, muito diferente dos 12 cilindros da Ferrari, Matra e Alfa-Romeo.
    Envio a lista depois, não é fácil lembrar dos piores…

  7. Caíque Pereira disse:

    Mais 4 :
    1 – Coloni Subaru.
    2 – Maserati TECMEC do Fritz D’Orey.
    3 – Merzario A1.
    4 – Kauhsen.

  8. Túlio Marcos disse:

    Lá vai.
    1-Coopersucar( 1979)
    2-Ferrari(1980)
    3-Ferrari(1992)
    4-Andrea Moda(1992)
    5-Life(1990)
    6-AGS(1987)
    7-Coloni-Subaru(1990)
    8-Arrows/Porsche(1991)
    9-HRT(2010)
    10-Lola(1997)

  9. Paulo Tohmé disse:

    Kaushen

  10. Roberto Martinez disse:

    Creio que o Tecno de 72, o March 761 usado em 77 pelo Alex…e mais recentemente, a Hispania….

  11. L.A.Pandini disse:

    Life, disparado a maior cadeira elétrica da história da F1. Abraços!

  12. Gustavo Lucena disse:

    Acho que daria pra dividir em 2 categorias:

    1 delas com as tranqueiras das equipes pequenas e outra envolvendo apenas as equipes grandes.

    10 cadeiras elétricas das equipes pequenas:
    1-Life 190 (1990)
    2-Footwork-Arrows FA11-Porsche (1991)
    3-Todos os carros da HRT (2010-2012)
    4-Todos os carros da Coloni (1987-1991)
    5-Todos os carros da Eurobrun (1988-1990)
    6-Todos os carros da Virgin (2010-2011)
    7-Andrea Moda S921 (1992)
    8-Prost AP3-Peugeot (2000)
    9-Prost AP1-Peugeot (1998)
    10-Fittipaldi F6-Ford (1979)

    10 cadeiras elétricas das equipes grandes:
    1-Lotus 100T-Honda (1988)
    2-Lotus 109-Mugen (1994)
    3-Brabham BT60-Judd (1992)
    4-Ligier JS 31-Judd (1988)
    5-Tyrrell 021-Yamaha (1993)
    6-Williams FW-33-Cosworth (2011)
    7-BRM P207-V12 (1977)
    8-Ferrari 312T5 (1980)
    9-Ferrari F92A (1992)
    10-McLaren M30-Ford (1980)

  13. Verde disse:

    Cadeira elétrica, para mim, é aquele carro merda que é construído em uma equipe com boas condições. Bater em Life ou Eurobrun é covardia.

    – Ferrari 312B (1972/1973)
    – Brabham BT48 (1979)
    – Ferrari 312T5 (1980)
    – Alfa Romeo 185T (1985)
    – Lotus 100T (1988)
    – Ferrari F92A (1992)
    – McLaren MP4/10 (1995)
    – Benetton B201 (2001)
    – Jaguar R3 (2002)
    – Toyota TF104 (2004)

  14. Ricardo Andrade disse:

    Andrea Moda
    Life
    Sintek
    Coloni Subaru
    Eurobrum
    Hispania
    Pacific
    Merzario
    Lola Mastercard (nem correu coitada…)
    Modena Lamborguini

  15. antonio disse:

    Cadeira elétrica é feita para matar, assim não poderia deixar de votar na Williams de 1994 que por força de mudança de regulamento ficou inguiável e acabou matando o Ayrton Senna no fatídico GP de Ímola. Era a combinação de um carro rápido e inguiável mais o suposto problema da solda mal feita da direção. Uma perfeita cadeira elétrica, mortal como se viu afinal de contas.

  16. sinval disse:

    Matra V12 1969
    Lotus JPS 1972/73
    Lotus JPS 1978
    Copersucar F6A
    Copersucar FD 01
    Renault Elf anos fim de 70 inicio anos 80
    Sintex 1994
    Eurobrun anos 90
    Spyker
    BRM

  17. Fabio disse:

    A Andrea Moda do Moreno. Abç

  18. Robertom disse:

    No começo, lembrar de 10 carros parecia impossível, depois de pensar, lembrar e pesquisar, limitar-se a nomear apenas 10 cadeiras elétricas tornou difícil a tarefa de excluir alguns.
    Lotus 56 Turbine
    Connew Ford PC1
    Eifelland Ford 21
    Tecno PA123
    Maki Ford F101
    Spirit Honda 201
    Coloni Subaru C3B
    Andrea Moda Judd S921
    HRT Cosworth F112
    McLaren Mercedes MP4-28

  19. Gustavo Lucena disse:

    Outros nomes que poderiam figurar na lista:
    -Jordan 192-Yamaha (1992)
    -Ligier JS33-Ford (1990)
    -Ligier JS32-Lamborghini (1991)
    -Lamborghini 911 (1991)
    -AGS JH26 (1991)
    -Zakspeed 891-Yamaha (1989)

  20. Forti Corse 95
    Minardi 2000
    Pacific 94 ou 95, não me lembro
    Lola 97
    Andrea Moda/Roberto Pupo Moreno 91/92 ou 93 (Não lembro quando foi, lembro que o senna era vivo e o Galvão falando que o carro do Pupo Moreno era horrível)
    Super Aguri 2008
    Leyton House 91
    Footwork 96
    Simtek 94
    Toytota 2003 (tinha investimento do tamanho da Ferrari, mas ficava no fundo do pelotão. Forcei a barra, ok, mas conto com a sua compreensão)

  21. Toninho F1 disse:

    1 – Andrea Moda, 2 – AGS, 3 – Sintek, 4 – Coloni, 5 – Eifelland, 6 – Amon, 7 – Hesket, 8 – Osella, 9 – Brabham (Anos 90) e 10 – Lotus (Anos (90).

  22. Marcelo Saldanha da Silva disse:

    A Life, só não me lembro do modelo assim como o da Simtek. A Ferrari 126C2, o Ensign N180, a Alfa Romeo 179, a Osella FA1D, o Lotus 79, o Shadow DN3. A Eurobrun
    Andrea Moda e a Forti Corsi também podem entrar nessa categoria.

    A propósito deixei um recardo na sua página do facebook e repito aqui. Pq vc não faz um post dos 40 anos do bi-campeonato do Emerson como vc fez do bi do grande Nelsão.

    Abraços

  23. Rianov disse:

    Vamos lá:

    1- Life, sem sombra de dúvidas
    2- Andrea Moda pela bagunça que era a equipe
    3- Coloni na época dos Subaru
    4- EuroBrun
    As outras seis são sem muita ordem:
    Osella
    Larrousse
    Dallara
    Onyx
    Lambo
    Rial

    Abs!

  24. Rodrigo Gini disse:

    Vamos lá…

    1 – Life
    2 – Coloni Subaru
    3 – Merzario
    4 – Andrea Moda
    5 – Eiffeland
    6 – BMS Dallara (GP do Brasil’88 – o carro não ficou pronto e eles alinharam com chassis de F-3000, que eram péssimos)
    7 – Renault RE01 1976/77 (bule de chá)
    8 – Pacific
    9 – Forti Corse
    10 – Rebaque HR

  25. Arthur Fráguas Gonçalves disse:

    Meu voto vai para o “excelente” Hispania F111. Porque sair fumando dos boxes (GP da Malásia de 2011, pra quem não se lembra) não é pra qualquer carro de qualquer equipe.

    • Arthur Fráguas Gonçalves disse:

      Seguindo a lista. Eis os outro nove:

      02. Pacific PR01 (1994)
      03. Simtek S941(1994)
      04. AGS JH22 (1987)
      05. Lola T93/30(1993
      06. Forti FG01 (1995
      07. Zakspeed 861 (1986)
      08. Coloni FC188 (1988)
      09. EuroBrun ER189 (1989)
      10. Virgin VR-01 (2010)

  26. Vamos lá. Da pior para a “melhor”:

    1- Life
    2- MasterCard / Lola
    3- Andrea Moda
    4- Coloni / Subaru
    5- Eurobrum
    6- AGS
    7- Hispania
    8- Osella
    9- BRM
    10- Zakspeed (na F-1 era uma bomba!).

    Abraço, xará!!

  27. Carlos Martins disse:

    Vamos às 10 Cadeiras eletricas da F1:

    10-Auto Union C Type V16 1938 (na reta, um canhão, em curva, CONFUSÃO)
    9- Ferrari 126 C2 1982 (Villeneuve morreu nele e Pironi perdeu o título e quase a vida nele)
    8-AGS JH 23B- 1989 (Pro Streiff, a vida mudou completamente com esse carro)
    7-Williams/Wolf FW05 – Frentezinha feia hein…
    6- Simtek S941 (Como “saporra” passou num crash-test??????)
    5-Mastercard Lola T97/30 (Melbourne-97, só 15s atras do pole.Preciso falar mais algo????)
    4-Forti Corse FG-01 (Se n fosse o Diniz e seus patrocínios gordos como o carro e Moreno, com seus milagres, o carro não ajudava )
    3- Merzario A4- (Ô carrinho feio…E o piloto, folclórico que só com seu chapéu de cowboy)
    2- Andrea Moda S921 (Na Espanha, em 92, Perry McCarthy roda só DEZOITO METROS com o carro…)
    1- Life L190- Uma temporada, 10 voltas, e quando completou, era uma média de ABSURDOS 30 segundos mais lento (GP3 de hj é mais rápido que ele quase)…
    Digão, abraço, bom finds e que seu Flu vença nessa rodada!

  28. Elmo disse:

    Hispania, Andrea Moda, Forti Corsi, Super Aguri (no seu primeiro ano), aquela Lola do Ricardo Rosseti, a Scuderia Italia de 1993, Pacific e Symtek de 1994.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *