WRC: 72 carros na etapa da Grã-Bretanha

W
Mikko-Hirvonen-Rallye-Sardinien-2014-Ford-articleTitle-eef1525f-784082
Quarto colocado no WRC, Mikko Hirvonen faz sua despedida no Rali da Grã-Bretanha

RIO DE JANEIRO – A temporada 2014 do Mundial de Rali termina neste fim de semana. Disputado pela 70ª vez em sua história, o Rali da Grã-Bretanha encerra, no País de Gales, um ano de dominação quase absoluta da Volkswagen. Foram 11 vitórias dos pilotos do construtor alemão em 12 corridas, título para Sébastien Ogier (o segundo seguido) e para a marca de Wolfsburg entre os construtores.

Com Ogier bicampeão, Latvala vice e Andreas Mikkelsen em terceiro, a etapa final do WRC só valerá pelo 4º lugar na classificação dos pilotos. E quem chega à esta prova com vantagem é Mikko Hirvonen, que faz sua corrida de despedida na modalidade. Aos 34 anos, o piloto da M-Sport Ford disputa seu último Rali, começando a etapa com 16 pontos de vantagem para o norueguês Mads Östberg, da Citroën.

Thierry Neuville, sexto na classificação, tem chances bem remotas de ultrapassar os dois rivais que vêm à sua frente. O belga poderá, na pior das hipóteses, trocar de posição com Östberg ou até mesmo ser ultrapassado por Kris Meeke, 7º com 84 pontos somados. Elfyn Evans, que é o principal piloto da casa, pois é galês, espera conseguir o primeiro pódio do ano: seu melhor resultado foi o 4º posto no Rali da Alemanha.

De um total de 72 inscritos confirmados para o Rali da Grã-Bretanha, 14 fazem parte da divisão principal do WRC. Além dos pilotos das equipes de fábrica, Martin Prokop, Henning Solberg e Ott Tänak terão uma disputa particular pela melhor classificação entre os privados. O tcheco tem sólida margem no Mundial: com 42 pontos, está no top 10 do campeonato.

Na divisão WRC2, Nasser Al-Attiyah chega à última etapa com a faca e o queijo na mão para conquistar o título. O piloto do Catar soma 110 pontos, contra 93 do italiano Lorenzo Bertelli e 90 do ucraniano Yuriy Protasov, além do finlandês Jari Ketomaa. Destes quatro, só Protasov (embora inscrito) não participa da etapa final da categoria, que conta com 20 duplas inscritas.

Já campeão na WRC3, Stéphane Lefevbre inclusive reforça a classe WRC2 neste fim de semana. Dos oito inscritos, apenas o francês Quentin Giordano e o eslovaco Martin Koci participam da prova para tentar alcançar o vice-campeonato. Os dois chegam separados por apenas um ponto na classificação. O alemão Christian Riedermann também soma 46 pontos, mas ele não participará da etapa.

O Rali da Grã-Bretanha terá um percurso de 23 provas especiais. A quinta-feira terá somente a Cerimônia de Abertura. Na sexta, os pilotos e navegadores vão partir para oito trechos cronometrados, num total de 145,78 km, com assistências em Newtown e Deeside. No sábado, mais 113,78 km de percurso e nove etapas no total. E domingo, último dia de provas do WRC em 2014, seis etapas e apenas 46,12 km. No total, serão 305,64 km por estradas de cascalho no Reino Unido.

A lista de inscritos para a última etapa do WRC está aqui.

Sobre o Autor

Rodrigo Mattar

Adicione um Comentário

Reclames

Perfil

Rodrigo Mattar, carioca de 49 anos. Apaixonado por automobilismo desde os nove, é jornalista especializado em esportes a motor desde 1998. Estagiou no Jornal do Brasil e numa assessoria de comunicação antes de ingressar na Rede Globo. Em 2003, foi para o SporTV, onde foi editor dos hoje extintos programas Grid Motor e Linha de Chegada. No mesmo ano, iniciou sua trajetória como comentarista, estreando numa transmissão de uma corrida de Stock Car, realizada no saudoso Autódromo de Jacarepaguá. Há sete anos, está no Fox Sports, atuando como editor responsável do programa Fox Nitro e comentarista de diversas categorias, entre as quais Rali Dakar, Nascar, MXGP, WTCC, WRC, FIA WEC, IMSA, Fórmula E, WTCR e Superbike Series Brasil. Conduz o blog A Mil Por Hora, agora no GRANDE PRÊMIO, desde 2008.

Arquivos

Categorias

Nuvem de Tags

Twitter

Reclames

Facebook

Mais reclames