MENU

15 de janeiro de 2015 - 16:30Rali Dakar

Francês vence, Sonik administra e brasileiro é top 10 nos quads

Rafal-Sonik-Dakar-2015

Administrando a vantagem, Rafal Sonik foi o 6º colocado da antepenúltima etapa nos quads. Polonês tem 2h50min de frente para o vice-l[ider, Jeremias Gonzalez Ferioli

RIO DE JANEIRO – Com larga vantagem em relação ao vice-líder geral, o argentino Jeremias Gonzalez Ferioli, o veterano Rafal “Super” Sonik agora só administra a diferença para conquistar sábado um título inédito no Rali Dakar na categoria dos Quadriciclos. Sexto colocado na 11ª etapa, disputada hoje entre Salta e Termas de Río Hondo, o polaco tem nada menos que 2h50min de margem. Ou seja: só quebrando é que Rafal vai perder o título da competição neste ano.

Impondo um ritmo mais moderado ao seu quadriciclo Yamaha Raptor 700, dificilmente o piloto de 48 anos vai deixar escapar a oportunidade de igualar o tcheco Josef Machacek, até hoje o primeiro e único europeu a ganhar o Dakar na categoria em solo sul-americano, desde que a competição deixou a África a partir de 2009. A partir daí, ganharam argentinos (Marcos e Alejandro Patronelli) e o chileno Ignácio Casale.

Isto posto, a vitória da antepenúltima etapa foi conquistada por outro europeu, um dos únicos que ainda permanecem vivos na competição. O francês Christophe Declerck (Yamaha) foi o mais rápido do dia com o tempo de 3h56min39seg, com o paraguaio Nelson Sanabria Galeano em segundo e a terceira posição ficou com o boliviano Walter Nosiglia.

Ferioli ficou com a 5ª colocação e só conseguiu descontar 1min38seg de Sonik, o que, convenhamos, é muito pouco. Os destaques do dia foram o quarto posto de Willem Saaijman na etapa e a ascensão do estreante brasileiro André Suguita ao top 10 geral da categoria, com o abandono do chileno Victor Gallegos Lozic. Mesmo com a 15ª colocação na etapa, no tempo de 5h12m29seg, ele conseguiu chegar à décima colocação que, convenhamos, é um resultado fantástico considerando que mais da metade dos 45 a dar a largada sábado passado em Buenos Aires já ficou pelo caminho.

O resultado da etapa #11 nos quads:

1º #260 Christophe Declerck (Yamaha) – 3h56min39seg
2º #256 Nelson Sanabria Galeano (Yamaha) – 4h03min14seg
3º #283 Walter Nosiglia (Honda) – 4h03min29seg
4º #286 Willem Saaijman (Yamaha) – 4h03min29seg
5º #261 Jeremias Gonzalez Ferioli (Yamaha) – 4h03min29seg
6º #250 Rafal Sonik (Yamaha) – 4h05min51seg
7º #277 Ricardo Vinet (Can-Am) – 4h13min16seg
8º #270 Daniel Domaszewski (Honda) – 4h15min41seg
9º #257 Sebastián Palma (Can-Am) – 4h31min37seg
10º #268 Giuliano Horacio Giordana (Yamaha) – 4h32min19seg

Classificação geral:

1º #250 Rafal Sonik – 52h07min58seg
2º #261 Jeremias Gonzalez Ferioli – 54h57min59seg
3º #283 Walter Nosiglia – 55h50min01seg
4º #256 Nelson Sanabria Galeano – 56h24min25seg
5º #260 Christophe Declerck – 58h14min53seg
6º #270 Daniel Domaszewski – 60h47min25seg
7º #257 Sebastián Palma – 62h35min51seg
8º #265 Santiago Hansen – 65h03min57seg
9º #286 Willem Saaijman – 65h44min30seg
10º #295 André Suguita – 72h26min09seg

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *