MENU

27 de outubro de 2014 - 17:51United Sports Car Championship

Silly Season – Tudor United SportsCar Championship, parte II

Dagys_-2014_304248 (1)

RIO DE JANEIRO – Os leitores do blog já puderam acompanhar a primeira parte da chamada “Silly Season”, a temporada de boatos para 2015 no Tudor United SportsCar Championship, entre as equipes de protótipos. Agora, vamos ao que as equipes de Grã-Turismo podem – ou não – nos ofertar.

O próximo campeonato já perdeu a equipe oficial da Dodge, a SRT Motorsports. E lamentavelmente outras baixas estão a caminho. Vamos ver o panorama de momento, começando pela classe GT Le Mans (GTLM).

Corvette Racing

Seguirão firmes no segundo ano de desenvolvimento do novo Chevrolet Corvette C7-R. A esquadra capitaneada pela Pratt & Miller deve manter os mesmos pilotos. Oliver Gavin, Tommy Milner, Jan Magnussen e Antonio Garcia dificilmente deixarão a escuderia para 2015.

Porsche North America

Sob a tutela da CORE Autosport, a equipe oficial do construtor estadunidense permanece com seu empenho em 2015 alinhando os 991 RSR. As duplas de pilotos para todo o campeonato ainda serão definidas, mas as escolhas devem recair nos suspeitos de sempre. Michael Christensen, Patrick Long e Nick Tandy estão quase assegurados.

Team Falken Tire

A valente equipe supervisionada por Derrick Walker, única da série de Endurance a correr com os pneus Falken, continua em 2015 com seu programa inalterado. Wolf Henzler e Bryan Sellers seguem a bordo. O time gostaria de ampliar as operações para dois carros, mas faltou budget.

Risi Competizione

O time de Houston está inclinado a continuar em 2015 com sua Ferrari F458 Italia. Giancarlo Fisichella e Pierre Kaffer, que ganharam duas corridas neste ano, têm chance de prosseguir com o carro vermelho do cavalinho empinado de Maranello.

BMW Motorsport

O contrato entre BMW e Bobby Rahal se encerra no fim deste ano e até dezembro os bávaros têm a possibilidade de escolher quem vai representar suas cores com as BMW Z4 GTE em 2015. Caso o acordo não seja renovado – e existe essa possibilidade – dois outros times de Fórmula Indy, a Andretti Autosport e a Chip Ganassi aparecem como alternativas para absorver o running do construtor de Munique no TUSC.

Aston Martin Racing

A marca britânica tem intenção de reaparecer no Tudor United SportsCar Championship, pelo menos nas etapas do North American Endurance Challenge, alinhando um ou até mesmo três carros em Daytona. O canadense Paul Dalla Lana, que colabora com a fábrica no WEC, deve participar desse esquema. Até agora, nada confirmado e/ou definido.

Classe GT Daytona (GTD):

Alex Job Racing

Cliente fiel da Porsche, a Alex Job permanecerá em 2015 com dois 911 GT America. O esquema em parceria com o Team Seattle é 100% certeza, assim como a permanência do alemão Mario Farnbacher ao lado de Ian James. O outro carro ainda está em dúvida: a Weather Tech não garante a permanência do patrocínio e por isso, não houve ainda a confirmação da dupla Leh Keen/Cooper MacNeil para o próximo ano.

Scuderia Corsa

Terão ao menos um carro a tempo inteiro em 2015. Uma Ferrari F458 Italia GT3 está confirmada pelo time de Giancarlo Mattioli para Alessandro Balzan e seu parceiro Jeff Westphal. A hipótese de um ou mais carros, principalmente nas provas longas, é considerada desde que haja interessados em bancar o running do time.

Riley Motorsports

Apesar da extinção do time de fábrica na GTLM, Bill Riley manterá o esquema com o SRT Viper GT3-R em 2015. Um segundo carro também é considerado pelo menos para as 24h de Daytona. Ben Keating e Jeroen Bleekemolen seguem a bordo para mais uma temporada.

Park Place Motorsports

O time texano pretende dar sequência ao seu empenho na classe GTD com dois Porsche 911 GT America. Patrick Lindsey é o único piloto confirmado e a equipe necessita de um piloto “Pro” para completar a dupla. O segundo carro depende de orçamento.

GB Autosport

A escuderia financiada pelo controvertido Michael Avenatti através da Tully’s Coffee cogita a possibilidade de trocar de equipamento para o próximo ano. Enquanto as negociações ainda engatinham, a equipe confirmou Damien Faulkner a bordo para 2015.

Magnus Racing

Apesar das tratativas envolvendo o possível ingresso da equipe no WEC, na classe LMGTE-AM, a Magnus Racing tem como possibilidade mais plausível a permanência no TUSC na classe GTD, alinhando um Porsche 911 GT America para os fiéis John Potter e Andy Lally.

Paul Miller Racing

Grande destaque da temporada entre as equipes do Audi Customer Racing Service nos EUA, a Paul Miller Racing deve seguir como cliente da marca dos quatro anéis na próxima temporada. A equipe confirmou pelo menos a participação nas quatro provas do NAEC, já que Bryce Miller não vai mais guiar a tempo inteiro no próximo ano. Caso a Audi opte pela permanência de Christopher Haase como colaborador dentro do programa de clientes da marca de Ingolstadt, a escuderia buscará uma opção para fazer toda a temporada do Tudor United SportsCar.

TRG-AMR

A TRG de Kevin Buckler tem planos ambiciosos para 2015. Pretendem expandir o número de Aston Martin V12 Vantage nas pistas do TUSC para até três carros, pelo menos nas provas de Endurance e talvez dois competindo full season. Se isto irá se materializar, são outros quinhentos.

Mühlner Motorsports America

Bernhard Mühlner confirmou que a escuderia só estará a tempo inteiro no TUSC em 2015 com seus Porsche 911 GT America se conseguir fechar acordo com dois pilotos fixos para o próximo ano. O martelo deve ser batido agora em novembro. Uma expansão para o Porsche GT3 Cup Challenge dos EUA também é opção.

Vita4One Racing

A equipe do veterano alemão Michael Bartels deve se envolver em eventos pré-selecionados do Tudor United SportsCar Championship em 2015, com uma BMW Z4 GT3. Aparições em Daytona e Sebring são uma possibilidade concreta. Um campeonato a tempo inteiro é, neste momento, alternativa remota.

Turner Motorsport

Campeã de equipes e de pilotos com Dane Cameron na GTD este ano, parece pouco provável que o time de Will Turner permanece na série em 2015. A escuderia confirmou participação no Pirelli World Challenge com duas BMW Z4 GT3.

Flying Lizard Motorsports

Os “Lagartos Voadores” parecem não inclinados a seguir na série de Endurance em 2015 a tempo inteiro. Devem seguir com o Audi R8 LMS, mas optando por um programa duplo, englobando o Pirelli World Challenge e as provas mais longas, do North American Endurance Challenge.

Dempsey Racing

Mais uma equipe cuja permanência está posta em sérias dúvidas para 2015 no TUSC. O ator-piloto Patrick Dempsey parece inclinado a não seguir com o esquema baseado na Geórgia, buscando outras alternativas. Ele tem contrato com a Porsche por cumprir e pode ser que o destino dele e da equipe seja o WEC, desde que consiga parceiros.

Fall-Line Motorsports

O time de Mark Boden esteve ausente nas últimas provas deste ano graças a um acidente sofrido por Charlie Putman, que segue convalescendo. Devem regressar com o Audi R8 LMS.

Risi Competizione

Giuseppe Risi cogita inscrever pelo menos uma Ferrari F458 Italia GT3 para a classe GTD, além da sua tradicional inscrição para a GTLM. Não se falou ainda em pilotos.

Lamborghini

É provável que o novo modelo Huracan, que será homologado para competição, seja usado por pelo menos uma equipe no TUSC em 2015 – somente a partir da segunda metade do campeonato.

Aston Martin Racing

Existe a possibilidade de inscrição de um Aston Martin V12 Vantage sob a égide do time oficial nas provas do North American Endurance Challenge. Mas nada, ainda, está confirmado.

AIM Autosport

Gorada a hipótese GTLM para 2015, a equipe de Ian Willis e Andrew Bordin volta suas atenções para a GTD, ao menos para conseguir participar das provas do North American Endurance Challenge. O time não descarta um projeto LMGTE-AM com vistas a uma presença nas 24h de Le Mans, com Bill Sweedler a bordo.

Compartilhar

1 comentário

  1. Fernando Lima disse:

    Apesar de lamentar muito a saída da equipe SRT Viper, que eram os meus GT’s favoritos, entre outras baixas que devem ocorrer, como dito acima, ainda acredito na manutenção de um grid bom e forte para 2015. Estou curioso para ver o Lamborghini Huracan em ação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *