MENU

1 de novembro de 2014 - 09:48Mundial de Endurance

6h de Xangai, qualificação: Porsche e Toyota na primeira fila, com o mesmo tempo!

M14_4555_fine-728x482

Tripulado por Romain Dumas e Neel Jani, o Porsche 919 Hybrid #14 conquistou a segunda pole do construtor alemão no WEC

RIO DE JANEIRO - Final de treino para a classe LMP1 em Xangai, para a 6ª etapa do Mundial de Endurance. O Porsche #14, conduzido por Neel Jani e Romain Dumas, consegue a média de 1’48″300 nas quatro voltas mais rápidas – duas de cada piloto – na qualificação. Aí acontece o seguinte: o Toyota #8 dos líderes do campeonato Sébastien Buemi e Anthony Davidson consegue fazer A MESMA MÉDIA. Com 1’48″300, o Corollão larga em segundo, porque logicamente o Porsche fez o melhor tempo primeiro. É a segunda pole position da turma de Weissach no WEC.

Aliás, entre Porsche e Toyota houve muito equilíbrio, tanto que o #20 de Mark Webber e Brendon Hartley ficou a apenas 0″024 dos dois carros que igualaram suas médias e a vantagem para o quarto colocado, o Toyota #7 de Alex Wurz e Kazuki Nakajima foi de somente 0″210. Em suma – menos de três décimos do primeiro para o quarto no grid. Nada mal.

Já a Audi continua penalizada pela escolha de categoria nos megajoules que a deixa em segundo plano, se comparada às rivais. O #1 tripulado no treino oficial por Lucas Di Grassi e Loïc Duval ficou com a quinta posição do grid, superado na média pelos dois primeiros por mais de um segundo. Bénoit Treluyer e Andre Lotterer não têm motivos para sorrir: o #2 foi seis décimos mais lento que os colegas de equipe.

Entre os LMP1 não oficiais, nenhuma surpresa: os Rebellion R-One Toyota monopolizam a quarta fila do grid, com o #12 de Nicolas Prost/Nick Heidfeld/Mathias Beche quase um segundo abaixo da marca do #13 de Andrea Belicchi/Dominik Kraihamer/Fabio Leimer. O Lotus CLM P1/01 AER Turbo melhorou bastante em relação ao ritmo dos treinos livres, mas continua devendo em performance: o carro negro e dourado ficou em 13º no grid geral e sua média só não foi melhor porque o tempo obtido pelo alemão Pierre Kaffer foi anulado, em razão de um excesso de velocidade nos pits.

Na LMP2, também não houve surpresas: o Ligier JS P2 Nissan segue como o carro mais competitivo do lote. Roman Rusinov e Olivier Pla classificaram o #26 da G-Drive Racing, que sem nenhuma dificuldade alcançou a pole position do grupo, com 1’54″327, quase um segundo melhor que o #47 da KCMG e mais de dois segundos abaixo dos dois Oreca 03 R Nissan da SMP Racing. Após boa performance nos treinos livres, os HPD ARX-03b da Extreme Speed Motorsports desapontaram e ficaram com as posições seguintes, enquanto o Morgan Judd #35 da OAK Racing foi o carro mais lento da divisão.

0Dagys_-2014_327434

Darren Turner e Stefan Mücke conquistaram a primeira pole do #97 na LMGTE-PRO neste ano (Foto: John Dagys)

A Aston Martin novamente foi superior à concorrência nas classes LMGTE-PRO e LMGTE-AM: na categoria dos carros construídos em 2014, Darren Turner e Stefan Mücke conquistaram enfim a primeira pole da dupla do #97 neste ano, com a média de 2’04″342, superando por um décimo de segundo o Porsche 991 RSR #92 de Fred Makowiecki e Patrick Pilet. A terceira posição foi do outro Porsche, com Jörg Bergmeister/Richard Lietz, seguido das duas Ferrari F458 Italia da AF Corse. O #99 do brasileiro Fernando Rees não repetiu a boa performance demonstrada em Fuji e o carro ficou com o sexto tempo do grupo – 2’04″847.

Já entre os LMGTE-AM, prevaleceu o #98 de Pedro Lamy e Christoffer Nygaard, que estabeleceram a média de 2’05″072, com o Porsche da Prospeed Competition em segundo. O outro Aston ficou com a terceira marca, cabendo o quarto lugar ao #90 da 8Star Motorsports. O Porsche #88 da Proton Competition, mesmo com o excelente reforço do alemão Wolf Henzler para este fim de semana, fecha a raia em Xangai.

A largada para a 6ª prova do Mundial de Endurance será a 1h da manhã deste domingo, pelo horário de Brasília.

5 comentários

  1. Robertom disse:

    Tem um link para assistir ao vivo ?

  2. rodrigo Luiz Martins disse:

    Por que a audi não ta andando tão bem como nas outras temporadas ?

    • Rodrigo Mattar disse:

      É por uma opção de regulamento com relação aos MJ gastos por prova nos carros híbridos. A Audi optou por uma categoria diferente de Toyota e Porsche, apostando na autonomia dos diesel. Quebrou a cara.

Deixe uma resposta para Robertom Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>