MENU

16 de janeiro de 2015 - 16:33Rali Dakar

A primeira de Price

819492-9abbda00-9d0f-11e4-b0c3-1d439f0b9016

Melhor novato do Rali Dakar 2015 nas motos, Toby Price venceu sua primeira especial

RIO DE JANEIRO – O australiano Toby Price confirma o posto de grande revelação do Rali Dakar 2015 na categoria das motocicletas. O piloto da KTM #26 conquistou nesta sexta-feira a sua primeira especial no ano de estreia dele na competição. Aos 27 anos, com experiência nas lendárias provas Baja 1000 e Rali do Marrocos, o “Canguru” mostrou que veio para ficar na mais difícil prova off-road do planeta.

A 12ª etapa foi a mais longa de todo o Rali Dakar. Foram 1024 km entre Termas de Río Hondo, quase ao norte da Argentina e Rosario, cidade que no ano passado sediou a largada promocional do evento, que terminaria em Valparaíso, no Chile. Mas o trecho cronometrado foi bem mais curto: 298 km. Price foi o mais rápido a chegar na cidade do craque Lionel Messi, do Papa Francisco e de Ernesto “Che” Guevara. Fez o tempo de 3h19min55seg e foi melhor em quase dois minutos que o espanhol Joan Barreda Bort, da Honda.

Paulo Gonçalves ainda não se dá por vencido e continua de olho num improvável título, já que na última etapa basta a Marc Coma controlar a diferença que o separa do português. “Speedy” chegou em terceiro hoje, descontando 3min23seg em relação ao rival da KTM. Com isso, a vantagem do atual campeão do Rali é de 17min49seg. Alçado à condição de vencedor da 11ª especial em virtude da penalização imposta a Barreda e Gonçalves por troca de propulsores, o eslovaco Ivan Jakes foi o quarto, seguido pelo compatriota Stefan Svitko e por um tranquilo Coma, cada vez mais perto do quinto título no Dakar, o que lhe igualará ao ex-adversário Cyril Despres.

Hélder Rodrigues chegou em 7º com uma terceira Honda oficial de fábrica e o chileno Pablo Quintanilla, satisfeitíssimo com o que se tornou o quarto posto geral, completou o trecho especial em oitavo. O holandês Frans Verhoeven, que fez um Dakar sofrível, o pior dos últimos anos, conseguiu pela primeira vez um top 10: chegou em nono, à frente da espanhola Laia Sanz.

Jean Azevedo fez sua melhor etapa neste Rali. O piloto brasileiro chegou em 14º lugar, a 14min40seg. Com o desempenho, ele subiu duas posições na classificação geral e agora é o vigésimo-primeiro, a menos de três minutos do 20º colocado. Ao todo, 79 motociclistas largaram e concluíram a etapa para chegar amanhã à Buenos Aires.

O resultado da etapa #12 nas motos:

1º #26 Toby Price (KTM) – 3h19min04seg
2º #2 Joan Barreda Bort (Honda) – 3h20min59seg
3º #7 Paulo Gonçalves (Honda) – 3h22min06seg
4º #21 Ivan Jakes (KTM) – 3h22min12seg
5º #18 Stefan Svitko (KTM) – 3h24min05seg
6º #1 Marc Coma (KTM) – 3h25min29seg
7º #5 Hélder Rodrigues (Honda) – 3h27min44seg
8º #31 Pablo Quintanilla (KTM) – 3h29min11seg
9º #15 Frans Verhoeven (Yamaha) – 3h29min55seg
10º #29 Laia Sanz Pla-Giribert (Honda) – 3h31min46seg

Classificação geral:

1º #1 Marc Coma – 45h08min32seg
2º #7 Paulo Gonçalves – 45h26min21seg
3º #26 Toby Price – 45h33min50seg
4º #31 Pablo Quintanilla – 45h45min29seg
5º #18 Stefan Svitko – 45h55min15seg
6º #11 Ruben Faria – 46h59min11seg
7º #9 David Casteu – 47h03min41seg
8º #29 Laia Sanz Pla-Giribert – 47h28min09seg
9º #21 Ivan Jakes – 47h30min01seg
10º #3 Olivier Pain – 48h12min53seg

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *