MENU

20 de setembro de 2014 - 08:58United Sports Car Championship

Estreia e pole position para o Ligier JS P2 em Austin

PBig_0

RIO DE JANEIRO – Poderia ter havido estreia melhor para o Ligier JS P2 da OAK Racing até aqui? O carro #42 guiado por Alex Brundle na qualificação conquistou a pole position para a Lone Star Le Mans, que será disputada neste sábado no COTA. Graças à troca de informações entre a equipe e a G-Drive Racing, que dispõe de um carro semelhante no WEC, o Mundial de Endurance, o bólido construído pela Onroak Automotive conquistou um significativo resultado em sua primeira aparição em pistas estadunidenses.

Brundle registrou o tempo de 1’57″809, para cravar a terceira pole da OAK Racing neste ano. O próprio britânico fizera o melhor tempo do grid para as 6h de Watkins Glen e o colombiano Gustavo Yacamán – ainda com o antigo Morgan de motor Nissan – foi o pole da prova de Mosport ganha pela OAK Racing.

O domínio do carro novo foi latente, desde o segundo treino livre, e evidenciado diante da diferença para o 2º colocado, o Corvette DP #10 dos irmãos Jordan e Ricky Taylor. A melhor volta desse bólido foi 1’58″643. O Ford Riley Ecoboost DP de Memo Rojas/Scott Pruett larga da 3ª posição do grid, seguido pelos líderes do campeonato, o brasileiro Christian Fittipaldi e o português João Barbosa, da Action Express Racing.

Oswaldo Negri e John Pew tiveram um desempenho razoável com o 7º tempo a bordo do #60 da Michael Shank Racing. Mas para a corrida a equipe pretendia fazer mudanças na suspensão do protótipo e também ajustar o controle de tração.

Na Prototype Challenge, os 15 minutos de treino foram reduzidos ao mínimo necessário por conta de uma batida do #38 da Performance Tech Racing, da dupla James French/David Ostella. Apesar do pouco tempo de pista disponível, Sean Rayhall fez a pole da divisão com o #25 da 8Star Motorsports, com o tempo de 2’00″528, meio segundo abaixo do #54 da CORE Autosport. Inclusive, com um 2º posto ou uma vitória, a dupla formada por Colin Braun/Jonathan Bennett pode se consagrar campeã da temporada 2014. O brasileiro Bruno Junqueira larga da terceira posição em sua divisão, ao lado do parceiro Duncan Ende.

Entre os GTLM, o pole ganhou, mas não levou: o Porsche #910 de Patrick Pilet/Fréderic Makowiecki foi desclassificado na vistoria técnica e a primeira posição entre os modelos Grã-Turismo coube ao SRT Viper de Kuno Wittmer/Jonathan Bomarito. E na GTD, pela terceira prova consecutiva, a TRG-AMR conseguiu um desempenho melhor que as rivais, graças a uma ótima volta de James Davison, parceiro de Al Carter no #007.

Compartilhar

2 comentários

  1. Fernando Lima disse:

    Mattar, sabe se existe alguma possibilidade do SRT Viper ingressar no WEC ano que vem?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *