MENU

26 de outubro de 2014 - 21:42WTCC

O fim do jejum

4878720141026180000

“Pechito” comemora o título inédito no WTCC: o piloto de Rio Terceiro é o segundo argentino campeão mundial no automobilismo

RIO DE JANEIRO – Foram quase seis décadas de “seca”. Os argentinos esperaram 57 anos desde o quinto título de Juan Manuel Fangio para comemorarem mais um título mundial no automobilismo. José María López, o piloto que a Citroën contratou para ser companheiro de equipe do francês Yvan Muller, campeão em 2013 e da lenda Sébastien Loeb, conquistou de forma espetacular por antecipação a temporada do Mundial de Carros de Turismo (WTCC), após o fim de semana da rodada dupla do Japão, em Suzuka.

Nascido em Rio Tercero, López, de 31 anos, levou os compatriotas ao delírio com a vitória na prova #1 disputada nesta madrugada e vista por centenas de milhares de pessoas em seu país, em telões instalados nas praças e bares, acompanhando a transmissão ao vivo do Fox Sports. Além da vitória, os cinco pontos da conquista da pole position foram decisivos, bem como o problema que tirou Yvan Muller da disputa. Com um pneu furado, o piloto do #1 desistiu na 7ª volta.

Tom Chilton conquistou um ótimo segundo lugar, com Sébastien Loeb em terceiro. Norbert Michelisz foi o melhor entre os pilotos da Honda, com a quarta colocação, seguido por Hugo Valente e Gabriele Tarquini.

Na prova #2, Tarquini tirou partido da pole position com a inversão dos 10 primeiros do Q2 e rumou para a primeira vitória do veterano piloto de 52 anos, que passou pela Fórmula 1 nos anos 80. A surpresa foi a 2ª posição do sérvio Dusan Borkovic, que assim conquistou também seu melhor resultado do ano. Michelisz subiu ao pódio, com Tom Coronel em quarto. López, já campeão, correu mais do que relaxado e chegou em sexto. Quinto na corrida, Yvan Muller chegou a 305 pontos, trinta a mais que Loeb, com quem disputará o vice na última rodada dupla em Macau, na China.

O resultado da corrida #1:

1 – José-Maria Lopez (Citroen C-Elysée) – Citroen – 11 voltas em 23’54”353
2 – Tom Chilton (Chevrolet Cruze) – Roal – 8”473
3 – Sébastien Loeb (Citroen C-Elysée) – Citroen – 9”693
4 – Norbert Michelisz (Honda Civic) – Zengo – 10”414
5 – Hugo Valente (Chevrolet Cruze) – Campos – 12”153
6 – Gabriele Tarquini (Honda Civic) – Honda Jas – 12”707
7 – Tom Coronel (Chevrolet Cruze) – Roal – 13”514
8 – Dusan Borkovic (Chevrolet Cruze) – Campos – 14”340
9 – Tiago Monteiro (Honda Civic) – Honda Jas – 16”507
10 – Gianni Morbidelli (Chevrolet Cruze) – Munnich – 17”846

O resultado da corrida #2:

1 – Gabriele Tarquini (Honda Civic) – Honda Jas – 11 voltas em 23’55”783
2 – Dusan Borkovic (Chevrolet Cruze) – Campos – 1”725
3 – Norbert Michelisz (Honda Civic) – Zengo – 4”360
4 – Tom Coronel (Chevrolet Cruze) – Roal – 5”497
5 – Yvan Muller (Citroen C-elysée) – Citroen – 6”116
6 – José-Maria Lopez (Citroen C-Elysée) – Citroen – 6”346
7 – Sébastien Loeb (Citroen C-Elysée) – Citroen – 6”665
8 – Gianni Morbidelli (Chevrolet Cruze) – Munnich – 14”062
9 – Tiago Monteiro (Honda Civic) – Honda Jas – 14”791
10 – Tom Chilton (Chevrolet Cruze) – Roal – 15”104

Classificação do campeonato, a uma rodada do fim:

1. José María López (campeão) – 422 pontos
2. Yvan Muller – 305
3. Sébastien Loeb – 275
4. Tiago Monteiro – 174
5. Norbert Michelisz – 169
6. Gabriele Tarquini – 167
7. Tom Coronel – 148
8. Tom Chilton – 144
9. Gianni Morbidelli – 108
10. Mehdi Bennani – 85
11. Hugo Valente – 70
12. Rob Huff – 66
13. Ma Qing Hua – 65
14. Dusan Borkovic – 41
15. James Thompson – 20
16. Mikhail Kozloviskiy – 11
17. Franz Engstler – 7
18. John Filippi – 4
19. René Munnich – 3
20. Pasquale Di Sabatino – 2

1 comentário

  1. luiz laberto disse:

    Fico feliz pelos argentinos,pois tenho o maior respeito por seu automobilismo e muito em especial a ORESTES BERTA o mago dos motores do lado de baixo da linha do equador.
    E José Maria não ganhou qualquer campeonatozinho,pois o WTCC ´´e disputado por grandes pilotos especialistas em turismo e mantido por grandes montadoras, que sabe que vitórias neste tipo de campeonato significam mais vendas para seus modelos,(eu mesmo estou muito interessado neste Citroen Elisée,vejamos se a Citroen do Brasil para de trazer sucata e coloca um carro atualizado a venda no país .Ps.: E olhe que sou fan da marca desde o 11 Legere e o maravilhoso projeto de Andre Lefebvre o DS 19/21 e sei que o que é vendido aqui esta longe de ser o que de melhor a Citroen tem em seu portfólio).E é WTCC uma verdadeira disputa de cachorro grande.
    Parabéns a José Maria Lopez ,ao povo Argentino e ao seu muito bom automobilismo doméstico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *