MENU

15 de setembro de 2014 - 15:55Nascar, V8 Supercars

A volta de Ambrose e a estreia da Penske na V8 Supercars

bilde

Voltando para casa: após 10 anos, o Diabo da Tasmânia regressa para o V8 Supercars. E pela Penske!

RIO DE JANEIRO - Durante o fim de semana da Sandown 500, primeira das três corridas da chamada Tríplice Coroa do International V8 Supercars, a categoria foi sacudida por duas notícias: a primeira é a adesão do Team Penske ao campeonato de turismo, graças a uma joint-venture com a Dick Johnson Racing (DJR), que corre com o modelo Ford Falcon. E a segunda é a volta do bicampeão de 2003/2004 Marcos Ambrose à categoria, após uma passagem relativamente bem-sucedida pela Nascar.

Aos 38 anos, o “Diabo da Tasmânia” deixa o campeonato estadunidense com um cartel de sete vitórias conquistadas na Nationwide Series e Sprint Cup, sem contar a passagem pela Truck Series, pela qual estreou em 2006. A saudade de casa e da família falou mais alto e o piloto regressa às origens uma década depois de sua saída, que dá a oportunidade para a Richard Petty Motorsports buscar um novo piloto na Sprint Cup.

A volta de Ambrose ao International V8 Supercars foi saudada por todos na categoria, desde antigos rivais àqueles que, há algum tempo atrás, começavam no automobilismo. “Eu era um novato quando Marcos foi campeão em 2003. Tenho muito respeito por ele. Será ótimo poder competir contra um piloto de seu nível”, comentou o atual campeão Jamie Whincup.

O antigo patrão de Ambrose, Ross Stone, dono da Stone Brothers Racing, vibrou com o retorno do antigo pupilo. “É excepcional para a imagem do campeonato. Não tenho dúvidas que ao voltar para a V8 Supercars, Ambrose fará um ótimo trabalho. E não só ele. A Penske também. É uma das melhores organizações do esporte a motor no mundo todo.”

“As coisas mudaram muito por aqui nos últimos anos”, disse Brad Jones, antigo rival de Ambrose e hoje dono de equipe. “Mas duvido que ele voltasse se não estivesse certo de que fará um ótimo trabalho dez anos depois. Com a entrada da Penske e a volta de Ambrose, todos ganhamos. A vinda deles para 2015 é fantástica”, finalizou.

Quanto à corrida do fim de semana, Jamie Whincup ampliou sua liderança na classificação do campeonato ao vencer em dupla com Paul Dumbrell a Sandown 500, a bordo do Holden da equipe Red Bull Triple Eight Engineering. James Courtney/Greg Murphy chegaram em segundo e Garth Tander/Warren Luff completaram a disputa em 3º lugar. A corrida foi dominada pelos carros Holden, com cinco unidades entre os 10 primeiros colocados. O melhor Ford terminou na 5ª colocação, graças a Scott Pye/Ashley Walsh, enquanto tivemos um único Volvo, com Scott McLaughlin/Alexandre Prémat, em oitavo.

1 comentário

  1. Robertom disse:

    Wincup agora terá um rival de peso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>