MENU

30 de setembro de 2014 - 22:42DTM, Super GT

Arestas aparadas entre DTM e Super GT

 

1WT1_0280-728x455

Com Masaki Bandoh, da GTA e Hans-Werner Aufrecht, da ITR, à frente dos representantes das montadoras, DTM e Super GT terão regulamento unificado em 2017

RIO DE JANEIRO - A ITR e a GTA, respectivamente organizadoras do DTM alemão e do Super GT japonês, se reuniram nesta terça-feira para um terceiro encontro envolvendo os representantes das duas montadoras envolvidas em ambos os certames. Esse encontro foi decisivo para aparar arestas com relação ao regulamento técnico – que será unificado a partir de 2017.

Na verdade, esse regulamento já está em vigor. Toyota (leia-se Lexus), Honda e Nissan já construíram motores 2 litros de quatro cilindros em linha, com turbocompressor, que estrearam nesta temporada. Em três anos, será a vez de Audi, Mercedes-Benz e BMW – ou qualquer outra montadora que tenha interesse em participar de um ou outro campeonato – introduzirem motores com capacidade cúbica semelhante.

As discussões, que tiveram vez em Tóquio, capital japonesa, selaram a criação de uma categoria chamada Classe 1, que também deverá ser introduzida nos EUA através da IMSA, que tem interesse em fazer uma versão estadunidense do DTM, com o envolvimento das fábricas que têm forte penetração no mercado daquele país.

Embora tenha havido o anúncio e o interesse, a própria IMSA não sabe quando e nem como o DTM made in USA terá início. Segundo um porta-voz da entidade, o projeto está “em curso”.

8 comentários

  1. Herik disse:

    Sei não, mas na última vez que a DTM tentou se internacionalizar ela quase morreu.

  2. Marcos José disse:

    DTM-SUPER GT-IMSA X NASCAR? Sei não! Eu acho que o plano é este mas eu posso está enganado.

  3. francis gutenberg disse:

    Não havia um papo que a galera dos cangurus também entrariam nessa parada? Com o pessoal correndo em quatro continentes acho que a coisa poderia dar muito certo. Acho.

  4. Gustavo Oliveira disse:

    Acho a ideia excelente, mas só torço para isso não acabar atrapalhando o WEC.

  5. Fernando Lima disse:

    Não boto fé não…a Nascar venceu uma certa “queda de braço” com o ACO no caso da criação do TUSCC…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>