MENU

24 de agosto de 2014 - 11:25Blancpain GT World Challenge Europe

Primeira vitória da BMW Z4 no Blancpain Sprint Series

BRD_9945-728x486

RIO DE JANEIRO – Finalmente o modelo Z4 da BMW venceu no Blancpain Sprint Series. O carro #76 do Team Schubert conduzido por Thomas Jäger/Dominik Baumann levou a melhor na corrida principal da quarta rodada do campeonato, disputada neste domingo no circuito Slovakia Ring. Após 60 minutos e 29 voltas, a dupla (que largou da 19ª posição, é bom lembrar) venceu com 1″557 de vantagem para Cacá Bueno/Sergio Jimenez, que conquistaram o melhor resultado deles no campeonato.

A corrida começou complicada e com duas ausências: acidentados na véspera, o #88 de Tomas Enge/Stefan Rosina e o #90 de Filip Salaquarda/Andrea Montermini não participaram e logo após a largada, cinco carros colidiram, entre eles a BMW de Matheus Stumpf/Valdeno Brito, que tinha saído de um excelente 4º posto no grid. No imbróglio, também estavam Hari Proczyk/Jeroen Bleekemolen, cuja parceria está na luta pelo título.

Cesar Ramos tentou conservar a pole position após a largada, retardando ao máximo a freada da primeira curva. O máximo que o piloto do Audi #1 conseguiu foi perder o rumo e ser superado por grande parte do pelotão, ofertando a liderança a Nico Verdonck, que liderou com autoridade mesmo com um furo lento de pneu em sua Mercedes. O holandês comandou a prova em seu início seguido por Cacá Bueno, Miguel Toril e Lucas Wolf.

A saída de pista comprometeu o desempenho de Ramos/Vanthoor: os dutos do radiador foram danificados no incidente e isso provocou um pit stop não programado, o que deixou a dupla belgo-brasileira em 11º lugar ao fim da disputa.

Quando os boxes foram abertos, Verdonck trocou com Maximilian Götz, líder isolado do campeonato. O alemão quase foi ao pódio, mas acabou em quarto, ultrapassado pelo compatriota René Rast na última volta. Bueno deu vez a Jimenez, mas o brasileiro se viu às voltas com problemas com a bomba de combustível e Dominik Baumann, que tem a mão da pista – pois vencera no ADAC GT Masters a última prova disputada lá mesmo na Eslováquia, fez a ultrapassagem que garantiu a ele e a Thomas Jäger importantes 25 pontos no campeonato e a primeira vitória dos bávaros no BSS.

Após quatro rodadas, o campeonato está assim:

1. Maximilian Götz – 85 pontos
2. Maximlian Bühk – 69
3. Hari Proczyk/Jeroen Bleekemolen – 67
4. Enzo Ide/René Rast e Cacá Bueno/Sergio Jimenez – 51
6. Thomas Jäger/Dominik Baumann – 45
7. Cesar Ramos/Laurens Vanthoor – 36
8. Vincent Abril/Mateusz Lisovski – 28
9. Stéphane Ortelli/Grégory Gulivert e Sergei Afanasiev/Stef Dusseldorp – 21
11. Robert Renauer/Jaap Van Lagen e Nico Verdonck – 16
13. Matheus Stumpf – 14
14. Alex Zanardi, Valdeno Brito e Lucas Wolf/Luca Stolz – 10
17. Niki Mayr-Melnhof/Markus Winkelhock, Stefan Landmann/Sascha Halek e Marc Basseng/Alessandro Latif – 8
20. Filip Salaquarda/Andrea Montermini e Stefan Rosina/Peter Kox – 7
22. Fabio Onidi/Giorgio Pantano, Chris Van der Drift/Stan Pentus e Nelsinho Piquet – 4
25. Stefano Colombo/David Fumanelli – 3
26. Miguel Toril/Armaan Ebrahim – 1

2 comentários

  1. Fernando Lima disse:

    Talvez na próxima, daqui há algumas semanas…a primeira vitória da equipe brasileira…

  2. Alvaro Ferreira disse:

    Achei que o Sérgio Jimenez deu uma errada na ultrapassagem que tomou na penúltima volta. O Cacá Bueno na entrevista para o John Watson foi diplomático, mas a cara que ele fez quando ainda estava no box foi de quem ficou muito p… da vida com o parceiro…
    De qualquer forma, bom resultado numa pista que não era das melhores para as BMW.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *