MENU

27 de outubro de 2014 - 14:07Automobilismo Nacional

Gaúcho de Endurance consagra os campeões de 2014

10304969_832100350144987_9083106492428407325_n

RIO DE JANEIRO – Terminou no sábado o Campeonato Gaúcho de Endurance, com sua última etapa disputada no tradicional Autódromo de Tarumã. A corrida valeu também como a Copa Brasil da modalidade, uma espécie de Campeonato Brasileiro disfarçado, já que a CBA é incapaz de fazer um certame nacional de provas longas.

A pista esteve cheia, como manda o figurino. Foram 37 carros andando nos treinos classificatórios, mas houve algumas baixas e o grid registrou 36 bólidos. Participaram da prova, com 2 horas de duração, os tradicionais competidores do Regional e várias novidades, como um Ginetta G50 com motor V6, um Maserati Granturismo (herança do extinto Brasileiro de GT) e até uma Ferrari F430 Challenge.

O MC Tubarão #5 de Tiel de Andrade fez a pole position com 1’00″578 (média de 180,60 km/h), superando o MR18 #4 de Cláudio Ricci e o MRX Ford Duratec #65 de Nílson e José Cintra Ribeiro. As primeiras voltas foram sensacionais, com direito a 3-wide envolvendo o #5, o #4 e o #26, protótipo MRX com motor Opel Turbo pilotado por Oswaldo Scheer Fº/Eduardo Scheer.

10712843_832121526809536_4082290979302619492_n

O MRX Opel Turbo de Oswaldo/Eduardo Scheer venceu no encerramento do Gaúcho de Endurance, em Tarumã. Com isso, Oswaldo Scheer levou a taça na categoria I

A corrida mal completara seus primeiros 20 minutos, quando o MR18 de Cacau Ricci, com a quebra da suspensão, acabou alijado da disputa. Uma pena, pois a partir daí, só deu os carros da equipe MC Tubarão. Mais constante ao longo da disputa, o #26 levou a melhor e conquistou a vitória após 95 voltas completadas em pouco mais de 2h e 389 milésimos. A diferença entre primeiro e segundo colocado foi de apenas 8″448. A vitória deu a Oswaldo Scheer o título do Gaúcho de Endurance na categoria I: o piloto fez 590 pontos líquidos e Tiel de Andrade, que fizera 655, precisou descartar um resultado dos seis da temporada, caindo para 565 e assim ficando com o vice.

10710643_832364733451882_7254185153202481318_n

Henrique Assunção é o campeão da categoria II

Os sul-matogrossenses Nílson e José Ribeiro fizeram ótima corrida com o MRX #65 e terminaram em 3º lugar, faturando a vitória da categoria II, para protótipos aspirados com motores até 2 litros com 16 válvulas. A taça de campeão do Gaúcho foi para o paulista Henrique Assunção, 4º colocado geral com seu protótipo Spyder com motor Cosworth. Ele somou 630 pontos ao fim da temporada, contra 490 dos vice-campeões Rafael e Guaraci Costa.

Na classe III, o título ficou com outro piloto de São Paulo: o veterano Jefferson Leandrini, com seu Spyder de motor VW 2 litros e 8 válvulas chegou em 6º na geral, quatro voltas à frente do mais próximo competidor, Gabriel Matzembacher. O MCR de Eduardo Sattinho/Hardy Kohl Jr./Sid Toigo, um dos principais competidores desta divisão, não pôde disputar a corrida. Leandrini fechou o ano com 595 pontos, contra 350 da dupla vice-campeã formada por Sandro Loff/Igor Eberle.

10365754_724508010966114_2683987748494071447_n

O bom e velho Maserati Trofeo: quase campeão da classe IV com Fernando Poeta/Guilherme Daudt, porque a dupla perdeu o título no descarte do pior resultado do ano

O Maserati Trofeo de Fernando Poeta/Guilherme Daudt levou a melhor na classe IV ao chegar em 8º na geral. Com o resultado, a dupla do #18 mesmo assim ficou com o vice-campeonato, pois precisaram descartar 85 pontos da 3ª etapa. Vitor Genz/Andersom Toso, que desta vez não foram além do 15º lugar geral e quinto na categoria, acabaram campeões. Os dois tiveram o reforço do catarinense Felipe Tozzo na decisão do campeonato.

10678805_724508300966085_4508798614136791108_n

Campeão em dose dupla: o Gol de Aldoir Sette triunfou nas classes V e VI do Gaúcho de Endurance

Celso e Cléber Schuler, com o Linea T-Jet, venceram com méritos na categoria V, obtendo o 11º lugar geral. Mas o gaúcho Aldoir Sette, por conta de uma brecha no regulamento, não só tornou-se campeão desta divisão como também da classe VI, onde o vencedor do dia foi o Ford Focus de Guilherme Scheer, que fez ótima corrida e pôs um terceiro carro da equipe MC Tubarão no top 10 geral. A dupla do Linea #1 ficou com o vice-campeonato na categoria V, enquanto Rodrigo Lemke/Rodrigo Bacher/Cícero Paiva, mesmo de fora desde a prova de Rivera, faturaram o vice na VI.

Por fim, na classe VII, Jean Elias/Luiz Prado foram os grandes vitoriosos do sábado, suplantando o Fiesta de Erico e Edison Postal, mais Giancarlo Scomazzon. Mesmo sem pontuar, já que o gol que dividia com Luiz Sena Jr. e Rommel Toscan quebrou com apenas 11 voltas, Daniel Elias foi o campeão do Regional com um total de 555 pontos, porque o Gol #53 de Márcio Martins, vice-campeão com 505, nem compareceu para a largada.

Classificação final das 2h de Tarumã:

1º #26 Oswaldo Scheer F°/Eduardo Scheer
Protótipo MRX Opel Turbo – categoria I
95 voltas em 2h00min00seg389

2º #5 Tiel de Andrade
Protótipo MC Tubarão Ford Duratec Turbo – categoria I
a 8seg448

3º #65 Nílson Ribeiro/José Cintra Ribeiro
Protótipo MRX Ford Duratec – categoria II
a 33seg717

4º #75 Henrique Assunção
Protótipo Spyder Ford Cosworth – categoria II
a 1 volta

5º #98 Rafael Costa/Guaraci Costa/Carlos Maciel
Protótipo Tornado Hayabusa – categoria II
a 5 voltas

6º #144 Jefferson Leandrini
Protótipo Spyder VW – categoria III
a 5 voltas

7º #71 Emilio Padron
Protótipo MRX VW – categoria II
a 7 voltas

8º #18 Fernando Poeta/Guilherme Daudt
Maserati Trofeo – categoria IV
a 8 voltas

9º #17 Humberto Giacomello/Marco Adam/André Senger
Chevrolet Montana – categoria IV
a 8 voltas

10º #50 Guilherme Scheer
Ford Focus – categoria VII
a 8 voltas

1 comentário

  1. Fernando Lima disse:

    Esse pessoal merece todos os aplausos pela iniciativa de manter o campeonato firme e forte, mesmo sem qualquer apoio de alguma promotora ou da própria CBA, que poderia fazer deste certame uma base para um campeonato nacional. Tomara que mais donos de carros GT entrem neste campeonato, com certeza algumas das máquinas do extinto GT Brasil, como F430 e Dodge Viper Competition Coupe, devem estar parados por ai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *