MENU

26 de setembro de 2014 - 19:12Porsche Império GT3 Cup

Piquet e Porsche em Curitiba

235152_440258_pedro_piquet_porsche_gt3_cup_teste___69_

Dois mitos das pistas, juntos: o Porsche 991 Cup e Nelson Piquet, tricampeão mundial de F1, ao volante

RIO DE JANEIRO – O amigo Luiz Alberto Pandini ligou todo faceiro hoje para o blogueiro: “Conversei com o Nelson Piquet. Foi do caralho!” Não duvido. O Panda é tão fã do Nelson quanto eu e quando o tricampeão está nos seus melhores dias, senta que lá vêm histórias. E das boas. E muitas – algumas inéditas, que o Panda me prometeu contar depois.

235152_440246_pedro_e_nelson_piquet_porsche_gt3_cup_teste___31_

O velho campeão de volta ao habitat

Nelson Piquet esteve em Curitiba nesta quinta-feira com o filho Pedro, recém-campeão brasileiro antecipado de Fórmula 3, para a convite da organização da Porsche GT3 Cup Challenge Brasil, que corre no circuito neste fim de semana, conhecer os carros da categoria. O treino teria a princípio só o filho do tricampeão, de 16 anos de idade. Mas o velho Nelsão, 62 anos completos em agosto, matou o tesão de guiar novamente um carro de corrida.

235152_440255_pedro_e_nelson_piquet_porsche_gt3_cup_teste___88_

O Panda (segundo à esquerda) não desperdiçou a chance de estar nesta foto histórica

Com a verve característica, Piquet entrou na pista para duas sessões de teste e, para ele, foi o suficiente. “Estou velho! Cansei logo”, brincou. “Sempre gostei de Porsche, mas nunca havia guiado um de corrida”. Nelsão teve a oportunidade de guiar o novíssimo 991 Cup, introduzido nas pistas brasileiras neste ano.

235152_440253_pedro_piquet_porsche_gt3_cup_teste___71_

Pedro Piquet andou pela primeira vez de Porsche e arrancou elogios de Dener Pires, diretor da categoria

Pedro Piquet, por sua vez, andou em dois modelos absolutamente distintos: o 997 da categoria Challenge, com alavanca de câmbio sequencial, ao estilo do Dallara F3 e o 991 da Cup, com seu câmbio borboleta, de acionamento paddleshift. E saiu-se bem nos dois carros, de acordo com o engenheiro Vinícius Quadros. Não sem surpresa, o garoto arrancou elogios do diretor geral da Porsche GT3 Cup Challenge Brasil, Dener Pires. “Ficamos muito impressionados com a adaptação do Pedro ao carro. Ficou claro que é um piloto de grande talento.”

Piquet pai referendou os elogios e disse o seguinte ao Panda:

“Ele me impressiona. Tem 16 anos, foi campeão de F3 no ano de estreia, tem recordes de várias pistas e conseguiu tudo isso sem ter sofrido nenhum acidente. Não danificou um bico sequer”.

235152_440248_pedro_e_nelson_piquet_porsche_gt3_cup_teste___87_

Pai e filho juntos em mais uma foto histórica

Todas as fotos do post são do cracaço Luca Bassani.

Compartilhar

7 comentários

  1. Herik disse:

    Não sou daqueles que corrida boa é a que brasileiro ganha, mas seria muito legal ver isso acontecer novamente na F1 com o nome Piquet. Até para ver se há um sopro de vida no agonizante automobilismo brasileiro. E, ironias da ironias, um Piquet poderia reanimar a Globo.

    • Alessandro disse:

      Duvido alguém no Brasil ser mais tiete do Piquet que o Pandini, aquilo é paixão, loucura, ele chega a ter ciúmes dos amigos do Piquet. Chegaram até comentar que havia atração física do Pandini com o Piquet, mas ambos são casados, aliás muito bem casados. Você, Rodrigo Mattar, parece ser bem mais controlado, você é um simples fã. Acho que você não vai publicar, mas é uma opinião da maioria das pessoas que eu converso.

  2. Fernando Lims disse:

    Não sei se o Piquet toparia…mas correr na etapa da Porsche Cup do evento do WEC, porque o público tem o direito de apreciar o grande tricampeão em ação. Aliás, acho que os organizadores deste campeonato, que é bem organizado e consolidado, já poderiam considerar a idéia abrir os portões de seus eventos ao público.

  3. Wallace Michel disse:

    Muito bom vendo o Nelsão brincado de correr de novo. Pena que hoje em dia a saúde não anda mais a mesma. Entretanto, o espírito debochado não muda.

  4. Felipe Cezar disse:

    É sempre bom ver o Piquet nas pistas, mesmo que seja com os seus carros antigos. Mas com certeza esse dia foi ainda mais especial pra ele do que para nós, dividir a pista com o filho e ver que ele escolheu a mesma carreira que você, deve ser gratificante demais!

    Essa foto do José Mario Dias ficou demais, e a legenda que deram pra ela no fb foi “Piquet sendo Piquet”
    https://fbcdn-sphotos-d-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpa1/v/t1.0-9/10703752_702760669810766_4498600992105499053_n.jpg?oh=337e4a7bae582fe669cd21c860140840&oe=54BF0CD6&__gda__=1418089582_baaab8dfbd92981000e11324067e7483

  5. Gustavo Nogueira disse:

    Ironia:Uma Porsche,com uma pintura que remete a Brabham….BMW….

  6. Pedro disse:

    O Piquet e o Pandini são como irmãos, eles se adoram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *